O Tiago apareceu para falar de “carne para canhão” e computadores que não chegam

Ele anda confinado desde março… o risco e o custo de manter as escolas abertas não é ele que o paga.

Nenhum professor quer que a escola feche, mas a segurança da comunidade escolar é coisa séria.

Eu não quero ser confinado, nem que os meus alunos confinem (como o sr. ministro), mas de demagogos estou cheio.

Prometeram computadores para outubro e vêm agora dizer que têm 100.000 entregues, mais 335.000 para entregar e 75.000 para comprar.  Sr. ministro, o senhor e o seu chefe faltaram à palavra e andam a querer remediar. Assim não dá!

É claro que, se os alunos do 3.º Ciclo e Secundário, forem confinados, alguns não terão como trabalhar e mais do que muitos terão de utilizar o que há disponível lá em casa. O Sr. ministro (repare que é com letra minúscula), FALHOU (como sempre).  Faça um favor ao país e volte para o Reino Unido.

“Custo do encerramento das escolas é bem superior ao risco”, argumenta ministro da Educação

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2021/01/o-tiago-apareceu-para-falar-de-carne-para-canhao-e-computadores-que-nao-chegam/

5 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Falar verdade on 12 de Janeiro de 2021 at 19:03
    • Responder

    Mais uma vez, o Ministro demonstra que não conhece a escola nem o excelente trabalho que se desenvveu durante o e-learning, que esteve no patamar dos países nórdicos.

    Lamentável.

    • Alecrom on 12 de Janeiro de 2021 at 20:37
    • Responder

    Se o ridículo tivesse cor,
    este tipo seria um mega arco-íris.

    • Man72 on 12 de Janeiro de 2021 at 21:10
    • Responder

    Boa tarde!

    Não liguem. Puseram-no lá. Assim. Sem mais. O culpado, esse, foi quem o pôs lá. Que o rapaz não tem culpa alguma – é a vítima perfeita do sistema, coitado! E, de resto, está a juntar uns trocados para uma vida futura. Larguem o rapazito, ó grisalhos!

    • Antonio on 12 de Janeiro de 2021 at 23:15
    • Responder

    Este ministro já demonstrou várias vezes que não percebe nem quer perceber nada sobre o funcionamento de uma escola e do processo ensino-aprendizagem. Agora vem também demonstrar que não percebe nada do que é a gestão de uma pandemia e dos riscos que estão em causa. Por que razão não volta ele para o laboratório fazer aquilo que sabe? Ou será que ainda de lá não saiu ( pelo menos desde Março)?

    • Filipe Coimbra on 13 de Janeiro de 2021 at 15:55
    • Responder

    O(s) computadore(s) da minha mulher professora há + de 20 anos já vai no terceiro, o último avariou na semana passada, para poder trabalhar teve de comprar novamente um. O ME não equipa os funcionários da educação/professore usa e abusa da bondade deles. Os professores são masoquistas, deviam parar todos enquanto não tivessem o material que precisam de trabalhar, já alguém viu um trabalhador cavar a terra sem enxada :). As ferramentas de trabalho tem de ser o ME a fornecer, deviam pagar a luz que se gasta em casa o papel etc. Vou mandar a fatura para o ME/SIC/CMTV/PR para pagarem pois não se fazem omoletes sem ovos… Isto é um abuso…

Responder a Man72 Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: