adplus-dvertising

Abril 2018 archive

Reserva de recrutamento n.º 28

 

Publicitação das listas definitivas de Colocação, Não Colocação, Retirados e Lista de Colocação Administrativa dos Docentes de Carreira – 28ª Reserva de Recrutamento 2017/2018.

Aplicação da aceitação disponível das 0:00 horas de segunda-feira, dia 30 de abril, até às 23:59 horas de quarta-feira, dia 2 de maio de 2018 (hora de Portugal continental).

 

Consulte a nota informativa.

 

SIGRHE – aceitação da colocação pelo candidato

 Nota informativa

Listas

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2018/04/reserva-de-recrutamento-n-o-28/

A verdadeira razão para a existência dos Lesados de 25/08…

E não podia ser outra… dinheiro. A poupança à custa dos professores e da educação é já um costume entre os governos, sejam eles de que ala forem…

 

Ministério da Educação mudou regras e poupou 40 milhões

O Ministério da Educação (ME) revelou ao PÚBLICO que em 2017 poupou 44 milhões de euros na contratação de professores pelo facto de só ter disponibilizado horários completos (22 horas de aulas por semana) no concurso de mobilidade interna, destinado aos docentes de carreira.

in Público

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2018/04/a-verdadeira-razao-para-a-existencia-dos-lesados-de-25-08/

Os deputados não estão satisfeitos com os concursos…

O concurso está a decorrer como sempre… um caos administrativo, com alterações a meio e interpretações duvidosas.

Só depois de iniciado o concurso é que se lembraram que tinham de “conversar” com os “representantes” dos professores (às tantas julgaram que os deputados da oposição e restante geringonça eram quem nos representava).

 

Partidos à esquerda e à direita do PS arrasam concurso de professores

BE, PCP, PSD e CDS voltam a unir-se na contestação ao Ministério da Educação (ME), desta vez a propósito do modo como, na semana passada, foi lançado o concurso externo extraordinário destinado à entrada no quadro de mais de dois mil professores contratados e também da forma como este tem estado a decorrer. A Federação Nacional de Professores (Fenprof) já pediu a sua anulação.

Depois de terem imposto a realização de um novo concurso para professores do quadro devido a uma alteração das regras do procedimento de 2017, feita por via administrativa, os partidos à esquerda e à direita do PS põem agora em causa a ausência de negociações com os sindicatos de professores para o estabelecimento das regras para o concurso extraordinário, o que segundo os partidos e os sindicatos é obrigatório por lei, a publicação de um aviso de abertura em Diário da República que vai contra aquilo que está definido na Lei do Orçamento do Estado a respeito deste procedimento e a sua alegada correcção por via de uma mera nota informativa elaborada pela Direcção-Geral da Administração Escolar (DGAE), que é o organismo responsável pela realização dos concursos de colocação de docentes. Para este ano foram abertos seis concursos.

in Público

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2018/04/os-deputados-nao-estao-satisfeitos-com-os-concurso/

Correio da Manhã – Professores Apresentam Iniciativa para Reaver Tempo Congelado

CONTINUA AQUI.

PS:

Vamos em 5008 assinaturas…

Consideração integral do tempo de serviço docente prestado durante as suspensões de contagem anteriores a 2018, para efeitos de progressão e valorização remuneratória

CONTINUA AQUI.

Dica no registo: o número de eleitor não é obrigatório, mas, deve ser preenchido porque é pedido no momento da assinatura.

Depois do registo, o melhor é sair e voltar a entrar no site pelo link directo da iniciativa.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2018/04/correio-da-manha-professores-apresentam-iniciativa-para-reaver-tempo-congelado/

Consulta Pública – Procedimento tendente à elaboração reconhecimento da profissionalização de docentes

 

Serve a presente publicação para informar que é dado início ao procedimento tendente à elaboração reconhecimento da profissionalização ao abrigo do Decreto-Lei n.º 79/ 2014 , de 14 de maio.
Publicado a 23 de abril de 2018. A constituição como interessado pode fazer-se nos 10 dias úteis subsequentes.
A constituição como interessado no presente procedimento depende de declaração escrita nesse sentido, dirigida à Diretora-Geral da Direção Geral da Administração Escolar e enviada para o endereço eletrónico regmedu62018@medu.gov.pt
O referido despacho justifica-se para permitir os docentes portadores de habilitação própria
obterem a habilitação profissional, condição indispensável para o exercício da atividade
docente.

ficheiro para descarregar

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2018/04/consulta-publica-procedimento-tendente-a-elaboracao-reconhecimento-da-profissionalizacao-de-docentes/

Nomeados os professores do ano

 

Não desfazendo em nenhum, tenho que concordar com a nomeação da mentora do projeto Mentes Sorridentes, por ser o único que conheço e acompanho. Tenho a certeza que todos eles como todos nós dão o seu melhor diariamente.

Os finalistas são (por ordem alfabética):

Celso Costa é professor de Ciências e Humanidades do 3.º ciclo e secundário, do ensino privado, no Porto. Para além das aulas, desenvolveu um programa – o CSS Program – direcionado para o treino de competências transversais que possam capacitar alunos, neste momento entre o 9.º e o 12.º ano de escolaridade, para uma adaptação bem-sucedida ao mercado de trabalho.

Dulce Gonçalves é professora do Ensino Especial no 3.º ciclo e secundário, do ensino público, no concelho de Loures. Criou o projeto “Mentes Sorridentes”, baseado em “mindfulness”, com o objetivo de aumentar os níveis de atenção e concentração na sala de aula, com reflexo no aproveitamento escolar e diminuir o número de ocorrências de natureza disciplinar.

Jaime Rei é professor de Ciências e Robótica nos 7.º e 8.º anos, do ensino público, em Torres Vedras. A possibilidade de criar projetos em que os alunos se sintam úteis na sociedade, assim como lhes proporcionar a possibilidade de serem os atores principais na construção dos materiais e saberes a desenvolver nos projetos, é altamente transformadora na forma como os estes se realizam e na forma como olham para a escola.Tem alunos vencedores em concursos nacionais e internacionais.

Joana Simas é professora de História dos 5.º e 6.º anos, no ensino privado, na Amadora. Trabalha a integração crescente da tecnologia nos projetos que desenvolvo ao redor do currículo de História e Geografia de Portugal. Os alunos usam tópicos como a Revolução Francesa, recriando batalhas em “Minecraft”, criam bandas desenhadas no “Comics Head” para representar a Revolução Liberal, ou animações no “PuppetMaster” para recriarem a Queda da Monarquia e a Instauração da República.

José Teixeira é professor de Ciências, no Ensino Secundário, do ensino público, em Chaves. Há 12 anos fundou, na Escola Secundária Fernão de Magalhães, o Clube do Ensino Experimental das Ciências (CEEC), com o intuito de conciliar ambas as vias de aprendizagem, formal e não formal. O projeto é aberto à comunidade, às iniciativas dos alunos e/ou professores, de custos muito reduzidos e que aproveita o material das escolas. É interdisciplinar, transversal e ajuda os alunos a encontrar a sua vocação.

Maria João da Silva Passos, Porte de Lima, é professora de Matemática e Ciências do 5.º e 8.º anos, do ensino público, em Ponte de Lima. A utilização dos surfaces com caneta (pen), dos telemóveis e das aplicações educacionais do office 365 permitiram-lhe desenvolver práticas educacionais mais inovadoras e motivadoras para os alunos. Tem feito workshops com os Encarregados de Educação com o intuito de lhes explicar, através da metodologia de trabalho que utiliza, o modo como podem ajudar os seus filhos/educandos a estudar em casa bem como a aprenderem, cada um ao seu ritmo.

Maria Francisca Serra é professora do Primeiro Ciclo, do ensino privado, em Lisboa. Desenvolve uma abordagem que parte da fusão entre a ciência e a criatividade. Tudo começa por adotar uma atitude, independente dos alunos ou do contexto, que valoriza a capacidade de criar relações inesperadas entre conteúdos distintos. Passa pela criação de um ambiente quase utópico em sala de aula, assente no respeito e na liberdade, estimulando os alunos a propor hipóteses, experimentar teorias, debater ideias e inventar soluções.

Maria Cristina Simões é professora de Ensino Especial, no 1.º ciclo do ensino público, em Tondela. Trabalha práticas educacionais inovadoras, pois assentam na implementação do constructo da qualidade de vida aos alunos que apoia, com base em oito domínios: desenvolvimento pessoal, autodeterminação, relações interpessoais, inclusão social, direitos, bem-estar emocional, bem-estar físico e bem-estar material. Como metas, pretende desenvolver a independência, a participação social e o bem-estar dos seis alunos com quem trabalha. Este modelo tem vindo a ser amplamente trabalhado em termos internacionais.

Nelson Soares é professor do pré-escolar, no ensino público, em Ponta Delgada. Na qualidade de educador de infância desenvolveu investigação-ação em contexto de sala de atividades, tendo em conta problemáticas que ia encontrando junto dos alunos. As questões alusivas ao género e à cidadania entram na escola por intermédio das crianças, integrando o quotidiano escolar. Porém, subsistem dificuldades na sua abordagem, bem como muitas vezes este assunto é “esquecido”. Para colmatar estes pontos, criou um conjunto de atividades, visando a desconstrução de estereótipos de género.

Rosa Oliveira é professora de Português, no 3.º ciclo e secundário do ensino público, em Aveiro. O projeto que desenvolve, “Narrativas de Vida” tem por objetivo ajudar os alunos a lidar com seus problemas, comprometendo-os com a escola, a família e comunidade. Numa abordagem inclusiva, dinamiza oficinas de escrita com base em memórias / histórias da vida, permitindo conhecer melhor os alunos. Tem desenvolvido desde 2010 um método de investigação que auxilia a suplantar a escolarização com imaginação e criatividade, dando aos alunos a possibilidade de terem acesso à sua vocação literária natural e de recuperar o gosto por aprender, através do “educurar”: isto é, educar e ao mesmo tempo curar

In JN

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2018/04/nomeados-os-professores-do-ano/

Cartoon do Dia – Ilusão ou… constatação! – SDPA

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2018/04/cartoon-do-dia-ilusao-ou-constatacao-sdpa/

Mais um Desdito da DGAE – Progressões em 2018

Lembram-se do debate aqui em tempos sobre a dispensa da avaliação de desempenho para quem ao longo do ano civil 2018 progredisse de escalão?

Pois, agora a DGAE volta com a palavra atrás ao que anunciou aqui.

E já aqui e aqui tinha mostrado a minha curiosidade com resposta idêntica da DGAE no recenseamento docente e assinado pela anterior Diretora-Geral.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2018/04/mais-um-desdito-da-dgae-progressoes-em-2018/

Divulgação – Muito mais que uma associação – ASSP

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2018/04/divulgacao-muito-mais-que-uma-associacao-assp/

A Fenprof Anda Completamente ao Papel

Ao menos não empatem…

Leitura mais que aconselhada:

  1. Tentem Não Atrapalhar, Por Favor! | O Meu Quintal – 18 de Abril

  2. Ainda Bem Que Eu Sou Leigo Em Coisas Jurídicas | O Meu Quintal – 19 de Abril

  3. A Fenprof Reage | O Meu Quintal – 20 de Abril

  4. Ao Cuidado… | O Meu Quintal – 21 de Abril

  5. Comparações | O Meu Quintal – 23 de Abril

  6. A Fenprof Volta a Reagir! | O Meu Quintal – 26 de Abril

  7. A Fenprof Volta a Reagir! 1 – Os “Argumentos” | O Meu Quintal – 26 de Abril

  8. A Fenprof Volta a Reagir! 2 – A Questão “Política”… | O Meu Quintal – 26 de Abril

  9. A Fenprof Volta a Reagir! 3 – O Amuo | O Meu Quintal – 26 de Abril

 

PS:

Vamos em 4764 4900 assinaturas…

Consideração integral do tempo de serviço docente prestado durante as suspensões de contagem anteriores a 2018, para efeitos de progressão e valorização remuneratória

AQUI.

Dica no registo: o número de eleitor não é obrigatório, mas, deve ser preenchido porque é pedido no momento da assinatura.

Depois do registo, o melhor é sair e voltar a entrar no site pelo link directo da iniciativa.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2018/04/a-fenprof-anda-completamente-ao-papel/

Load more

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: