No GOP 2020, a Monodocência

Tendo em conta o perfil demográfico do pessoal docente, torna-se fundamental estudar o modelo de recrutamento e colocação de professores, elaborando um diagnóstico de necessidades docentes de curto e médio prazo (5 a 10 anos), a partir do qual seja possível aperfeiçoar este sistema. Afigura-se igualmente importante dar a possibilidade aos professores em final de carreira, em particulares aqueles que se encontram em regime de monodocência, de desempenhar outras atividades que garantam o pleno aproveitamento das suas capacidades profissionais.”

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2019/12/no-gop-2020-a-monodocencia/

2 comentários

    • el_trakinas on 17 de Dezembro de 2019 at 18:55
    • Responder

    por exemplo… ajudar nas atas… vigiar exames… e todo o tipo de trabalho que é fora da sala de aula para o qual também não existe o mínimo de vontade…
    quando a vontade é pouca…

    • jcc on 18 de Dezembro de 2019 at 22:23
    • Responder

    Reconhece-se que os monodocentes merecem ser compensados. Isso é uma questão de elementar justiça. Mas é dito de uma forma tão abstrata e subjetiva que temo que na prática seja equivalente a zero, ou que a montanha vá parir um rato. Esperemos que o meu receio seja infundado, mas para tal é necessário que os nossos representantes saibam pôr os pontos nos ii e dignamente pugnem por estes docentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: