Conselho Municipal de Educação da Maia recomenda que profissionais das escolas sejam vacinados

 

Conselho Municipal de Educação recomenda que profissionais das escolas sejam vacinados

O Conselho Municipal de Educação da Maia quer que o pessoal docente e não docente das escolas integre a primeira fase do plano de vacinação contra a Covid-19.

Por proposta do presidente da Câmara, António Silva Tiago, o Conselho Municipal de Educação da Maia pretende uma alteração ao Plano Nacional de Vacinação, nomeadamente que “os profissionais das equipas de pessoal docente e não docente das redes pública, privada e solidária sejam integrados nos serviços considerados essenciais como prioritários, e como tal incluídos na primeira fase do Plano de Vacinação Contra a COVID-19, em paralelo com os profissionais de saúde, profissionais das forças armadas, profissionais das forças de segurança e serviços críticos, bem como, os profissionais que exercem funções em lares e unidades de cuidados continuados”.

Na proposta aprovada por larga maioria (apenas com a abstenção do IEFP), António Silva Tiago considera que a integração dos profissionais das escolas na primeira fase de vacinação se justifica, atendendo a que as escolas, são exceção ao confinamento, e que a percentagem de docentes com idade igual ou superior a 50 anos é, aproximadamente, de 49%, em Portugal Continental, de acordo com a publicação Perfil do Docente 2018/2019 – Análise Setorial, da Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência.

O Conselho Municipal de Educação tem por objetivo a coordenação da política educativa a nível municipal, analisando e acompanhando o sistema educativo e propondo, se necessário, as ações consideradas adequadas à promoção de maiores padrões de eficiência e eficácia do mesmo, e integra representantes de diversas entidades.

O documento vai ser agora enviado aos ministros da Educação e da Saúde, Tiago Brandão Rodrigues e Marta Temido, respetivamente.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2021/01/conselho-municipal-de-educacao-da-maia-recomenda-que-profissionais-das-escolas-sejam-vacinados/

4 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Alecrom on 24 de Janeiro de 2021 at 13:09
    • Responder

    Exigimos a criação de uma
    Ordem da Classe Docente
    que nos liberte dos grilhões FENPROF/FNE
    e que represente,
    finalmente e em liberdade,
    os nossos interesses.

    Que,
    por exemplo,
    como está a fazer a Ordem dos Médicos,
    torne público o número dos professores que têm vindo a falecer pela Covid.

    • E.T on 24 de Janeiro de 2021 at 18:33
    • Responder

    ESTA RECOMENDAÇÃO VEM COM UNS MESES DE ATRASO, NÃO???

    • N.Ribeiro on 24 de Janeiro de 2021 at 21:12
    • Responder

    Muito Bem!

    • Zulmiro on 25 de Janeiro de 2021 at 11:38
    • Responder

    E no entanto, esta é daquelas vacinas que ninguém sabe ainda muito bem para que ser…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: