Juntam-se escolas como embalagens de fiambre

Realizou-se ontem na Assembleia da República uma conferência parlamentar sobre o tema: “Autonomia e inovação  Curricular: olhares diferenciados” promovida pela Comissão Parlamentar  de Educação, Ciência e Cultura e o Conselho Nacional de Educação.

“Juntam-se escolas como embalagens de fiambre”

 

Joaquim Azevedo, secretário de Estado do Ensino no segundo Governo de Cavaco Silva, teceu duras críticas à política educativa dos últimos anos. “Os mega-agrupamentos são a evidência do desnorte da administração central. Juntam-se escolas como embalagens de fiambre, aperta-se um pouco e cabe sempre mais uma”, afirmou o professor universitário na conferência ‘Autonomia e Inovação Curricular: Olhares Diferenciados’, organizada esta quarta-feira pela Comissão de Educação da Assembleia da República.

É bem conhecida a posição de Joaquim Azevedo relativamente`aos mega-agrupamentos e já tinha dado conta da sua opinião durante o governo de José Sócrates dizendo nessa altura que a constituição dos mega-agrupamentos era a criação de uma mega-asneira.

No final da notícia do correio da manhã continua a verificar-se a insistência dos deputados do PSD em assumir a revisão curricular como uma partilha dos 1600 contributos que chegaram ao MEC, e como muitos sabem, isso não é verdade.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/05/juntam-se-escolas-como-embalagens-de-fiambre/

2 comentários

  1. Ui, este secretátio de Estado está na lnha do Cavaco a propósito das reformas. Não se corta nas pensões e ponto final. Estaria tudo bem se não fossem os que ficaram no ativo sem direito a metade do valor das pensões daqueles a quem saiu o totoloto aos 50 anos. O paleio sobre o fiambre é muito bonito, o problema é que eu não sei se ele paga o valor de um chouriço. Eu, por exemplo, pago mensalmente mais que um porco e nem fui eu que o escolhi para secretário de Estado, nem sou eu que defendo a Escola do exercíto de gente a mexer em papéis e a auferir mensalmente entre 400 e 750 euros de subsídio. Aceito a opinião desde que o tal secretário me pague o que essa despesa abominável me leva todos os meses.

    • Patrícia on 19 de Maio de 2012 at 3:16
    • Responder

    Isto não é assustador? quais sãos os principais efeitos que advêm?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: