Colocações no Concurso Extraordinário da Madeira

Do ensino regular:
http://www.madeira-edu.pt/LinkClick.aspx?fileticket=rd-NYljx1sA%3d&tabid=2968
Do ensino Especial:
http://www.madeira-edu.pt/LinkClick.aspx?fileticket=E6M51yuLeNI%3d&tabid=2968
Excluídos:
http://www.madeira-edu.pt/LinkClick.aspx?fileticket=7ngMVvGxph4%3d&tabid=2968
Ordenação do ensino regular:
http://www.madeira-edu.pt/LinkClick.aspx?fileticket=Iwzj3nlhQ9E%3d&tabid=2968
Ordenação do ensino especial:
http://www.madeira-edu.pt/LinkClick.aspx?fileticket=Yfs1FKnzbSQ%3d&tabid=2968

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/08/colocacoes-no-concurso-extraordinario-da-madeira/

23 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Pedro Oliveira on 7 de Agosto de 2013 at 12:41
    • Responder

    Fantásticas estas colocações!! Entram pessoas para o quadro com médias de 14 e 15 e o inacreditável pessoas sem tempo de serviço após a profissionalização… a Madeira no seu melhor.

    1. Estudasse

    2. Eu disse que não ira fazer mais comentários sobre este concurso e mantenho a palavra. Só quero relembrar que várias vezes referi aqui que isto iria acontecer e só agora as pessoas estão indignadas!?

    • ANA MARIA on 7 de Agosto de 2013 at 15:31
    • Responder

    Este concurso deveria ser impugnado pelo tribunal, não respeita os critérios básicos da igualdade e justiça, graduação profissional, tudo uma trapalhada!!! Este secretário da educação é uma nódoa, os sindicatos são uns “agachados do tacho”, o parlamento regional nem sabe o que votou e o juiz representante da Republica manda publicar tudo!!! A Madeira já foi muito mais justa e ponderada neste tipo de coisas…

    • Carlos on 7 de Agosto de 2013 at 15:42
    • Responder

    VERGONHA a número 5 da lista do 200 fez este ano o seu primeiro ano de serviço como professora, depois de chumbar no estágio por plagio e agora vai para o quadro, na última avaliação na escola onde esteve tirou menos de 7,5 e foi considerada uma nódoa pelos colegas, outros colegas com 10 e 15 ano de serviço ficam fora. Olhem para as listas e vejam as médias daqueles que entraram. Mais uma fornada de desgraças para os quadros da madeira – são nódoas como estas que levam a que a madeira esteja nos últimos lugares dos rankings naionais.

    1. Acho que devia ter mais cuidado a acusar assim as pessoas, uma coisa é não concordar e eu também não concordo, outra é vir para aqui acusar uma pessoa específica.

        • AnaF. on 7 de Agosto de 2013 at 20:31
        • Responder

        Sabes uma coisa THZ, eu também conheço a pessoa que o Carlos fala, e mais te digo: tempos passados o namorado dessa senhora (hoje marido) entrou nos quadros do grupo de Matemática e nem ele soube explicar como. Mas eu sei: viva o sogro.

    • Pedro Oliveira on 7 de Agosto de 2013 at 16:18
    • Responder

    Mas na Madeira tudo vale e ninguém reclama é come e cala!! Não vejo os que ficaram de fora e deveriam ter entrado a reclamar nem a fazer nada, por isso…

  1. E que tal uma reclamação para a provedoria de justiça!?

    • eu mesmo on 7 de Agosto de 2013 at 19:43
    • Responder

    Mas estes novos quadros vao passar a qzp normais ou vão ficar eternamente vinculados à Madeira e só concorrer ao continente como externos?

      • cocas on 7 de Agosto de 2013 at 19:56
      • Responder

      Expliquem-me uma coisa. Para este concurso também podiam concorrer professores residentes no continente?

        • Madeirense on 8 de Agosto de 2013 at 16:38
        • Responder

        Sim podiam, mas em 2a prioridade.

      • Madeirense on 8 de Agosto de 2013 at 16:38
      • Responder

      Vão passar a qzp ou qe normais agora no concurso interno.

    • AnaF. on 7 de Agosto de 2013 at 20:27
    • Responder

    Mais um exemplo da vergonha da RAM: grupo 200, dois candidatos do grupo 200 desistem do concurso que lhes daria lugar em quadro, quem ocupou um destes lugares?: a filha de um ex deputado da assembleia da madeira. No mesmo grupo, um outro senhor que fez o seu tempo de serviço na DRAE, não numa escola, e que entra para o quadro apenas com dois anos de ensino,
    Vergonha, caso de PJ e de intervenção do MEC.

    1. Denunciem na provedoria de justiça e na IGE!

    • (des)colocada on 8 de Agosto de 2013 at 14:09
    • Responder

    O mais absurdo deste concurso extraordinário é a ordenação dos candidatos por tempo de serviço e não pela graduação (mas isto estava no aviso de abertura). Concorrem todos em 1ª prioridade mas os que têm o provimento de 3 anos estão na linha da frente. No meu caso especifico tenho pelo menos 13 pessoas que estão à minha frente que não estariam se estivessem ordenadas pela graduação. Mas penso que este criterio não se mantem no concurso ordinário, mas também já sei que vão dar prioridade a quem já lá esteve. Viva o Alberto João e a sua republica das bananas!!!!

      • paulolo on 8 de Agosto de 2013 at 16:48
      • Responder

      O mais extraordinário é que a Educação da RAM comete injustiças ano após ano, e ninguém faz nada. Li um comentário em que era revelado que uma colega de EV estava a lecionar História, como tudo isto é possível? Onde estão as autoridades?

        • Pedro Oliveira on 8 de Agosto de 2013 at 17:50
        • Responder

        Quais autoridades? a Inspecção que é nomeada pelo secretário de educação! Tens pessoas de educação física a dar TIC, professores de EVT e ET a dar TIC, uma de Francês a dar História etc etc. Basta conhecer alguém em escolas e cruzar os dados, vale tuda na Madeira.

          • THZ on 8 de Agosto de 2013 at 21:37

          Qq professor pode dar Tic desde q no curriculo da sua licenciatura tenha 1 disciplina de informatica. Pelo menos foi o q me disseram la na secretaria. Pena q eu não tenho e por isso não pude faze-lo. Se não tiverem horario na sua disciplina dão tic pra não ficarem com horario zero, penso q foi isso q fizeram. Mas claro q o caso pode ser outro pq não conheço. Frances a dar historia é q ja nao estou a ver como seja possivel a menos q tenha 2 licenciatura… pra nao dizer outras coisas…

          • Pedro Oliveira on 9 de Agosto de 2013 at 11:05

          Para leccionar Tic tens de ser licenciado em ensino de Informática (grupo 550), depois senão houver ninguém passa-se a habilitação própria (engenharias informática, etc) e só depois se passa a habilitação suficiente (que é o máximo de cadeiras de informática num curso superior ou no limite cursos profissionais/tecnológicos de 12º ano de informática). Essa questão de ter uma disciplina serviu para a secretaria meter quem quis neste grupo à semelhança do 200 do 430 etc.
          Por estas e outras a educação da Madeira está como está.

  2. Será que vai vincular mais alguém no concurso externo????

    cumprimentos.

      • Pedro Oliveira on 9 de Agosto de 2013 at 10:59
      • Responder

      No externo vai vincular alguém se algum do quadro extraordinário desistir…

    1. Há 2 vagas pro grupo 200 e mais algumas na educação especial. No resto não há vagas. Há 1 quadro no site da drae com as vagas ou melhor as não vagas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: