Em Chamada

Não consta que alguém tenha faltado. Mas se calhar o almoço foi demorado para alguns.

image

Quinze minutos depois da chamada, finalmente começou a marcha.

image

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/06/em-chamada/

11 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • zaratrusta on 15 de Junho de 2013 at 15:44
    • Responder

    Gostei de alguns comentários de manifestantes que ouvi há pouco na televisão:

    “o que está em causa já não são os professores contratados, são os professores do quadro…”

    São comentários reveladores e que dissiparam todas as minhas dúvidas, como contratado, de fazer ou não fazer greve na 2ª feira.

    • Nuno Lopes on 15 de Junho de 2013 at 16:30
    • Responder

    Sou contratado…….quem me dera estar na mobilidade……. só olham para efectivos……quantos contratados ficaram completamente fora do sistema desde a mudança do governo??????? mobilidade não é o maior problema de todos os professores.(efectivos e contratados claro)

      • Calica on 16 de Junho de 2013 at 10:41
      • Responder

      A luta é de todos e para todos. Não entremos no jogo de quem governa.

    • Manuel Carvalho. Trofa. on 15 de Junho de 2013 at 16:49
    • Responder

    A democracia pegou de estaca em Portugal. Com estes exemplos democráticos e cívicos, Portugal está de parabéns. Só é necessário irradiar os anti democratas que ainda giram por este espaço realmente democrático.

      • Nuno lopes on 15 de Junho de 2013 at 17:29
      • Responder

      Impedir alunos de fazer exame é democrata? Regime de excepção para profs é democrata?
      Pedir para colegas faltar é democrata? Juízes que mudam de opinião conforme as cores do governo é algo democrata? Pedia lhe que responda sem partidarismos porque eu falai com factos. Por favor

      • Balofo on 15 de Junho de 2013 at 18:01
      • Responder

      Bem tentem… Agora são contratados… outras vezes são pais indignados… outras pagadores de impostos…
      Não estavam à espera desta resposta, pois não?! Segunda continua…

    • Manuel Carvalho. Trofa. on 15 de Junho de 2013 at 22:59
    • Responder

    Os professores não impedem os alunos de fazer exames, pelo contrário, ensinam-lhe para os fazer .quanto a regimes de exceção nunca os pedimos, lutamos é por direitos equivalentes a outras classes profissionais de relevo idêntico ao nosso ex: quadro dos técnicos superiores da função publica. Os professores não se deixam influenciar por pedidos de colegas, têm formação mais que suficiente para pensarem pela sua cabeça, por isso formam os seu filhos. Os juízes não mudam de opinião de acordo com as cores dos sucessivos governos, pelo contrário, são obrigados a aplicar as péssimas leis que estes geram, como vê é muitíssimo fácil desmontar a sua estratégia sem usar partidarismos e desmontar os seus factos falaciosos e sem sustentação .

      • Nuno lopes on 16 de Junho de 2013 at 3:52
      • Responder

      Nao me parece que serviços mínimos em educacao sejam leis mudadas nos últimos oito anos….. Esperemos que a sua democracia seja valida na segunda feira…. Estão piquetes de greve formados para a porta de algumas escolas…. A sua democracia assim o obriga né…. Muita sorte para si espero que nao seja afectado pela mobilidade, a mim o que tem afectado sao as greves dos colegas que me fazem ir a escola vezes sem conta para nada quando moro a 180km da mesma e só lá faço uma turma. Enfim sacrifícios pela educacao ou será pela democracia ??… Fiquei confuso agora. Passe bem

    • Calica on 16 de Junho de 2013 at 10:39
    • Responder

    Estou em greve PELOS PROFESSORES – TODOS OS PROFESSORES! Parece-me muito mal quando ouço as subdivisões de professores contratados e professores do quadro e dentro do quadro também as subdivisões. Não nos deixemos apelidar, a luta é de todos e para todos. As nossas divisões internas interessam a quem governa. Enquanto nos desentendemos enquanto classe aliviamos o MEC e o Governo e é isso, precisamente, que eles querem. Tenhamos tento SOMOS PROFESSORES E PONTO FINAL.

    • jimmy doyle on 16 de Junho de 2013 at 13:13
    • Responder

    Não é altura para clivagens nem para alimentar feridas graves que tendem a não sarar!!! Estejamos unidos de uma vez por todas e continuemos esta grande luta que nos pode ajudar a ultrapassar esses esqueletos no armário que só nos enfraquece: ‘quem me dera poder fazer greve!!!’ Estou solidário com os colegas! A todos apelo à vossa coragem!!! Vamos lá!!!

    • nanda on 16 de Junho de 2013 at 16:06
    • Responder

    Levantei-me cedinho.
    Corri durante toda a manhã. Almocei…não me lembro ter almoçado!.
    Mas às 15.00 estava lá….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: