8 de Maio de 2017 archive

Mais Uma Dor de Cabeça Para as Escolas – Contar Tempos de Serviço para Progressão

Se muitas nem validar um concurso conseguem, quanto mais calcular o tempo de serviço de cada docente para dar este dado com rigor.

Se servir de alguma coisa para a minha escola, informo que mudei para o 3º escalão em 29 de Agosto de 2005 e ainda me faltam 364 dias de serviço contados a partir de 1/1/2018 para mudar de escalão. E no total vão ser 13 anos e 4 meses de um escalão que deveria tem apenas 4 anos.

Podem sempre usar uma boa calculadora para contabilizar estes dados, ou então umas orientações em Excel.

 


Lembro que o tempo de serviço entre o dia 30 de Agosto de 2005 e 31 de Dezembro de 2007 não conta, assim como o tempo de serviço a partir do dia 1 de Janeiro de 2011.

Para se chegar à data de progressão no escalão devem contar 1460 dias de serviço para escalões de 4 anos e 730 dias para o 5º escalão que tem dois anos.
Extracto retirado do blog do Assistente Técnico.

 

“…

Atendendo que a adequada concretização deste objetivo exige uma prévia avaliação do respetivo impacto orçamental.

Tendo ainda em conta que o cálculo rigoroso desse impactos orçamental deve ser baseado em informação atualizada sobre os requisitos exigidos a cada trabalhador no sentido de poder beneficiar da referida medida.

Torna-se pertinente, no âmbito do necessário levantamento sobre o tempo de serviço que cada trabalhador possui no actual escalão/posição de estrutura da carreira respetiva, para efeitos de progressão na carreira a partir de 2018 (artigo 19º da LOE 2017), validar e obter junto das escolas alguns dados relativos aos requisitos de progressão na carreira docente estabelecidos no artigo 37º do ECD.

Dado que as plataformas de Gestão de Pessoal/Vencimentos utilizadas nas escolas já contemplam os vários campos cujos dados são agora necessários analisar com o devido rigor, vimos solicitar que, até ao final do mês de maio de 2017, procedam à rigorosa validação dos dados existentes ou introdução de novos dados nos seguintes campos da aplicação que utilizam:

 

Designação Descrição
NIF do Trabalhador NIF do trabalhador (valor de 100000000 a 299999999)
Código da Entidade Código SIOE da Entidade
Código da Carreira Código da Carreira mediante a tabela de carreiras fornecida
Data de inicio da posição Data em que o trabalhador foi colocado no escalão remuneratório que detém atualmente
Remuneração Remuneração base do trabalhador com referência ao escalão remuneratório que detém atualmente
Número de Anos no Escalão Atual Número de anos no escalão atual
Categoria Categoria de professor titular à data de publicação do Decreto-Lei nº 75/2010, de 23 de junho (professor titular? Sim/Não)

 

O preenchimento/validação deve abranger a totalidade dos docentes de carreira afetos a esse Agrupamento de Escolas, quer aí se encontrem a exercer funções ou se encontrem fora da escola por algum motivo (p.e., mobilidade estatutária, comissão de serviço, licença sem vencimento inferior a um ano e docentes de carreira em atestado médico e/ou situação de parentalidade).

Esta validação/recolha encontra-se, desde já, articulada com os fornecedores de software, com os quais foi acordada a inclusão da obrigatoriedade do registo de informação nos referidos campos.

Sabendo que, dada a abrangência e dimensão desta matéria exigem uma adequada conjugação de esforços entre as entidades envolvidos, agradecemos desde já a Vossa melhor colaboração na validação/recolha da informação solicitada.

Após a conclusão da validação dos dados existentes ou introdução de novos dados, solicitamos que a exportação de dados possa ser efetuada de imediato.

Alerta-se para a imperiosa necessidade de obtenção desta informação de forma absolutamente exata e totalmente rigorosa, pois da mesma dependerá a estimativa financeira em curso, sob pena de uma eventual incorreção poder vir a afastar algum docente da aplicação desta medida em virtude de inexatidão dos dados reportados, o que, de todo, não se deseja.

Com os melhores cumprimentos,

 

Instituto de Gestão Financeira da Educação, I.P. – IGeFE

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2017/05/mais-uma-dor-de-cabeca-para-as-escolas-contar-tempos-de-servico-para-progressao/

Acho Que Ainda Poucos Se Aperceberam Que os Resultados do Concurso Só Saem na Segunda Quinzena de Julho

E que depois disso é que vai haver a manifestação de preferências para a Mobilidade Interna e a Contratação Inicial.

Lembro-me das primeiras palavras deste ministro quando tomou posse.

Queria antecipar em quinze dias as colocações dos professores porque não fazia sentido que saíssem tão tarde.

Afinal a máquina do Ministério apoderou-se do Ministro.

 

 

Desde que tenho datas destas listas, apenas no ano 2013 as lisas de colocações no concurso interno foram publicadas na segunda quinzena de Julho.

 

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2017/05/acho-que-ainda-poucos-se-aperceberam-que-os-resultados-do-concurso-so-saem-na-segunda-quinzena-de-julho/

Resultados Escolares por Disciplina – 2.º Ciclo

Resultados Escolares por Disciplina – 2.º Ciclo

 

 

A DGEEC apresenta um estudo sobre o desempenho escolar dos alunos em cada disciplina do 2.º ciclo do ensino básico geral, no ano letivo de 2014/15. O estudo centra-se nos alunos matriculados em escolas públicas de Portugal continental, analisando as suas classificações finais nas seguintes nove disciplinas obrigatórias: Ciências Naturais, Educação Física, Educação Musical, Educação Tecnológica, Educação Visual, História e Geografia de Portugal, Inglês, Matemática e Português. [PDF]

 

A principal evidência deste estudo pode ser vista nos dois quadros seguintes. A Matemática é uma dor de cabeça para os alunos do 2º ciclo. E antes de mudar o perfil dos alunos para o século XXI é urgente rever os programas de Matemática que se encontram desajustados da realidade das crianças e das escolas.

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2017/05/resultados-escolares-por-disciplina-2-o-ciclo/

O que é que o poder faz às pessoas?

(clicar na imagem para aceder ao artigo)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2017/05/o-que-e-que-o-poder-faz-as-pessoas/

No Fim de Tudo Só Vão Ficar de Fora os Básicos e os Secundários

Superior e Ciência incluídos no programa de regularização de precários

 

 

 

 

Governo confirma que professores e investigadores também poderão ter vínculos permanentes. Sindicato fala num universo de 16 mil pessoas.

 

 

Os professores do ensino superior e os investigadores que têm vínculos precários serão incluídos no programa de regularização de vínculos dos trabalhadores do Estado. As duas carreiras não estavam originalmente incluídas neste processo, mas o Governo acabou por aceder às exigências dos sindicatos.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2017/05/no-fim-de-tudo-so-vao-ficar-de-fora-os-basicos-e-os-secundarios/

Termina Hoje às 18 Horas o Aperfeiçoamento da Candidatura

E o que precisam de fazer para ver se a candidatura está válida é entrar no aperfeiçoamento da candidatura, clicar na linha da vossa candidatura.

 

 

E ver o estado dela.

 

 

Se estiver válida não precisam de fazer mais nada a não ser que queiram que a escola proceda a nova validação de algum campo que alterem.

E se andarem a mexer na candidatura e não a submeterem ela ficará igual a como a escola a deixou após a primeira validação.

E não se esqueçam que ela só fica aperfeiçoada depois de submeterem o aperfeiçoamento e para isso têm sempre de colocar a vossa palavra passe.

 

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2017/05/termina-hoje-as-18-horas-o-aperfeicoamento-da-candidatura-2/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: