107387 Professores dos Quadros

…em exercício de funções em 2011/2012.

Segundo dados do Ministério da Educação publicados hoje no Correio da Manhã estavam colocados nas escolas em 31 de Agosto 121291 professores.

A partir daqui a análise é minha.

De acordo com as listas de 31 de Agosto ficaram com o contrato renovado 7915 docentes e colocados nas necessidades transitórias 4834 docentes.

Em Agosto existiram 2155 ofertas de escola para escolas Teip e escolas com autonomia, algumas delas foram ocupadas por professores dos quadros em DACL, mas aqui não consigo precisar ao certo o número exacto.

Subtraíndo os totais colocados ao número de contratados em 31 de Agosto pelas listas da DGRHE e lugares para contratação em ofertas de escola durante o mês de Agosto teremos em exercício de funções no ano 2011/2012 cerca de 107387 docentes dos quadros.

Este número representa 88,5% da totalidade de professores que são necessários ao sistema de forma permanente, apesar de ainda existirem necessidades permanentes que foram surgindo pelo “aumento de turmas” nas primeira semanas de Setembro.

Não havendo qualquer alteração curricular para futuro existe margem de manobra para a exixtência de um concurso de ingresso na carreira que permita aumentar para os 95% a 97% a percentagem de professores dos quadros no sistema de ensino.

Segundo as minhas contas seria possível abrir entre 7888 e 10310 lugares para ingresso na carreira nos diversos grupos de recrutamento. As contas mais difíceis de fazer seria determinar quais os grupos onde poderiam ser abertos estes lugares.

Mais números:

Retornos

Segundo dados transmitidos ontem na Assembleia da República regressaram às escolas 514 docentes destacados nos serviços centrais e 685 docentes que se encontravam em mobilidade.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2011/09/107387-professores-do-quadro/

4 comentários

2 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • lm on 30 de Setembro de 2011 at 15:37
    • Responder

    seria uma base de partida

    recordo que entre 2006 e 2009 foram roubadas 20000 vagas de quadro…

    • Daniel on 1 de Outubro de 2011 at 8:16
    • Responder

    Julgo que há alguma ingenuidade nos argumentos.

    “Não havendo qualquer alteração curricular para futuro”

    O problema é que vai haver alteração curricular.

    E mais:

    1. sabemos que muitos professores dos quadros têm insuficiência de tempos lectivos. Com a generalização dos megas (espero que não, tenho um pertinho de caso e está num caos absoluto), muitos horários de quadro desaparecem. Uma escola só propõem nova vaga se houver no mínimo 22 horas em determinado grupo disciplinar.

    2. Acresce ainda que não se sabe os horários continuarão a ser organizados em tempos de 45 minutos, ou se, como defende o Crato (e nem discordo), as escolas poderem decidir por 50, 60, 70 minutos… neste caso a quantidade de horários reduzir-se-á ainda mais.

    3. Os tempos supervenientes continuarão a não poder ser ocupados por actividade lectiva? Duvido.

    4. Se dos actuais 1000 agrupamentos ficaram 400 (correspondente ao n.º de Secundárias), são cerca de 2000 Directores/Subs/Adjuntos que voltam a ter horário completo.

    5. E por último este governo vai levar ou já levou a concertação social a criação de um único tipo de contratado de trabalho, tipo os actuais a termo incerto.

    E a admitirem professores julgo que será após a implementação da prova de ingresso. Será um Ai Jesus! Mas poucos serão os que entrarão.

    • Daniel on 1 de Outubro de 2011 at 8:20
    • Responder

    Esqueci-me de referir ;

    – que a generalidade das ofertas associadas as novas oportunidades tenderão a desaparecer ou a ficar concentradas num n.º limitado de escolas. Isto quando o QREN esgotar.

    – haverá um forte restrição à constituição de micro-turmas (com 20, 21, 22 ou 23 alunos).

    • Amanhã on 1 de Outubro de 2011 at 13:11
    • Responder

    Será um disparar indiscriminadamente sobre tudo o que existe!

  1. […] 107387 docentes dos quadros Share […]

  2. […] para mim são importantes porque em contas por alto adientei que poderiam estar no quadro cerca de 107.387 docentes nos quadros e os números que a Fenprof aponta como sendo do MEC diz que existem 108.240. Se acertei por uma […]

Responder a Daniel Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: