17 de Setembro de 2019 archive

FAQ – Período Probatório 2019/2020

 

Exmo.(a) Senhor(a) Diretor(a)/Presidente da CAP

Informo V.ª Exa. de que está disponível, a partir do dia 17 de setembro e até às 18:00 horas do dia 27 de setembro, na plataforma SIGRHE, no separador SITUAÇÃO PROFISSIONAL, um formulário eletrónico para recolha dos dados relativos aos requisitos cumulativos para a dispensa do período probatório, de acordo com a Nota Informativa e as Perguntas Frequentes em anexo.

Assim, caso no AE/ENA de V.ª Ex.ª estejam colocados docentes que ingressaram na carreira em resultado das listas de colocação no concurso externo de 2019, publicadas em julho de 2019, deverá V.ª Ex.ª aceder à plataforma SIGRHE e selecionar o separador PERÍODO PROBATÓRIO:

  1. Após selecionar o nome do docente, deverá pressionar o botão editar (ou, em alternativa, pressionar o lápis amarelo) e, para cada uma das questões apresentadas, selecionar a hipótese aplicável ao docente.
  2. Seguidamente, deverá pressionar o botão confirmar/gravar dados. Nesta fase, os dados inseridos são passíveis de alteração ao selecionar o botão modificar anterior.
  3. Para submeter, é necessário inserir a password e pressionar o botão submeter.
  4. Enquanto o formulário estiver disponível é sempre possível reverter a submissão, através da seta amarela para efetuar eventuais correções.
  5. A resposta ao formulário só se encontra concluída após a submissão de cada um dos registos.

 

 

Com os melhores cumprimentos,

A Diretora-Geral da Administração Escolar

Susana Castanheira Lopes

Download do documento (PDF, 227KB)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2019/09/faq-periodo-probatorio-2019-2020/

O Costa voltou a falar de Monodocência…

 

No debate de ontem, Costa voltou ao assunto de que não tratou em 4 anos.

Pela terceira vez nesta legislatura, segunda nesta campanha eleitoral, o primeiro ministro, falou em compensar os docentes em regime de monodocência pela sua carga horária ao longo da carreira.

Durante a legislatura em curso não houve tempo para negociar com os sindicatos este tema? Ou será que tenta deitar a mão a 35.000 votos?

Este tema chegou a ser discutido na Assembleia da Republica, através de uma petição, mas nessa altura, o principal partido que apoia este governo não se mostrou disponível a resolver esta disparidade. No programa eleitoral não se vislumbra nada sobre este assunto. As explicações também não são muitas. Não se diz o que se pensa apresentar especificamente aos sindicatos para negociar. Que solução estará o senhor primeiro ministro a construir?

Palavras leva-as o vento… e está mais que provado que, palavra dada não é palavra honrada.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2019/09/o-costa-voltou-a-falar-de-monodocencia/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog