Temos Lideranças Fortes, Fortíssimas

… tão fortes que a nota máxima de 10,000 valores atribuída pelo seu Conselho Geral muitas vezes não chega para a atribuição de uma classificação de mérito a todos os diretores com 10,000 valores.

E depois há aqueles parvos (onde me incluo) com o modo de funcionamento desta avaliação que deixarão de ser tão parvos no futuro.

Chama-se a isto motivação. Mais motivação ainda quando se vai ficar preso num 4.º escalão.

Seria muito interessante ver de onde partem todas estas classificações de 10 valores, pois são todos tão brilhantes que muita coisa deve ser brilhante nessas escolas, até mesmo a sua relação com o Conselho Geral.

 

 

Mas mesmo não havendo parvos há quem o fique com a seguinte atribuição de classificação final.

E é isto.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2020/11/temos-liderancas-fortes-fortissimas/

50 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Berta Loureiro on 16 de Novembro de 2020 at 20:07
    • Responder

    Aconteceu me em 2018, recorri, fiz uma exposição, pedi explicação sobre os critérios de tal decisão, consultei atrás,… Enfim fiquei mesmo parva… Não há critérios a Comissão de avaliação decide com critérios secretos. Não é conhecida a lista dos que ficam com Excelente e Muito Bom,… Tb é secreta, mas tenho a certeza que são os amigos lambe botas… Que no caso da minha escola já nem trabalham… Andam por lá à espera da reforma… Até acho bem! Se estivesse no lugar deles, quem sabe,… Os senhores Diretores, os Senhores Sindicalistas… Estão muito felizes com a merda que fazem… Com 32 anos de serviço e 56 de idade, estou a meio da carreira…. Vamos viver um dia de cada vez… Talvez me salte a tampa.

      • Alves on 16 de Novembro de 2020 at 20:31
      • Responder

      Berta, não percebe(u) nada disto.
      Não tem nada a ver com a ADD nas escolas.
      É a aplicação das quotas, pela tutela, na avaliação dos Diretores, após atribuição de proposta de menção, pelo Conselho Geral.

      O que se passou? Tenho 59 e estou no 10.º Escalão.

        • AC on 17 de Novembro de 2020 at 0:16
        • Responder

        A avaliação de diretor@s para mudança de escalão (a meio do mandato de 4 anos) ou de final de mandato? É que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa! Ou estou a ver mal o filme?

          • Berta Loureiro on 17 de Novembro de 2020 at 0:25

          Certo.. Referiam é ao facto de eu estar na categoria dos parvos.. Referi o que se passou comigo, quando fui avaliada no6 escalão que apesar de ter MB 8.6 não progredir devido às escolhas da Comissão de Avaliação que são muito secretas!!!
          Por isso sou parva pk ando a aturar esta palhaçada…

          • AC on 17 de Novembro de 2020 at 0:37

          Berta, @ diretor/a também são avaliados para mudança de escalão e o que me levou a postar abaixo foi precisamente isso: avaliação 10 para mudança de escalão ou para avaliação de final de mandato? É que são processos difetentes.

          • Alves on 17 de Novembro de 2020 at 0:53

          Meu caro,

          Ou vai ler a legislação de avaliação dos diretores, ou pergunta ao Arlindo que lhe explique melhor este artigo de desabafo que ele escreveu e que nós lemos, mas nem todos perceberam.

          • Alves on 17 de Novembro de 2020 at 0:55

          Só existe um calendário de avaliação para os diretores: no fim do ciclo avaliativo, como para toda a gente, só que com outros intervenientes.

          • AC on 17 de Novembro de 2020 at 1:00

          E quem são esses outros intervenientes???

        • maria on 17 de Novembro de 2020 at 11:19
        • Responder

        Premissa : no Conselho Geral tem assento todo o bicho-careta e a maioria ( !) dos seus membros são obscuras criaturas exteriores à escola !

        Pergunta : que valor terá uma avaliação feita por um atamancado “orgão” cuja maioria é composta por uns curiosos que nem o director conhecem ( pais, mães , uns desocupados da autarquia , uns imberbes das “forças vivas” lá da terra e … uma criança de 16 anos?

        Alguém se sentirá confortável com uma “classificação” atribuída desta forma? Que falta de carácter! M.. da p`ra isto tudo!

      • Fernando, el peligroso de las verdades. A dizer a esta senhora que estude as leis para não dizer bacoradas. on 17 de Novembro de 2020 at 1:01
      • Responder

      Para os professores comuns, a senhora vai ao Artigo 22 do decreto regulamentar 26/2012 e aí encontra o motivo porwue levou banhada. Vá, veja, não continue ignorante.

      • Fernando, el peligroso de las verdades. on 17 de Novembro de 2020 at 1:09
      • Responder

      Berta, a resposta está no artigo 22 do decreto 26/2012. Isto para si, que deve ser professora comum. Para os diretores são outras leis. Mas, para si, é nesse artigo que está a resposta à mocada que diz ter levado. Estude a matéria e verá a resposta.

      • Ferhjj on 17 de Novembro de 2020 at 1:13
      • Responder

      Ghhhjj

    • AC on 16 de Novembro de 2020 at 20:07
    • Responder

    Não percebi… Será que estou a ficar totó? 😲

    • N. Ribeiro. on 16 de Novembro de 2020 at 20:37
    • Responder

    IgE por onde andas?

    Ok, não se deve por em causa os Srs. Diretores e Súbditos.

    Vergonha.

    • Joana on 16 de Novembro de 2020 at 21:53
    • Responder

    Tudo tão maravilhoso neste país! Tantos directores com a nota máxima. Fantástico! São mesmo excelentes … a mandar no seu Conselho Geral! Mas alguém acredita nestas avaliações? Que farsa.

    • Teresa Cardoso on 16 de Novembro de 2020 at 22:36
    • Responder

    Caro colega

    O estranho é o seu caso! Como é que com 59 anos já está no 10º escalão????
    Com a reorganização dos escalões e os congelamentos sucessivos, como aí chegou tão depressa?

      • Alves on 17 de Novembro de 2020 at 0:48
      • Responder

      Colega, mas tenho 38 anos de serviço.

      Congelamentos? Pois, estive no 8.º escalão entre meados de 2003 e 31/12/2017! E até perdi , desse período, 432 dias de serviço.

      Pedi o faseamento e cumpri os requisitos todos, pelo que , 10.º escalão, a 01/06/2020. E não preciso da 3.ª tranche para nada.

      Tem dúvidas? Faça contas.

      Só passei um escalão de cada vez, por isso, tenha cuidado com os ????, Ok!

        • 123oliveira4 on 17 de Novembro de 2020 at 2:20
        • Responder

        Tiveste sorte apanhaste o tempo das vacas gordas. Também dou aulas há muito tempo e se conseguir chegar ao 6º/7º escalão na altura de me reformar tenho muita sorte.
        Conheço muita gente com o teu tempo de serviço e com a tua idade que ainda se encontram no 6º escalão.

          • Nascimento on 17 de Novembro de 2020 at 4:54

          Estou exatamente na mesma situação que o colega Alves.

          • Alves on 17 de Novembro de 2020 at 19:36

          Com a minha idade, e até mais maduros, concordo.

          Agora, com 38 anos de serviço docente, no 6.º escalão, não acredito.

        • maria on 17 de Novembro de 2020 at 11:24
        • Responder

        De que grupo é o sr. Alves para já estar no 10º? Imagino… Efeitos da carreira única.

          • Alves on 17 de Novembro de 2020 at 19:29

          Grupo anterior ao GR 120.
          Data de ingresso na carreira: 01/09/1988, com vários anos de tempo de serviço antes.

          Agora, já não precisa de imaginar nada.

          • Alves on 17 de Novembro de 2020 at 19:43

          Sou do grupo anterior ao GR 120.
          Data de ingresso na carreira: 01/09/1988, com vários anos de tempo de serviço antes.

          Agora, já não precisa de imaginar nada.

      • Carla on 17 de Novembro de 2020 at 9:09
      • Responder

      No 6 escalão temos alguma vantagem em termos aulas assistidas?

        • vantagem on 17 de Novembro de 2020 at 14:22
        • Responder

        Tentar ter excelente nas aulas observadas, de modo a que, a sua avaliação suba e, não corra o risco que não tendo aulas assistidas e tendo MB, no desempate, passe para Bom, por causa das quotas.

          • Carla on 17 de Novembro de 2020 at 21:09

          obrigado

    • Zeco on 16 de Novembro de 2020 at 23:53
    • Responder

    A igec é conivente…um dia as provas serão enviadas ao CM.
    Investiguem as progressões dos diretores e terão enormes surpresas …ou talvez não!!!!!!

    • AC on 17 de Novembro de 2020 at 1:03
    • Responder

    《Está a publicar comentários com demasiada rapidez. Deixe passar mais tempo.》

    Ora essa! As máquinas também andam doidas como as galinhas???

      • Alves on 17 de Novembro de 2020 at 9:14
      • Responder

      AC, mais logo, explico-lhe , sobre os intervenientes e fica a perceber melhor a situação do Arlindo.

      • Alves on 17 de Novembro de 2020 at 19:19
      • Responder

      AC , conforme prometido, a resposta está toda na na Portaria 266/2012, de 30/08.
      Entretenha-se a ler e fica esclarecido de tudo.
      Aliás, esta legislação está referida nos dois extratos que o Arlindo publicou.

    • Fernandito on 17 de Novembro de 2020 at 1:31
    • Responder

    Pois é Arlindo! Isto era o que se esperava. Mas também houve diretores que gozaram. Foram os que se encontravam no 9 escalão e que tudo fizeram para terem só bom, que era o suficiente para passar ao 10 e último escalão. Pudera…

    • Kratov on 17 de Novembro de 2020 at 8:57
    • Responder

    Os feudos e os seus lacaios! Desde a Idade Média que é assim.

    • Carla on 17 de Novembro de 2020 at 9:10
    • Responder

    No 6 escalão temos alguma vantagem em ter aulas assistidas?

      • lunática on 17 de Novembro de 2020 at 12:38
      • Responder

      Colega Carla, como é possível essa pergunta?
      Espero que os milhares de congelados no 4º e 6º escalão lhe responda.

        • carla on 17 de Novembro de 2020 at 17:20
        • Responder

        sei que nao é obrigatorio e podemos ter muito bom sem aulas assistidas
        mas com aulas assistidas ha vantagem?

    • JF on 17 de Novembro de 2020 at 12:05
    • Responder

    Olá. Onde foi encontrada as citações do post original?

    • JF on 17 de Novembro de 2020 at 12:10
    • Responder

    Olá, novamente. A ADD e a avaliação dos diretores escolares sofrem de 2 males estruturais: uma legislação vaga que permite várias “leituras”, nomeadamente a aferição de “Quem avalia quem? Como avalia?” ” Para que avalia?”. Assim, são permitidos “secretismos”, “articulações prévias às reuniões da SADD”, ausência de critérios, etc…
    Quanto aos diretores escolares, certamente, haverá muita escola excelente em Portugal contando com a avaliação dos seus gestores (?!).
    A questão das quotas e da necessidade de subir de escalão é uma razão para explicar tantos interesses. <enfim…

    • Alecrom on 17 de Novembro de 2020 at 13:38
    • Responder

    Eu proponho que os diretores façam uma greve.

    • Rick on 17 de Novembro de 2020 at 14:57
    • Responder

    como se os representantes dos conselhos gerais não fossem escolhidos a dedo….pelos diretores

    • Leme on 17 de Novembro de 2020 at 15:04
    • Responder

    Eu fui um dos diretores no escalão 6 e fiquei com BOM.

    • nick on 17 de Novembro de 2020 at 15:15
    • Responder

    E aquelas direcções para poderem atribuir a avaliação ao seus iluminados , arranjam um trabalho extra ou destaque para justificar a nota…. este sistema de avaliação tornou se na maior fraude na função publica,… a politica do favor instalou.se

    • carla on 17 de Novembro de 2020 at 17:19
    • Responder

    sei que nao é obrigatorio e podemos ter muito bom sem aulas assistidas
    mas com aulas assistidas ha vantagem?

      • NEE on 17 de Novembro de 2020 at 17:26
      • Responder

      Carlinha, estás no 8º ano ?

    • Berta on 17 de Novembro de 2020 at 20:37
    • Responder

    Boa tarde,
    Só para responder
    Ao” espertinho” que me chamou ignorante e ainda a este fulano -Fernando, el peligroso de las verdades. Que disse “A dizer a esta senhora que estude as leis para não dizer bacoradas. ”

    1- Eu percebi que se tratava da avaliação dos SR. DIRETORES;
    2 – Só referi a minha situação pk fizeram de mim parva;
    3 – Eu conheço a lei, já fui avaliadora e sou mestre em Ciências da Educação;
    4 – Podem ser inteligentes e conhecedores das leis, mas para professores falta o elementar “tratar os outros com respeito.

      • Fernando, el peligroso. A dar conselhos de borla.. on 18 de Novembro de 2020 at 2:04
      • Responder

      Berta, peço-lhe desculpa pelo fato de lhe dizer que diz bacoradas.
      Mas… já leu o artigo 22 do dito decreto? Está lá a resposta à sua duvida.
      Estude, para não dizer bacoradas!

        • Berta on 18 de Novembro de 2020 at 11:57
        • Responder

        Além de ser mal educado tem um défice cognitivo severo 🤬

    • Terra das Lágrimas on 17 de Novembro de 2020 at 22:00
    • Responder

    O problema sobre a ADD, como lhe chamam, é composta por um conjunto de injustiças que os mais iluminados nunca descobriram ou nessa altura pensavam que se livravam de problemas por desempenharem este ou aquele cargo.
    Segundo parece, processa-se um novo ciclo de avaliação: não se compreende que docentes que ficaram ” presos no 4º escalão”, logo ” incompetentes” a avaliar docentes de 4º escalão que lhes vão passar à frente; não se compreende que haja docentes que tendo horário especial a lecionar uma disciplina que não da sua área cientifica estejam, neste momento a ser avaliados. Como é que vão ter avaliação na área científica pedagógica?
    Regista-se aqui que há quem tenha 52 anos e esteja a meio da carreira. Bom há quem tenha 60, 36 anos de serviço e continua “preso no 4º escalão, apenas porque são bacharéis, a quem nenhuma estrutura sindical respondeu quando lhes dirigiram a pergunta. E no entanto fazem o mesmo que os outros. São 11 mil!
    Professores: mudem a estrutura da carreira docente para algo parecido com outras carreiras.
    A ADD é uma pandega que satisfaz o governo e este diverte-se com o pouco interesse que os professores demonstram em resolver isso.

    • Prof on 17 de Novembro de 2020 at 23:21
    • Responder

    A forma como a ADD é realizada é de uma profunda injustiça, a todos os níveis. A ADD devia basear-se em critérios objetivos, facilmente mensuráveis, devia ser transparente e afixada para toda a comunidade escolar. Neste momento, é um processo opaco, do qual os professores, a maior parte das vezes, sabem quase nada. Estão sempre a exigir-nos transparência na avaliação dos alunos, somos escrutinados até ao mais ínfimo pormenor e, ironia das ironias, somos sujeitos a este tipo de avaliação. Sei que há países nos quais a avaliação é realizada por várias equipas que se dedicam, em exclusivo, a este assunto. Aqui, tenta-se fazer uma espécie de avaliação com colegas a avaliar colegas, incumbidos de uma tarefa para a qual tiveram, muitas das vezes, uma preparação insuficiente. Fazer de conta, é o que é… com critérios díspares de escola para escola, de concelho para concelho… Uma vergonha. E uma injustiça casos como o do Arlindo, cujo trabalho meritório é, efetivamente, uma referência no panorama educativo português.

    • maria on 18 de Novembro de 2020 at 0:40
    • Responder

    Estes “percentis” e estas inclusões em lista de espera com quotas para transição não passam de “música para o boi dançar”, durante todo o tempo que o ME quer pagar. São manobras de diversão à conta do paspalhão!…

  1. hello
    hello

Responder a vantagem Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: