Mobilidade por doença – resultado

Encontra-se disponível na aplicação SIGRHE, a decisão do procedimento relativo ao pedido de mobilidade por doença / renovação da situação de mobilidade por doença 2019/2020, nos termos do Despacho n.º 9004-A/2016, de 13 de julho e do Decreto-Lei n.º 14-G/2020, de 13 de abril, respetivamente.

 

SIGRHE

Nota informativa

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2020/07/mobilidade-por-doenca-resultado/

15 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • maria on 13 de Julho de 2020 at 18:53
    • Responder

    O número aumentou substancialmente .
    Este ano teremos 8200 docentes em mobilidade, ou seja, colocados noutra escola independentemente de existir ou não existir horário lectivo ou componente lectiva para lhe atribuir.
    Desejo três coisas:
    – que ultrapassem ou vençam rapidamente os constrangimentos que motivaram , legitimamente , a mobilidade.
    – que as escolas onde foram colocados tenham serviço lectivo para lhes distribuir, caso o estado de saúde o permita.
    – que não haja oportunismos neste expediente. Na eventualidade de existirem, que os autores sejam exemplarmente punidos.

      • fdoc on 13 de Julho de 2020 at 19:13
      • Responder

      “– que não haja oportunismos neste expediente. Na eventualidade de existirem, que os autores sejam exemplarmente punidos.”

      Assim é que está bom, estoura mais depressa.

        • maria on 13 de Julho de 2020 at 19:40
        • Responder

        Como a mobilidade não carece de vagas prévias, numa dada escola ou agrupamento podem “ajuntar-se” dezenas ou centenas de docentes do mesmo grupo de recrutamento !! Dizem que muitos usam esta estratégia para se livrarem das aulas. Adivinhem quem serão os campeões .Alô sr. ministro das Finanças.

        Assim “estoura mais depressa” como diz fdc.

          • Fernando on 13 de Julho de 2020 at 23:49

          Campeões? De longe, deixando os outros grupos a uma distância brutal, sem dúvida o 1. Ciclo e o pre-escolar.

      • António Simões on 13 de Julho de 2020 at 23:58
      • Responder

      Plenamente de acordo, mas lembro-lhe que grande parte das doenças que possibilitam a MPD não têm cura e infelizmente agravam-se com o tempo.

    • Isabel Matos on 13 de Julho de 2020 at 19:06
    • Responder

    Saúde

    • Alecrom on 13 de Julho de 2020 at 20:53
    • Responder

    Ou seja,

    ninguém sabe bem o que fazer nem como fazer.

    É impressão minha, ou a letalidade é muuuiiiitooo inferior ao que se pensava?

    • Atento on 13 de Julho de 2020 at 21:06
    • Responder

    .
    Escolas só devem reabrir com transmissão comunitária controlada, diz OMS

    https://www.noticiasaominuto.com/mundo/1529330/escolas-so-devem-reabrir-com-transmissao-comunitaria-controlada-diz-oms

    • luar on 13 de Julho de 2020 at 22:00
    • Responder

    Boa Noite
    O meu pedido feito pela primeira vez este ano foi deferido.
    Como só novo nestas “andanças” existe algum procedimento a realizar para fazer a aceitação da colocação?
    Obrigada

    1. Deve estar atento, porque em alguns anos, lá mais para a frente, aparece, para aceitar a colocação. O ano passado não foi preciso fazer nada.

    • luar on 13 de Julho de 2020 at 22:14
    • Responder

    Ok, Obrigada

      • Fernando on 13 de Julho de 2020 at 23:53
      • Responder

      Não é preciso nada. Na MD é sempre a andar. Não há aceitação eletrónica. Isso já é do passado. Agora não se faz nada.

        • António Simões on 14 de Julho de 2020 at 15:49
        • Responder

        Nunca lhe toque a si ou aos seus nenhuma doença das que permitem MPD. Já agora o número de casos está a aumentar porque a população docente está a envelhecer exponencialmente.
        Saúde!

    • Cristina on 23 de Setembro de 2020 at 8:39
    • Responder

    Há alguma legislação que diz que quem está na mobilidade por doença por razoes oncológicas não pode tet turmas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: