A hipocrisia politica à volta da violência contra os professores

Falam de forma deliberada para darem a entender que estão ao nosso lado e depois votam contra a condenação de atos de violência contra os professores, Quem age assim e anda por aí a dizer que quer defender a escola pública, até, talvez, passar a crime público a violência contra os professores, só pode andar a gozar com os professores… Politiza-se o sofrimento individual e vai-se deixando andar. Aquando da próxima manifestação contra a violência, aparecerão por lá a dar umas entrevistas…

 

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/12/a-hipocrisia-politica-a-volta-da-violencia-contra-os-professores/

31 comentários

31 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • João silvestre on 15 de Dezembro de 2019 at 11:08

    Cara colega Ligia Pinto, parabéns pela grande demonstração de coragem e frontalidade patentes no seu depoimento. Só assim poderemos denunciar a violência na escola e exigir à tutela e às direções de escola a adoção de medidas que impeçam a ocorrência de situações semelhantes no futuro.

      • Vanda Maria de Bragança Serrão on 16 de Dezembro de 2019 at 18:06

      PROFESSORES UNIDOS, JAMAIS SERÃO VENCIDOS.
      Se alguns entre nós deixarem de lamberem as botas a este ministério, seria muito melhor.

    • cel on 15 de Dezembro de 2019 at 11:23

    Que falta de vergonha na cara!!!
    Cínicos!
    Hipócritas!!!
    Era de aparecermos nas suas conferencias de imprensa, ou nos comentários, com estes cartazes.
    Era de partilhar esta decisão com a OIT.
    Era de partilhar com a comissão da violência da UE.
    Era de os envergonhar!!!

    • José Silva on 15 de Dezembro de 2019 at 11:34

    Esperamos que o professor Pardal mande uns bitaites!

      • Manuel on 15 de Dezembro de 2019 at 15:10

      O colega José Silva, continua a sonhar também com ele? Neste post, o assunto a tratar é sobre a vítima colega Lígia Pinto.

        • José Silva on 15 de Dezembro de 2019 at 19:26

        Não percebeu a ironia!

    • VERGONHOSO on 15 de Dezembro de 2019 at 11:54

    A rejeição da condenação é verdade?
    Não acredito!!!
    A ser verdade, divulguem o mais possível. Isto não pode continuar.
    Ah, e os sindicatos…nem uma palavra sobre isto!
    VERGONHOSO, sr ferro rodrigues, VERGONHOSO.

    • Pardal on 15 de Dezembro de 2019 at 12:01


    Claro que a docente foi vitima de um ato bárbaro e, por consequência, condenável.

    Mas….

    Atenção ao “populismo” do Sr. Dr. André Ventura do partido CHEGA. É por todos sabido que a frente populista cavalga este tipo de situações e, ao fazê-lo, mina a democracia.

    Os professores são uma classe profissional esclarecida que nunca alinhará neste populismo do CHEGA, pena é que o BLOG esteja a dar tempo de antena ás propostas de André Ventura.

      • Raju on 15 de Dezembro de 2019 at 12:29

      Infelizmente, o blog também lhe dá tempo de antena a si…

      • FM on 15 de Dezembro de 2019 at 12:57

      Pardalito Rosa…pode ser que o CHEGA e outros te ponham a ti, e os teus amigos do governo rosa, atrás das grades. Vai levar na cloaca, ave rara!

      • FM on 15 de Dezembro de 2019 at 13:10

      Pardalito Rosa… não te preocupes porque se a demagogia populista do Chega prevalecer e a Escola Pública desaparecer eu vou dar aulas para o colégio privado onde tens os teus filhos e dar-te o tratamento que mereces: DESPREZO, ave rara!

      • João on 15 de Dezembro de 2019 at 21:26

      Andas com medo do André Ventura?
      Põe-te a pau, porque ele atira para o ar mas é muito certeiro.

      • Jesus Camarada on 16 de Dezembro de 2019 at 1:25

      O cepo do Pardal deu sinal de vida!

    • Zeco on 15 de Dezembro de 2019 at 12:29

    Não faltava mais nada, só porque a proposta foi do CH, votar contra.
    Agora quem defende os professores é populista.
    O que está gentalha quer é ver os professores humilhados, ofendidos e agredidos.
    Assim tem sido deste a famigerada criatura mlr, com a cumplicidade do be e pcp.
    Populistas e mentirosos são esta gentalha que engana os professores há vários anos.
    Nota: a catarse dos professores do começará quando a famigerada mlr aparecer na página da necrologia.

    • Maria Silva on 15 de Dezembro de 2019 at 12:30

    Quando temos um “ministro” amorfo,e os professores a serem tratados de forma vergonhosa, não admira muitos BASTAS e muitos CHEGAS, surgirem…
    Quando o “populismo” emerge elo mundo é porque algo está errado….
    Chega de hipocrisia!..

      • Cristiano Moreira on 17 de Dezembro de 2019 at 17:02

      É importante não esquecer quem faz o voto de condenação e com que objetivo.
      Noutras situações como quando foi proposto o projeto de resolução que recomendava ao governo a revisão do rácio de atribuição e a contratação urgente de assistentes operacionais e técnicos necessários para o funcionamento dos agrupamentos, estes mesmo ”condenadores” abstiveram.
      Resumindo, ao Chega apenas interessa lançar a ideia de insegurança generalizada para alcançar o poder à boa maneira da extrema direita populista!
      Não sejamos assim tão inocentes!
      O que me parece é que a esquerda apenas não quer alinhar neste aproveitamento político do Chega, que na verdade está-se nas tintas para o ensino público

    • -1... on 15 de Dezembro de 2019 at 13:16

    Cada vez que se comportam desta forma são mais uns milhares de votos no Chega.
    O be não chumbará qualquer OE nos próximos QUATRO anos. Eles sabem que NÃO voltarão a enganar os professores e regressão à sua insignificância de partido do táxi…de dois lugares…
    Já só estão preocupados em garantir os 19 tachos para os 4 anos.

      • Alberto Miranda on 15 de Dezembro de 2019 at 21:31

      Caro “-1”,
      Quando se é um número negativo não há nada a fazer…ter pouca memória é dos medíocres.
      Esquecer a luta a favor dos professores por parte do BE, PCP e PEV é uma vergonha.
      Um exemplo: em quatro de setembro de dois mil e dezanove, o BE e CDS defenderam um regime extraordinário de aposentação para os docentes…
      Não esqueço os antigos ministros Maria Lurdes Rodrigues e Nuno Crato…foram eles que criaram o caldo para a atual situação na Educação.

        • ... on 15 de Dezembro de 2019 at 22:15

        4 setembro de 2019!!! Um mês antes das eleições…!!!! Se isto não é populismo, o que será?
        Um exemplo das falsas promessas, mentiras, do be: prometeram, está escrito, propor um modelo de gestão democrático para as escolas na campanha de…2015, quase 5 anos depois…NADA!
        Não se esqueça que o modelo de gestão é o cancro das escolas. Com a ADD então passam-se coisas que só na Coreia do Norte.

          • Alberto Miranda on 16 de Dezembro de 2019 at 9:20

          Caro senhor ou senhora,
          Como um verdadeiro cobarde, não se identifica com o verdadeiro nome e o apelido.
          No entanto, informo que os populistas são aqueles que falam como se fossem a voz do povo e quem vai contra as suas ideias são os inimigos do povo…
          Para mim, a Democracia acabou na Escola Pública quando os professores todos deixaram de poder votar em quem dirige uma escola/Agrupamento.
          No entanto, felizmente não estamos numa situação como a do Chile em que até a Segurança Social foi privatizada.

        • ... on 15 de Dezembro de 2019 at 22:18

        Ah! -1…BE.
        Será preciso desenhar…

    • Nabiça on 15 de Dezembro de 2019 at 14:14

    Em terra de cegos que tem olho e rei.

    O André Ventura, com os seus dois olhos bem abertos, arrisca-se a ser rei destes cegos que não vêem que quem acaba de ser eleito com um programa que defende o fim da escola publica (e de outros serviços públicos) e que retirou esse programa mal o mesmo foi publicamente exposto, só esta “preocupado” com o que aconteceu a esta colega porque isto é, neste momento, popular. Se amanhã for popular atacar essa colega ele vai ser o primeiro a fazê-lo.

      • Piriquito on 15 de Dezembro de 2019 at 21:30

      Ó Nabiça, torna-se pardal e vai fazer o ninho com o Pardal.

    • Manuel on 15 de Dezembro de 2019 at 15:15

    Grande colega, Nabiça. Como acertou no alvo,proponho que troque o seu nickname para olhovivo 😉

    • Falcão on 15 de Dezembro de 2019 at 15:26

    Pardal, és um tipo ABJETO! Um tipo com atitudes VERGONHOSAS! Um autêntico PALHAÇO! És uma VERGONHA!!! Tu e muitos PS’s como tu a começar pelo Ferro Rodrigues, um verdadeiro sectário!
    Os professores não precisam de ser ensinados a rejeitar os populistas, em democracia temos é de saber respeitar as opiniões alheias e cada um sabe bem em quem vota e porquê! Não às atitudes condescendentes e de paternalismo serôdio dos Pardais e dos Ferros Rodrigues deste Mundo.
    O deputado André Ventura é esperto e hábil, está a cavalgar, e vai continuar a cavalgar, todas as causas que lhe podem dar votos, mas o erro não é dele, o erro é de quem se deixa ultrapassar ou reage ao Chega com sobranceria e desprezo, sem entender que quanto mais o ignoram mais protagonismo lhe dão. O Chega só pode ser combatido pela denúncia das suas fragilidades e incongruências e confrontando-o com a sua falta de ideias globais para a gestão de um país! Fica a pergunta: porque é que esta iniciativa de propor um voto de condenação à agressão da professora foi do Chega? Porque é que os outros partidos não tomaram essa iniciativa antes do Chega? Deixaram-se ultrapassar… agora não chorem! E com isto o que conseguiu André Ventura? Pelo menos uma coisa: deixar bem à vista a nojenta hipocrisia da esquerda parlamentar!!!
    Pardal… e só para terminar: VAI BARDAMERDA!!!!

    • Falcão on 15 de Dezembro de 2019 at 15:41

    Se querem realmente combater o Chega o caminho é por aqui:

    https://expresso.pt/politica/2019-12-15-Quem-e-o-ideologo-na-sombra-de-Andre-Ventura–Da-direita-armada-ao-programa-do-Chega

    Há que perguntar a André Ventura se ele subscreve o ideário político de extrema-direita do seu vice-presidente! Há que colocar a Ventura as perguntas incómodas sobre as suas posições radicais e sobre as mudanças de rumo no seu programa. Isso sim é travar a ascensão do Chega! Errado, completamente errado é fazer o que fez Ferro Rodrigues no Parlamento ao admoestar o deputado sobre o uso desmedido das palavras vergonha e vergonhoso, sendo que nem o deixou usar de forma cabal da defesa da honra! Uma vergonhosa atitude de Ferro Rodrigues! Que me enojou como cidadão! Deviam ver, as imagens estão disponíveis na net!

    E só para terminar, de novo: PARDAL, vai BARDAMERDA!!!

    • Fui on 15 de Dezembro de 2019 at 15:56

    Ora vamos lá ver, o Chega tem um programa pouco recomendável mas manifesta atitudes favoráveis aos professores, o be e o pcp têm no programa a defesa dos professores e ATRAIÇOAM-NOS há vários anos.
    O que preferem?
    Quem são afinal os demagogos?
    Mudou alguma coisa , para melhor em relação aos professores , durante quase 5 anos com a geringonça?
    Como diria um socialista empedernido, só os burros é que não mudam.

      • Alberto Miranda on 16 de Dezembro de 2019 at 9:25

      Quem atraiçoou os professores foram os Ministros da Educação, a começar pela senhora Maria Lurdes Rodrigues, passado pelo senhor Nuno Crato e acabando no atual pseudo-ministro…

    • Rui Filipe on 15 de Dezembro de 2019 at 19:40

    Os populismo e outros ismos.
    Como nasceu o comunismo e o nazismo? Como surgiram o Trump, o Bolsonaro, o Maduro, Salazar etc ?Não surgiram como alternativas válidas, para mim e para muitos.Então, como apareceram?Digam-me, qual tem sido, a atitude da maior parte, dos inscritos para votarem nas eleições? Tem sido, a de não votarem .E por que razões? Pergunte-se-lhes. Entre o mais, dirão: por causa de políticos incompetentes e corruptos. Por causa de insegurança e falta de autoridade a quem de direito. Por causa da incompetência na justiça.Por causa de uma desigualdade na saúde.Por causa de salários e pensões tão desiguais .Por falta de credibilidade também e sobretudo, nas organizações internacionais, como a própria U E .
    Por tudo isto, os populistas estão aí.
    Vão crescer? Terão razões para isso?
    Sim , continuando a ganhar o descontentamento social e legítimo.A não ser, que quem nacional e mundialmente tenha poder e ainda uma dose suficiente de consciência e coragem para combater o mal com o bem, o faça.De contrário, espera-nos o abismo ou o repetir da história.

    • P.da Silva on 16 de Dezembro de 2019 at 17:48

    Desta vez o Costa não ameaçou demitir-se?
    Vergonha…vergonha. Caras de Pau : PS, BE, PCP, Verdes e Livre – a esquerdalhada que defendia a devolução do tempo roubado (exceto o pS) não condena agressões a professores?! Que bando de cáfilas a fazer dos professores uns pacóvios.
    Que gente miserável…

    • Costa on 16 de Dezembro de 2019 at 23:36

    Vergonha…vergonha. O governo, quando o professor perdeu a cabeça com um aluno mal educado veio logo condenar o professor em público , o mesmo docente foi logo preso no mesmo dia, agora os professores são agredidos e nada dois pesos e duas medidas…. e a esquerda não condena agressões a professores?! Os sindicatos deviam convocar greves por estes motivos bem mais importante que o 942.
    Que gente miserável…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog no Facebook