Parece que vão avançar com aulas pela televisão para todos os níveis educativos

Parece a que a ideia que surgiu AQUI e AQUI, neste blog, ganhou como adeptos os membros do governo e vai mesmo avançar. Não será como uma aula presencial, mas poderá colmatar a impreparação do sistema educativo português para uma situação como a que estamos a viver.

“Para todos os níveis educativos, estamos a trabalhar numa solução de rede de segurança, porque sabemos que muita gente não tem acesso aos conteúdos e às aulas que têm estado a ser ministrada online por computador”, declarou o primeiro-ministro.

O líder do executivo especificou depois que a solução que está a ser preparada “assenta na Televisão Digital Terrestre (TDT), que é acessível a toda a gente”.

“Mas é uma coisa muito difícil. Quando havia tele-escola [décadas de 70 e 80] havia meia dúzia de disciplinas, mas agora há dezenas de disciplinas e é muito difícil organizar grelhas”

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/04/parece-que-vao-avancar-com-aulas-pela-televisao-para-todos-os-niveis-educativos/

15 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,


  1. Mas vcs sabem como funcionava a teleescola?

    Pois é tudo gente muito novinha…

    Funcionava com um professor presencial, para orientar os conteudos.


  2. Certo. E com a variedade de manuais a sequência dos conteúdos será qual?. Bem, penso que nem vai passar por aqui… As tais competências sem as competências.


  3. E porque não colocar aqui aplicações privadas, por disciplina, que organizam as aulas em regime de e-learning.

      • Pedro on 1 de Abril de 2020 at 15:37
      • Responder

      E porque não, utilizar o email, e suas as aplicações (google drive, classroom, etc).

    • Amori on 1 de Abril de 2020 at 15:21
    • Responder

    https://www.youtube.com/watch?v=uecsZoE7udg

    • Ana Ribeiro on 1 de Abril de 2020 at 15:28
    • Responder

    Eu fui aluna no 2º ciclo quando ainda vigorava a telescola. Apesar dos conteúdos seres transmitidos pela televisão tínhamos dois professores, um da área das ciências e outro da área das línguas, a nos dar apoio presencial. Mesmo que este sistema seja implementado, muitos alunos irão precisar de um professor para esclarecer dúvidas e dificuldades que vão surgindo. O que quero dizer é que , a desigualdade no acesso aos conteúdos quando são ministradas aulas online, continuará a existir para os alunos mais carenciados, já que continuarão a não ter as condições necessárias para esclarecer essas mesmas dúvidas utilizando as novas tecnologias. Será que os professores terão possibilidade de tirar as dúvidas aos alunos através da televisão Digital Terrestre? Será ela interativa?

    • Matilde on 1 de Abril de 2020 at 16:11
    • Responder

    A culpa disto tudo é dos professores servis, que para ficarem bem vistos “entupiram ” o correio electrónico com fichas de trabalho mesmo contra a vontade de muitos directores.Nas atas fizeram questão de “salientar”??? que fizeram isto e aquilo com os alunos ao longo da interrupção lectiva.Muitos dos nossos” colegas” são uns imbecis, ,aproveitam tudo para se evidenciarem (se calhar pensam que mudam de escalão mais depressa!!Ah!ah!
    O resultado já se vislumbra.Depois queixam-se??

    • Marta on 1 de Abril de 2020 at 16:38
    • Responder

    A Matilde terá razão, mas nalguns casos, no meu, por exemplo, fiz um trabalho de escrava porque o diretor estava sempre a pedir , contactos dos alunos, pais, que ninguém estava de férias, que seriam necessárias evidências, que nenhum aluno podia ficar para trás, bla-bla-bla-bla……e eu, do meu telefone, telemóvel, computador…fiz trabalho de secretaria porque sou DT e porque os mails apareciam a toda a hora a pedir o impensável, trabalho que nunca nenhum prof pensou que teria que fazer! Que pode um professor/DT fazer, senão responder? Estou, como tantos outros, por certo, exausta, e com a certeza absoluta de que muitos vão ficar para trás. A presença do professor no ensino é Indispensável! Eu tb tive aulas na Tele- Escola, mas além de as aulas serem preparadas para aquela circunstância, havia uma sala com alunos e um professor para explicar, acompanhar e esclarecer as dúvidas.
    Aqui, nos anos em que não há exames, mais valia haver um acordo para que, no próximo ano, as matérias fossem repostas, prolongando uma semana no natal, outra na Páscoa e antecipar uma semana em setembro. Não se perdia nada!Era mais sério, justo, eficaz…assim, trabalhamos como escravos só para o Governo salvar a face perante a opinião pública. Nos meios desfavorecidos, nem os pais nem os alunos sabem/podem apoiar os filhos, , não têm meios, nem tempo! É um faz de conta que aprendem!

    • José Eduardo on 1 de Abril de 2020 at 16:42
    • Responder

    Tanga de 1 de Abril

    • Monica on 1 de Abril de 2020 at 16:54
    • Responder

    A mudança de escaloes pela parte financeira está bloqueada neste momento.
    Quem mudou de escalao e ia receber agora pelo novo nao tem autorizacao do igefe para o fazer

    • maria on 1 de Abril de 2020 at 21:05
    • Responder

    Não podia estar mais de acordo! Pura necessidade de «brilhar»!

    • Matilde on 2 de Abril de 2020 at 0:15
    • Responder

    Esta ano lectivo deve ser dado como terminado.Neste momento não há condições para continuar.Os professores não tem preparação para o ensino à distância.Não é por termos um computador ou percebermos muito de Informática que nos torna aptos para o ensino à distância….Nem o Ministério tem condições nem tempo para adquirir meios como deve ser para continuarmos o ano lectivo.Aliás….digam-me…continuar o quê?????O ano lectivo começou em condições habituais, normais ,como tem sido até ao momento…..Agora não podemos dar continuidade àquilo que nunca se iniciou…..


  4. Em contraponto a escola do meu filho que está no 11°ano na região do Seixal, não deu feedback nenhum de nenhuma disciplina até hoje dia 1 de abril a nenhum aluno só 11° ano. Nem mails, nem telefone nem sinais de fumo. Que competentes são estes professores num momento de exames nacionais e que têm á sua disposição uma infinidade de meios para contactar com as turmas. Os alunos têm o WhatsApp da turma, têm o mail da turma, que noutros momentos já foi usado pelos professores para outras situações. Não se compreende por parte deste grupo de professores desta escola, a escola secundária de Amora, este tipo de atitude. Os próprios alunos estão estupefactos com tamanha inércia.

    • Marta on 2 de Abril de 2020 at 16:14
    • Responder

    Pois na minha foi o que descrevi. E NÃO, NÃO FOI PARA BRILHAR! Foi contra a minha vontade (por foi excessivo!) , porque mo exigiram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog