adplus-dvertising

30 de Março de 2015 archive

Onde Verificam se a Candidatura Está Válida

Entram no menu aperfeiçoamento da candidatura, depois clicam na vossa candidatura (tem um lápis amarelo, mas podem clicar também na linha porque o link é o mesmo) e depois verificam o estado da candidatura.

 

Se diz válida após a 1ª validação, imprimem o recibo e vão até à praia.

 

Na pior das hipóteses e se são do norte não tem como ir à praia devido ao frio que se faz sentir.

 

Se tiverem que alterar o tempo de serviço já validado pela escola fica à vossa responsabilidade e risco fazerem-no. No caso de terem de mudar o tempo de serviço por indicação da escola e não o fizerem terão a candidatura invalidada e poderão depois na fase de reclamações fazer essa rectificação. Se o fizerem já depois podem reclamar também na fase de reclamações do tempo que vos foi retirado.

É uma opção vossa.

 

 

aperfeicoamento

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/03/onde-verificam-se-a-candidatura-esta-valida/

Para Perceberem o Alcance da Recuperação de Vagas do Ponto 12

Fica aqui um mail que recebi agora mesmo para perceberem melhor a confusão que se criou com a questão 12.
Como disse, espero que a questão 12 não tenha qualquer impacto na recuperação de vagas e que não seja lida pela aplicação informática, caso contrário teríamos grandes falhas nessa recuperação de vagas.

 

Boa tarde novamente Arlindo,
 

Escrevo-lhe agora porque eu própria contactei a DGAE, e obtive uma resposta diferente da que a minha escola obteve!

Tal como lhe disse há pouco, da DGAE informaram a minha escola que todos os “antigos” QZP deveriam ser “Não recupera“. Disseram ainda que os novos QZP eram “Não relevante“. A justificação dada pela drª  XXXXX da DGAE, segundo a funcionária do meu agrupamento com quem falei, é que só para os QE é que colocam “Recupera“.
 
Resolvi ligar eu própria para a DGAE, e eis o que me é dito: caso haja vaga(s) positiva(s) para o grupo de recrutamento, então a escola de validação deverá colocar “Recupera“. E é exatamente essa a situação: há uma vaga positiva no meu grupo de recrutamento, mas devido às instruções prestadas previamente, a secretaria colocou a todos os QZP “não recupera”, independentemente do número de vagas. A senhora que me atendeu disse ainda que esta era uma questão que não iria condicionar o concurso, tendo eu perguntado logo então qual a razão da sua existência na validação – falou-me em estatística.
 

Fui depois aconselhada a ligar para a escola (!!), para transmitir esta informação; respondi que não compreendia de que forma eu poderia fazer a secretaria alterar o que quer que fosse quando a própria DGAE diz uma coisa à escola, e a mim me diz outra! Lá me deram o endereço para pedir esclarecimento por escrito (dsci@dgae.mec.pt), e a funcionária que me estava a atender ficou com o contacto do meu agrupamento, pois voluntariou-se para, no final do seu dia de trabalho, contactar a escola e esclarecer esta situação. Não sei como é possível esclarecer algo que, pelos vistos, a própria DGAE não consegue esclarecer de igual forma aos que a contactam! (E resta saber se o contacto será mesmo efetuado…) De qualquer forma, voltei a falar com a secretaria, pelo que lá já estão informados…

 

Agradeço mais uma vez a atenção, achei que deveria saber destas informações!

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/03/para-perceberem-o-alcance-da-recuperacao-de-vagas-do-ponto-12/

Sobre a Circular de Sexta-Feira

Federações dos professores ameaçam recorrer a tribunais

 

 

Circular sobre o tempo de serviço enviada às escolas põe, lado a lado, Fenprof e FNE.

 

 
 

Os dirigentes da Federação Nacional dos Professores (Fenprof) e o da Federação Nacional de Educação (FNE), Mário Nogueira e João Dias da Silva, respectivamente, estão contra a nova circular relativa ao tempo de serviço dos professores e admitem que, depois de a analisar, podem avançar para os tribunais.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/03/sobre-a-circular-de-sexta-feira/

Parece Estranho a Minha Posição ir ao Encontro ao MEC

… e ser contrária às organizações sindicais.

Mas o que é verdade é que as faltas por doença não influenciarão em nada a questão dos 5 contratos consecutivos.

Ainda não li a notícia de ontem do Correio da Manhã mas presumo quem terá dito que serão milhares os docentes prejudicados e que poderiam ver em causa o ingresso na carreira pela “norma travão” com a não contabilização desse tempo de serviço.

Os do costume.

 

DN tempo de servico

Diário de Notícias (30-03-2015)

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/03/parece-estranho-a-minha-posicao-ir-de-encontro-ao-mec/

Tanta Coisa Com a 1ª Prioridade

E o MEC nem possibilidade deu às escolas de dizer se os docentes reúnem as condições para se encontrar nessa prioridade.

É sinal que o MEC tem a sua base de dados preparada para confirmar quem reúne ou não essas condições.

Já previa que tal fosse acontecer e por isso nem dei relevo a imensas queixas que me chegaram dizendo que alguns directores estariam preparados para validar situações de 1ª prioridade a docentes que não reuniam os requisitos.

Tal como disse, apenas quando saírem as listas provisórias é que confrontarei as listas do MEC com a minha base de dados.

VALIDACAO

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/03/tanta-coisa-com-a-1a-prioridade/

Onde Este Concurso Pode Dar Barraca

Há uma questão que a DGAE coloca as escolas para cada docente dos quadros que concorre ao concurso interno.

A questão é a número 12 e tem a ver com a recuperação de vaga no caso do docente ser colocado e é esta.

 

12. Há lugar à recuperação automática de vaga caso este docente seja colocado? :

 

Só existem duas hipóteses com implicações nas vagas : Não (não recupera) e Sim (recupera) e uma terceira Não Relevante para casos de docentes das RA que não tem qualquer implicação com a recuperação de vagas.

 

Ora bem, no caso de um docente ser colocado a aplicação informática vai verificar se existe recuperação da vaga libertada por este candidato.

E agora pergunto para que serviu a portaria de vagas positivas e negativas publicadas recentemente?

 

Como podem as escolas saber para cada candidato se a vaga é recuperada ou não? Imaginemos a seguinte situação. Existe uma vaga negativa em determinado grupo nessa escola e dois docentes desse grupo concorreram. Porque razão a escola terá de dizer se a vaga recupera ou não em cada um dos docentes? Vai dizer que não recupera nos dois ou apenas num docente? Mas se por acaso a escola disser que não recupera vaga no docente que não sai e diz que recupera no docente que sai a vaga negativa da escola transforma-se em vaga positiva?

E se tiver dito Não (não recupera) nos dois a vaga negativa não será recuperada por terem saído dois docentes?

E no caso de um docente QZP? Pelo que tenho conhecimento ALGUMAS escolas estão a colocar Não (não recupera), será que a aplicação informática vai ter em conta a resposta dada pela escola, quando essa vaga, no caso do docente ser colocado, é de recuperação automática? Lembro que apenas os docentes QZP dos CEE de 2013 e 2014 é que não poderão ter a sua vaga recuperada, mas nos restantes QZP essas vagas são obrigatoriamente recuperadas.

Aconselho a todos os QZP “à antiga” que verifiquem na questão 12 se a vaga será recuperada ou não, no caso da escola ter dito Não (não recupera) que liguem para a vossa escola a dizer o erro que cometeram.

 

Será que por erro das escolas as vagas serão reduzidas a quase nada, ou poderão ser duplicadas por factores que lhe são impossíveis de prever?

Se existe uma portaria de vagas esta pergunta é inútil a não ser para o caso dos docentes colocados ao abrigo dos CEE de 2013 e 2014. Porque a escola não sabe que docente pode libertar vaga no caso de obter colocação.

 

Este vai ser mais um enorme erro que pode recair sobre as escolas, mas por incompetência da DGAE.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/03/onde-este-concurso-pode-dar-barraca/

Aperfeiçoamento Disponível

Até às 18 horas do dia 1 de Abril.

 

Imagino quais sejam as principais alterações ou motivos de invalidação por parte das escolas: tempo de serviço, habilitações para o grupo 120, exclusões de docentes que efectuaram permuta das Mobilidades Internas e não que deviam ser excluídos. Mas podem na caixa de comentários dizer se a vossa candidatura se encontra validada ou não e quais os motivos de invalidação se tiveram algum campo invalidado.

 

Download do documento (PDF, 740KB)

 

 

Para verificarem o estado da vossa candidatura vão à área concurso nacional 2015/2016 e depois a aperfeiçoamento, depois aperfeiçoamento da candidatura. Cliquem na vossa candidatura (lápis) e verifiquem o estado da candidatura.

Podem imprimir o recibo para ver se se todos os campos foram correctamente validados. Verifiquem se têm os pop-up desactivados para a página da DGAE caso contrário nunca conseguem abrir a impressão do documento.

 

Se não precisarem de mudar nada não precisam de fazer nada, se precisarem de alterar algum campo devem editar a candidatura e ir fazendo gravar dados até chegar ao campo que pretendem alterar, prosseguindo com o gravar dados em todos os campos e o finalizar, só assim conseguem ter acesso à área para colocarem a palavra passe.

Para submeter uma candidatura alterada devem sempre colocar no fim a palavra passe, caso não o façam é porque nada submeteram e a candidatura ficará exactamente igual a como está.

Se por brincadeira foram gravando os campos editáveis e não quiserem fazer nada também não se preocupem porque a candidatura só será revista pela escola se colocarem a vossa palavra passe.

 

Na página inicial do meu recibo aparece o seguinte.

valida

 

 

NOTA: se tiveram a candidatura validada e entrarem no aperfeiçoamento das graduações profissionais vão ver que o grupo de recrutamento se encontra no estado por confirmar. Não liguem a isso se estiver tudo validado.

Desliguem o PC e vão até à praia. 😉

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/03/aperfeicoamento-disponivel/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: