Rebentou o Escândalo da avaliação dos “diretores”…

 

Afinal as “injustiças” da ADD também chegaram aos diretores…

Na última avaliação de diretores pelo Conselho Coordenador de Avaliação, muitos diretores tiveram nota máxima, 10,000.

Temos lideranças fortes, fortíssimas…

Na avaliação anterior a nota máxima tinha sido de 9,750. Em poucos meses as lideranças reforçaram-se e passaram a excelentíssimas…

Como bons líderes fazem bons colaboradores, é de admirar que as avaliações dos docentes de sala de aula não tenham sido similares às dos tais excelentes líderes!

As ADD dos “colaboradores” com uma avaliação de 10,000 escasseiam. Não será esse um fator de desempate possível? É que, um líder que não leva os seus colaboradores à excelência não pode, nunca, ser um excelente líder.

Talvez, agora, os excelentes líderes comecem a pensar que, afinal, se virou o bico ao prego e se unam aos docentes… nem vou falar em entregar as chaves das escolas, porque sei que isso seria uma utopia da minha parte. Pensar que haveria alguém que quisesse provar do veneno que durante tempos espalhou é contra natura…

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2020/11/rebentou-o-escandalo-da-avaliacao-dos-diretores/

25 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Ana Oliveira on 18 de Novembro de 2020 at 9:47
    • Responder

    Já sofri bullying nas «mãos» de um diretor… ainda bem que o que tenho agora é completamente diferente: é acessível e HUMANO…

    • Daniela Sousa on 18 de Novembro de 2020 at 10:53
    • Responder

    Conheço bem a situação da colega Ana Oliveira. Ainda há alguns Diretores que merecem a nossa admiração e respeito.
    Nos restantes casos, são os piores elementos da comunidade educativa, os que têm o pior perfil para líderes.
    O processo de recrutamento destes ditadorzecos leva a que sejam os mais reles a candidatar-se, aqueles que odeiam a sala de aula e que se acham os maiores, de tão mal ou pouco formados que são.
    Esta corja de sabujos do poder deveria ser substituída por alguém eleito por quem os conhece, ou seja, os docentes.
    Mas porque interessa ao ME ter palermas vendidos ao poder a pisar os colegas, mantêm um sistema viciado de ‘escolha’ do diretor. À boa maneira socialista: parece bom mas é uma bosta.
    Se houvesse eleições verdadeiras em que votasse toda a comunidade educativa quantos destes diretores inchados sobreviveriam?

    • Alexandre Oliveira on 18 de Novembro de 2020 at 11:33
    • Responder

    A formação desses senhores e senhoras diretores é surpreendente. A maioria é avaliada com trabalhos feitos por encomenda e quando os defendem nem sequer sabem contetualizar. Saem dos mestrados com médias de dezasseis e dezassete, contudo cheios de sapiência.

    • Maria on 18 de Novembro de 2020 at 11:59
    • Responder

    Uma corja de malandros, medíocres, incompetentes, prepotentes, etc

      • Artur Vieira on 21 de Novembro de 2020 at 17:45
      • Responder

      Maria, porque não concorre?
      Vamos mudar isto?

    • Rucca on 18 de Novembro de 2020 at 13:03
    • Responder

    Hoje é dia 1 de abril? Fiquei baralhado…

    • António on 18 de Novembro de 2020 at 15:38
    • Responder

    Boa tarde!
    Este sistema de eleição dos diretores parece-me justo! Não sei se já ouviram falar de democracia representativa!? Acham mais justo serem apenas os professores a elegerem o Diretor, quando este é líder de uma comunidade educativa? A comunidade educativa está representada no conselho geral! Quanto à nota 10 atribuída a vários diretores, não me causa qualquer admiração! Há muitos diretores que são excelentes líderes! Pergunto ao Rui : considera que nenhum diretor merece ter excelente? Considera que um professor só é excelente quando tem alunos com resultados excelentes? Critiquem este sistema de avaliação dos professores, mas considero que não devem colocar tudo em causa, como, por exemplo, a seriedade de todas as pessoas! Conheço muito bem o funcionamento dos Conselhos Gerais e sei que há muita gente séria nestes órgãos! Ser um diretor excelente não é bem a mesma coisa que um bom proprietário de um site de sucesso! O Arlindo se não ficou satisfeito com a sua avaliação que reclame! Se tivesse tido excelente não estaria a falar mal do sistema! Já agora, como é que foi eleito para Diretor? Não foi o conselho geral que o elegeu?

      • Rui on 18 de Novembro de 2020 at 15:57
      • Responder

      “Democracia representativa “ era a do tempo do Salazar em Portugal e agora a da Coreia do Norte…
      Votavam os regedores e os bufos no salazarismo e uma seita na Coreia.
      O CG não é mais que uma seita norte-coreana.
      Por que têm, os diretores, PAVOR de eleições????
      Devia envergonhar-se do que escreveu. Estou a ser muito simpático…. senão chamava-lhe kapo.

      • Ruca on 18 de Novembro de 2020 at 17:28
      • Responder

      🙂 O que eu conheço e o que a maioria dos professores conhecem, são diretores de escolas que sabem apenas mandar fazer, que não gostam de ser contrariados, que raramente te irão defender e que são vingativos.
      Deviam dar aulas, para conseguirem exercer o seu mandato com conhecimento… Não dão! Não querem ou não sabem. Enfim, labe botas do ME – eles próprios uns cobardolas. Por isso fantásticos, nota 10, mas com subalternos medíocres. Como diz o artigo… muito bem dito!

    • Cury1 on 18 de Novembro de 2020 at 16:27
    • Responder

    “Quem não quer ser lobo não lhe veste a pele”.

    Temos pena, Arlindo!

    • Zulmiro on 18 de Novembro de 2020 at 20:28
    • Responder

    Analisando bem, o sistema de avaliação mais justo ainda foi o congelamento.

    • joaquim on 18 de Novembro de 2020 at 20:46
    • Responder

    Os diretores que terminam este ano e não podem ser mais eleitos, podem trocar com os outros elementos da direção para não saírem do poleiro…. vamos ver como será.

    • josé on 18 de Novembro de 2020 at 20:48
    • Responder

    Ou então o M.E. ou o Sr. Costa, em tempo de pandemia…ainda os deixa ficar mais um ano…

    • José Manuel on 18 de Novembro de 2020 at 20:48
    • Responder

    Já passei por muitas escolas nos últimos trinta e tal anos e concordo com o teor da maior parte dos citados comentários. Entretanto gostaria de contrariar esta corrente negativa, mas infelizmente real, com a entrega samaritana de alguns diretores que conseguem implementar um clima de escola , onde toda a comunidade se sente motivada/feliz e consequentemente bem sucedida a nível pedagógico e académico. Não sei se poderei mencionar nomes pelo seu brilhante interesse e desempenho. Se tal for possível, teria muito gosto em referir o engenheiro Tuna do Agrupamento de Resende – Viseu.

    Zé Manel

    • joaquim on 18 de Novembro de 2020 at 20:51
    • Responder

    Ou então o M.E. ou o Sr. Costa ainda lhes dá mais um ano de mandato de prémio por serem tão bons em ano de pandemia…

    • Zulmiro on 18 de Novembro de 2020 at 22:42
    • Responder

    Lembram-se do tempo em que havia Presidentes dos Conselhos Executivos? Recebiam um suplemento remuneratório para aí de 30 contos, talvez, e nunca se ouviu dizer que houvesse falta de candidatos. Pelo contrário, já nessa altura se esfolavam pelo lugar e, mais, eram avaliados como os outros.
    Nos Açores continua tudo na mesma e são mais felizes.

    • E.T on 18 de Novembro de 2020 at 22:55
    • Responder

    Qualquer profissão tem bons e maus profissionais.
    Também será “normal” a existência de pessoas que vão para determinada função por vias normais e os que ocupam um tacho…é como tudo…e os conselhos gerais? e os professores que dão graxa e dizem amém a um diretor mau profissional? O que são? Tudo analisado e é uma depressão grave!!!!
    Conheci vários tipos de direções e diretores… Alguns destacam-se muito…pela positiva. Um ou dois pela negativa…Mas acho que o maior problema é esta política/modelo de avaliação docente e a nossa classe docente que está completamente desnorteada e desunida.

    • Era professor on 19 de Novembro de 2020 at 0:02
    • Responder

    Elogiar um diretor de forma “não anónima”neste lugar…parece a tal graxa…
    Mas por outro lado…os que se destacam pela positiva, deveriam ser reconhecidos (como qualquer bom profissional…). assim, gostava de referir António Sorte, Ag. Penafiel Sudeste. Um Diretor!
    (e…não, não estou nesse agrupamento…).

    • Rick on 19 de Novembro de 2020 at 11:25
    • Responder

    Como podemos estar aqui a falar em eleições!
    Listas de representares ao conselho geral, por norma, todo com rabo preso devem favores pelo cargo/emprego ocupado.
    Como poder haver eleições, quando existe apenas uma lista e, se surgir alguma, há sempre tacho para todos. Depois temos avaliações em querem uma certa rotatividade nas notas. Uma maneira de controle “pandémico” , não fosse este o tema “pandima” em discussão.

    • Rick on 19 de Novembro de 2020 at 11:30
    • Responder

    Diretores das escolas, deveriam ser sempre de fora da sua área de influência..

    • elogio on 19 de Novembro de 2020 at 11:43
    • Responder

    A melhor Diretora que já tive – Dra Rosa, Agrupamento de Escolas Santa Maria dos Olivais.

    • Zulmiro on 19 de Novembro de 2020 at 13:43
    • Responder

    A caixa de comentários a este artigo acabou por se transforma na lista dos colegas que obtiveram Muito Bom ou Excelente na ADD e sentem-se muito gratos por isso.

    • Ronaldo Mateus on 19 de Novembro de 2020 at 14:44
    • Responder

    Está de parabéns o lobby gay das escolas de Braga, desfilaram com nota 10. Para alguma coisa serve a diversidade nesta corja de interesseiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: