Horários Completos e Anuais por Agrupamento

O mapa interativo abaixo apresenta a distribuição dos horários completos e anuais pelos diferentes agrupamentos até à RR10. Há vários agrupamentos em Lisboa e Algarve com mais de 50 horários completos. Ao clicar em cada agrupamento poderão perceber em que grupos de recrutamento esses horários saíram.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2019/11/horarios-completos-e-anuais-por-agrupamentov1/

6 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Paulo Anjo Santos on 13 de Novembro de 2019 at 17:35
    • Responder

    Incrível, e depois dizem que os contratados são só para necessidades temporárias, tenham vergonha na cara! Este ano estou em Lagos, onde há dois agrupamentos. Fui ver o mapa nessa zona e vi que num entraram 75 e no outro 29. Como no agrupamento que estou há muita gente nova pensei que os 75 fossem no meu, afinal é no outro! Incrível, um agrupamento onde entram 75 professores em horário completo anual, mais os incompletos, mais os temporários, haverá alguém dos quadros de escola nesse agrupamento?! Obviamente que estou a exagerar mas como é possível gerir uma escola assim?! E como é possível que o governo possa gerir as coisas assim sem que haja grande constestação, ou sequer chamada de atenção para os casos (até porque deverá haver situações ainda piores, não vi o mapa todo).
    Neste momento o Pardal já não deve intervir muito, já passaram as eleições, já não é necessária uma campanha tão dedicada… se aparecer certamente terá uma explicação lógica e atendível para este fenómeno!

    • Pardal on 13 de Novembro de 2019 at 17:49
    • Responder


    Esta cartografia demonstra, na perfeição, a importância e a necessidade de urgentemente realizar uma revisão dos concursos e de toda a legislação associada.

    Esta cartografia mostra bem as consequências de se permitir que os docentes QZP possam através da mobilidade rumarem a Norte e deixarem as Regiões de Lisboa, Algarve e Centro com carência de professores.

    O que se passa é que os docentes contratados concorrem para os QZPs indiferentemente para arranjarem um Lugar de Quadro e depois, na mobilidade fogem para a região Norte. Isto é um problema grave, porque esta gente depois na mobilidade vai para Horários Incompletos no Norte e aufere o Vencimento por Inteiro, deixando as Regiões da Grande Lisboa e Algarve desfalcada de docentes.

    Nada melhor do que não permitir este tipo de expediente porque isto demonstra Ineficiência do Sistema e um desbaratar de Dinheiro Público.

      • Paulo Anjo Santos on 13 de Novembro de 2019 at 18:08
      • Responder

      Logo vi que o governo não tem culpa nenhuma. Então e com tantos horários completos e anuais. não estava já na altura de meterem mais gente nos quadros?! Não achas nojento e inadmissível que haja gente com 10, 15, 20 ou 30 anos no sistema que ainda seja contratado?! Mesmo que possa ter alguma razão no que dizes (sinceramente não sei, não faço como tu que falas sobre tudo como se fosses Deus) duvido que esses casos representem uma parte significativa das falhas que se verificam… o que acho é que esses casos, a existirem, são esporádicos e duvido que seja aceite alguém ficar com um horário longe de completo no norte quando é QZP no sul… de qualquer forma, se faltassem menos no sul, faltariam mais no norte, não achas?

        • Pardal on 13 de Novembro de 2019 at 18:22
        • Responder


        “…e inadmissível que haja gente com 10, 15, 20 ou 30 anos no sistema que ainda seja contratado”

        Sim!..é inadmissível e vai ser tratado durante a presente legislatura. No entanto, é bom ter presente que cada caso é um caso. Vou dar um exemplo, há colegas a leccionar vai para 5 anos, mas só possuem um ano e meio de tempo de serviço para efeito de concursos e aposentação. Portanto há que ter algum cuidado na abordagem a fazer a este problema, na medida em que isto tem implicações em múltiplas variáveis do sistema, nomeadamente no planeamento futuro dos quadros de escola.

        Claro que isto é um problema que terá que ser resolvido o mais breve quanto possível. Ninguém nega a existência do problema.

          • Paulo Anjo Santos on 13 de Novembro de 2019 at 18:35

          É lá, estavas no fundo, mais fundo não havia, e agora subiste um bocadinho na minha consideração… infelizmente não acredito que este governo vá resolver grande coisa… só resolverá parcialmente esta coisa, digna de uma ditadura, porque há já tanta gente a ficar com horários completos e anuais que muitos acabarão por entrar pela norma travão, que não foi este governo que introduziu…
          Já agora, ninguém falou em casos excecionais de professores a dar aulas há 5 anos que têm ano e meio de tempo de serviço. Eu falei sobretudo com mais de 10 anos a dar aulas, independentemente dos horários que teve (a não ser algum caso excecional) já devia ser integrado nos quadros… aliás o AC tem insistido muito em impedir que as empresas abusem dos contratos a prazo… caricato, ele faz isto com os professores, mas as empresas é que abusam!?

      • Pardaleca on 14 de Novembro de 2019 at 0:35
      • Responder

      Olha, olha! O pardal ressuscitou dos mortos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog