Poder de Compra 33% abaixo da média da UE por causa dos salários baixos

Já fomos apanhados por países que entraram na UE em 2004, Continuamos na cauda da Europa quanto a salários diz respeito, pois dos salários advém o poder de compra. Crescemos economicamente, mas tal facto não converge com os salários. Os 0,3% de aumento para este ano não ajudam a convergência nenhuma…

 

Bruxelas alerta que crescimento português não corresponde a convergência nos salários

Num relatório de análise económica a Portugal elaborado esta quarta-feira, no âmbito do pacote de inverno do semestre europeu, a Comissão Europeia salienta que “a forte prestação económica nos últimos anos tem um impacto positivo no crescimento potencial estimado”.

“No entanto, isto não se traduziu numa convergência com os Estados-membros mais avançados, já que o rendimento ‘per capita’ de Portugal em paridade de poder de compra (PPC) permanece à volta de 77% da média da União Europeia [UE]”, assinala, por outro lado, o organismo europeu.

O relatório assinala mesmo que “este desenvolvimento difere significativamente de outras economias em recuperação”, já que “o rendimento ‘per capita’ em PPC para os dez países que se juntaram à UE em 2004 já está ao mesmo nível que Portugal, ultrapassando uma diferença de cerca de 17 pontos percentuais em 15 anos”.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/02/poder-de-compra-33-abaixo-da-media-da-ue-por-causa-dos-salarios-baixos/

1 comentário

    • Paulo on 27 de Fevereiro de 2020 at 17:22
    • Responder

    Os baixos salários em Portugal alimentam uma imensa corja de salafrários e parasitas. PS, PSD e CDS, enfim, partidos políticos, alimentam esta rede.

Responder a Paulo Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog