ASPL reivindica que professores querem ser vacinados a seguir aos profissionais de saúde

 

Professores querem ser vacinados a seguir aos profissionais de saúde

Os professores querem fazer parte do grupo prioritário no acesso à vacina contra a Covid-19 e ser vacinados logo após os profissionais de saúde, tendo pedido ao Governo para também serem considerados profissionais de risco.

A decisão foi tomada pela direção da Associação Sindical de Professores Licenciados (ASPL) tendo em conta as notícias mais recentes que dão conta do processo de elaboração do plano de vacinação para a Covid-19, que está a definir todos os procedimentos para que um grupo de pessoas possa ser vacinadas assim que a vacina chegue a Portugal.

A ASPL pediu por isso aos ministérios da Educação e da Saúde “que os professores e educadores sejam considerados profissionais de risco e, por isso, prioritários no acesso à vacina para a Covid-19”, refere a associação em comunicado enviado esta sexta-feira para a Lusa.

Para a ASPL, as condições de trabalho dos professores e educadores são preocupantes, em especial por se tratar de um grupo profissional envelhecido que está em contacto direto e diário com muitas crianças e jovens.

Com a impossibilidade de, na esmagadora maioria das escolas, serem respeitadas as regras de distanciamento social determinadas pelo Governo para as demais instituições, quer no que se refere à que separa aluno-aluno, quer professor-alunos, quando é do conhecimento público o número crescente de casos de infetados com Covid19, os professores e educadores estão particularmente expostos”, alerta a ASPL.

A associação lembra ainda as inúmeras situações em que os alunos foram mandados para casa devido ao aparecimento de um caso positivo mas os “seus professores e educadores continuam na escola, a lecionar às outras turmas que constam do seu horário de trabalho”.

 

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2020/11/aspl-reivindica-que-professores-querem-ser-vacinados-a-seguir-aos-profissionais-de-saude/

10 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Rosinha on 27 de Novembro de 2020 at 16:31
    • Responder

    Acho que sim.Afinal nós prestamos um serviço essencial e arriscamos muito.
    Não suporto tanto desprezo por parte dos nossos governantes!!
    NÃO SUPORTO TANTO DESPREZO POR PARTE DE QUEM NOS GOVERNA!

    DÁ-ME VÓMITOS!!!

    • Pirilau on 27 de Novembro de 2020 at 19:07
    • Responder

    Eu sou professor e nem quero ser vacinado. Pelo menos com esta vacinas…

    • Ilda Lopes on 27 de Novembro de 2020 at 20:40
    • Responder

    Eu não quero ser vacinada. Não confio numa vacina feita à pressa e sobre a qual não se sabe quais são os possíveis efeitos secundários.

    • Ilda Lopes on 27 de Novembro de 2020 at 20:41
    • Responder

    Eu não quero ser vacinada enquanto não se souber quais são os possíveis efeitos secundários da vacina.

    • a ASPL não me perguntou a minha opinião e, não quero ser vacinado com vacinas apressadas e de RNA on 27 de Novembro de 2020 at 22:23
    • Responder

    Não quero ser vacinado, com uma vacina feita, apressadamente e, usando um processo que até então foi tentado e, sempre apresentou uma taxa de mutações superior a 50%. Entre ter covid ou morrer de cancro, venha o diabo e escolha.

    • Augusto on 27 de Novembro de 2020 at 22:29
    • Responder

    Gosta de comer saudável? Selecciona os alimentos sem pesticidas? biológicos? não come enchidos porque são os piores alimentos para provocar o cancro?
    Muito bem.

    sabem como funciona a vacina do COVID?
    pela primeira vez vai ser testado massivamente o método de recombinação do DNA, ou seja, a vacina vai modificar o DNA de quem a toma. Serão COBAIAS.

    Então, tanto cuidado na alimentação e depois deixa mexer no DNA, por causa de uma gripe (COVID) que não mata mais do que nos anos anteriores?

    Pense de novo!

    • greve on 27 de Novembro de 2020 at 22:47
    • Responder

    Resposta para a ASPL. https://sindicatostop.pt/pre-avisos-de-greve-4/

    • Prof Possível (aka Maria Indignada) on 27 de Novembro de 2020 at 23:25
    • Responder

    Isto já enjoa.
    Porque não confinam apenas os cidadãos de risco?
    Qual a lógica de ter quase tudo confinado e arrasar com a economia?

    • Filipe on 28 de Novembro de 2020 at 0:48
    • Responder

    Deixa-me rir … não tenham pressa na vacina , ainda que fosse um anti-viral específico … sendo que não , cuidado ! Muita gente vai sucumbir aos efeitos nefastos de muitas das vacinas , outros acabarão o resto da vida a bater com a cabeça nas paredes .

    • Não quero on 28 de Novembro de 2020 at 14:35
    • Responder

    Eu não quero levar uma vacina feita a pressa com a pouca informação disponível sobre o vírus . Quem garante a eficiência da vacina e a ausência de consequência?

    Não quero ser cobaia nem ser obrigada. O sindicato não pode falar em nome de todos os professores

Responder a Ilda Lopes Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: