Professores necessitam de declaração da escola para ir trabalhar

 

Sempre que seja preciso sair de casa e deslocar-se por motivos profissionais, pode fazê-lo. Segundo o decreto da presidência do Conselho de ministros, consideram-se autorizadas as saídas da habitação que visam “o desempenho de atividades profissionais ou equiparadas”. Contudo, convém estar munido de uma justificação para circular.

Estas deslocações devem fazer-se acompanhar por uma declaração emitida pela entidade empregadora, no caso dos professores, pela escola.

Apesar de a maioria necessitar deste documento para apresentar às autoridades, caso estas o solicitem, tal como no primeiro confinamento há um conjunto de pessoas que, no exercício das respetivas funções, estão dispensadas de apresentar qualquer tipo de declaração, o que não é o caso dos professores

. São as exceções à regra:

  • Profissionais de saúde e outros trabalhadores de instituições de saúde e de apoio social;
  • Agentes de proteção civil, forças e serviços de segurança, militares, militarizados e pessoal civil das Forças Armadas e inspetores da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica;
  • Titulares dos órgãos de soberania, dirigentes dos parceiros sociais e dos partidos políticos representados na Assembleia da República e pessoas portadoras de livre-trânsito emitido nos termos legais;
  • Ministros de culto, mediante credenciação pelos órgãos competentes da respetiva igreja ou comunidade religiosa;
  • Pessoal das missões diplomáticas, consulares e das organizações internacionais localizadas em Portugal, desde que relacionadas com o desempenho de funções oficiais.

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2021/01/professores-necessitam-de-declaracao-da-escola-para-ir-trabalhar/

6 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Fernando on 15 de Janeiro de 2021 at 14:54
    • Responder

    E os alunos?
    E os EE que levam os filhos à escola?
    Na realidade, este confinamento é muito sui generis, pois vejo as ruas cheias de carros e de gente. Claro, são professores, são funcionários, são EE, são profissionais de saúde, são… o que se quiser. Como se pode controlar isto?
    Daqui a 15 dias está tudo confinado!

    • Kucha on 15 de Janeiro de 2021 at 14:58
    • Responder

    eheheheh …
    se eu disser que sou EE e vou buscar o filho a uma outra casa para o levar á escola …. alguem pede alguma coisa?

    nao me food…………

    • Falar verdade on 15 de Janeiro de 2021 at 15:19
    • Responder

    É só gente nas ruas, nem nos damos conta que o país está confinado. Há pouco era uma fila de pais à porta da escola, pois como estão em casa, vão levá-los de manhã, vão buscá-los para almoçar, vão levá-los para as aulas da tarde, vão buscá-los no final da tarde. Enfim, uma autêntica feira das vaidades.

    Pobres espaços culturais…

    Lamentável… as medidas deste país que quer fazer crer que são de confinamento.

    • Prof on 15 de Janeiro de 2021 at 17:18
    • Responder

    Hoje estava mais trânsito e mais gente na rua do que ontem… parece-me que este confinamento vai ter impacto reduzido. Se os filhos estão na escola, os pais têm mais tempo para os seus afazeres. A ser assim, para quê fechar o comércio, etc?!… A escola deveria estar em regime misto, pelo menos.

    • Mariana on 15 de Janeiro de 2021 at 19:27
    • Responder

    Que ridículo! Se precisar de ir ao supermercado também preciso de uma declaração? Este país seria uma anedota se não fosse tão triste…
    E a Gracinha da DGS a dizer que os profs não são um grupo de risco. Não há vacinas para ninguém, esperem pela vossa vez de acordo com o vosso nível etário. Não sejam gananciosos…

    • N. Ribeiro. on 15 de Janeiro de 2021 at 22:01
    • Responder

    Vergonha…vergonhoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: