Actas

Se mais actas forem tornadas públicas depois coloco neste post.

 FNE, FENEI e FEPECI

[gview file=”http://www.arlindovsky.net/wp-content/uploads/2013/06/Ata-Reunião-Negocial_24_Junho_2013.pdf”]

FENPROF

 [gview file=”http://www.arlindovsky.net/wp-content/uploads/2013/06/AtaNegocial.pdf”]

SPLIU; SEPLEU; SIPPEB; SIPE

[gview file=”http://www.arlindovsky.net/wp-content/uploads/2013/06/ataconclusiva25junho2013.pdf”]

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/06/actas/

3 comentários

    • Zaratrusta on 25 de Junho de 2013 at 18:04
    • Responder

    Sou professor contratado. Fiz greve no dia 17 e contribui financeiramente para um fundo que foi criado na escola para ajudar os grevistas das reuniões. Ainda bem que o fiz.
    Como se pode ver nas atas, a situação dos contratados foi salvaguardada. Foi garantido que àqueles com 3 ou mais anos de serviço se aplicaria a lei geral; foi reconhecida a sua utilidade durante anos e anos, sem a qual a escola pública não seria a mesma; ficou estabelecida a criação de uma bolsa de professores contratados com prioridade para colocação nos cursos do IEFP; ficou prevista a possibilidade de lhes dar preferência em futuros concursos para a administração pública (local e central), pois têm servido a causa pública durante anos, com esforços pessoais e familiares incalculáveis.
    Enfim, tudo propostas que confirmam aquilo que já se sabia: os contratados não são lixo, quer para os sindicatos, quer para o MEC, que há que varrer para debaixo do tapete.

    • leekhazaa on 25 de Junho de 2013 at 18:31
    • Responder

    Uma leitura atenta constata que a DT fica nos 100 minutos de decisão de escola. No fundo, o professor tem 1100 minutos (1000+100). A DT só pode ser atribuída nestes últimos 100 minutos. O que quer dizer que há uma troca, uma brincadeira….
    O professor fica com a DT na componente letiva (100 minutos), mas fica com a não letiva com apoios. Quando anteriormente tinha a DT na não letiva e os apoios nos 100 minutos da letiva.
    Há uma troca tira de um lado mete no outro, mas tudo fica na mesma. Como o governo quer….
    Brincadeiras….

    • pedro on 25 de Junho de 2013 at 18:50
    • Responder

    Sobre a questão do intervalo da manhã no 1.º Ciclo:
    http://alho_politicamente_incorrecto.blogs.sapo.pt/950044.html
    “Os intervalos não só não caem na componente não lectiva, como serão contabilizados para efeitos da componente lectiva.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: