Só Duas Novas Docentes Neste Ano Lectivo

Só duas novas docentes neste ano letivo

 

 

Este ano só duas professoras em todo o País começam a dar aulas pela primeira vez.

 

Foram colocadas nos agrupamentos de Alcochete e Loures as duas únicas professoras do País que este ano começam a dar aulas pela primeira vez nas escolas públicas. São docentes de Inglês de 1º ciclo e de Espanhol e ficaram com horários de 8 horas/semana.

“Nunca pensei que fosse colocado alguém com zero dias de serviço. Conseguiram-no duas professoras, uma num grupo novo e outra no de Espanhol, que tem algumas carências, e só em horários incompletos”, afirmou ao CM Arlindo Ferreira, docente especialista em concursos que revelou a situação no seu blog. Depois de em 2014 se terem aposentado 1400 docentes, o facto de entrarem para a profissão só duas docentes saídas dos bancos das faculdades mostra que a renovação da classe não está a acontecer.

Formam-se por ano um milhar de professores, mas não conseguem exercer, o que aliás explica a sucessiva redução de vagas nos cursos de ensino. Dos 3782 professores a contrato que foram colocados no final de agosto, o tempo médio de serviço é de 13 anos. E na Bolsa de Contratação dificilmente serão colocados mais estreantes, diz Arlindo Ferreira. 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/09/so-duas-novas-docentes-neste-ano-lectivo/

6 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • a. c. on 5 de Setembro de 2015 at 21:28
    • Responder

    Muito provavelmente, o primeiro e o último.

    • susana on 6 de Setembro de 2015 at 0:54
    • Responder

    Mas não era preciso 1 ano de experiencia em inglês no 1º ciclo para poder concorrer ao 120?? Ou isso foi só para alguns?

      • Dora on 6 de Setembro de 2015 at 22:05
      • Responder

      Muito bem observado, quem não estiver por dentro do 1º ciclo nem se apercebe destas minúcias…

        • susana on 6 de Setembro de 2015 at 22:12
        • Responder

        Uma pessoa nem imagina a quantidade de fraudes que há pelas escolas do país, supostamente nem havia de haver ninguém com 0 dias de serviço na lista do 120… E muito menos em 2a prioridade. Como estas coisas são possíveis é que eu gostava de saber… Quantos honestos não são prejudicados por gente desonesta neste pais!

      • Isabel Santos on 7 de Setembro de 2015 at 18:59
      • Responder

      Não, se a colega colocada possuir Mestrado não necessita de experiência.

    • cma on 7 de Setembro de 2015 at 16:20
    • Responder

    Devem estar a brincar. Tenho 6 anos de Ensino de inglês no 1º ciclo, fora o meu tempo de serviço noutros grupos, não fui colocada, nem eu nem outras colegas nas mesmas situações, e vem falar de uma recém licenciada colocada. Por acaso, já se lembraram daqueles e daquelas que tiveram de prestar prova para poderem dar aulas. Realmente, somos uma classe a parte. Se houvesse uma Ordem dos professores, talvez houvesse mais transparência. Temos sindicatos mais preocupados com os seus fins do mês do que pôr fim a esta república das bananas. Afinal de contas, nem é só no governo que há corruptos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: