Nos Açores a falta de Professores é um facto…

 

Para aqueles que defendem que as listas de contratados ficam cheias de candidatos interessados num lugar de colocação, digo:

Tenham juízo!

Será que não entendem que ninguém, hoje em dia, está disposto a deixar um emprego onde se aufere 600 ou 700 euros todos os meses, para trabalhar um ou dois meses a ganhar 1100€. Ainda por cima com as despesas inerentes a deslocações e habitação. Tenham juízo. Os professores das listas de não colocação, aqueles que ficam a fazer número até ao fim do ano, concorrem por descargo de consciência. Muitos até são colocados, mas não trocam o certo pelo incerto.

A idade dos sonhos tem uma altura na vida e os candidatos a professores de hoje já ultrapassaram essa idade.

Mais tarde ou mais cedo vamos assistir ao descalabre que aconteceu na década de 80 e princípios da de 90, por outras razões, mas a mesma falta de docentes. Depois, assistiremos ao que aconteceu na altura, qualquer um vendia umas aulas… até alguns acabadinhos de sair do “Liceu”.

 

Sindicato diz que há alunos sem aulas nos Açores por falta de professores substitutos

O Sindicato Democrático dos Professores dos Açores (SDPA) reivindicou a integração de mais docentes nos quadros das escolas açorianas, alegando que muitos alunos têm ficado sem aulas por falta de professores substitutos.

“Após a primeira colocação de docentes, que se provisiona no final de agosto, vai haver listas que ficam sem qualquer docente disponível para uma substituição ou mesmo para suprimir uma necessidade permanente das escolas”, adiantou, em declarações aos jornalistas, o presidente do SDPA, Ricardo Baptista, à margem de uma reunião com o secretário regional da Educação e Cultura dos Açores, Avelino Meneses, em Angra do Heroísmo.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/08/nos-acores-a-falta-de-professores-e-um-facto/

14 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Helena Félix on 3 de Agosto de 2019 at 22:25
    • Responder

    É bom que tenham bem presente na consciência que há falta de professores.
    Nunca foram uma classe unida, não têm uma ordem , enfim…. Não acontece com os juízes, ou com os médicos….É que eles podem fazer falta , mas para certas pessoas os professores não fazem assim tanta falta. É ridículo quando se fala ser necessária mais gente com habilitações superiores quando não se valoriza e despreza todos aqueles que ensinam e preparam cidadãos para o futuro.É um contra-censo.

    • Paulo Anjo Santos on 3 de Agosto de 2019 at 22:45
    • Responder

    Eu já ando a dizer isto há mais de um ano, e nem falava em relação às regióes autónomas, no continente já vai havendo falta de professores também. No Algarve, onde estou este ano, a maioria das turmas não teve TIC o ano inteiro, nem sequer tiveram avaliação no final do ano. Além disto, Geografia só em meados de outubro, ET e Inglês não tiveram dois ou três meses… e, já agora, na grande maioria dos casos, não se trata de salários de 1100 euros. A classe está muito envelhecida, a maioria dos substituídos já não tem 22 tempos letivos, pelo que os horários que vão para substituição são, na maioria dos casos, de 14, 16, 18, 20 tempos letivos, que podem corresponder a 700 a 100 mil euros de vencimento, por tempo indeterminado… há muito que digo isto, mais vale fazer contratos de 6 meses e ir trabalhar para o Pingo Doce!

      • xuxu on 4 de Agosto de 2019 at 11:02
      • Responder

      No ano passado muitos professores de Informática entraram en QZP na zona centro e sul (locais onde este ano letivo houve falta destes professores). Mas fugiram todos para o norte, graças à MI. No norte não há falta de professores de Informática, antes pelo contrário.

        • Pardal on 4 de Agosto de 2019 at 12:08
        • Responder


        Caro xuxu

        Este BLOG é representativo de um CORPORAÇÃO de gente convencida.

        Essa CORPORAÇÃO está convencida que “Há Falta de Professores”, quando na realidade HÁ EXCESSO. Devem julgar que são médicos.

        O que se verifica na verdade é que, neste momento, temos uma corporação de Gente Principescamente Paga.
        Pelas Leis de Mercado esta gente devia auferir vencimentos cerca de 30% inferiores e, mesmo assim, manter-se-ia uma bolsa de professores excedentários. Isto é sabido. Isto é do conhecimento dos responsáveis do Ministério.

        Neste momento temos:

        – cerca de 30.000 professores a contrato, os chamados “tapa buracos”;
        – cerca de 10.000 professores que se encontram em “caixas de supermercado”, a “balconistas”, a “administrativos” e até a “Assistentes Técnicos” por não encontrarem colocação como professores;
        – as Escolas Superiores de Educação, os PIAGETs e Tascas afins a despejarem cá para fora “professores de aviário”…..

        Claro que é verdade que nos próximos 10 anos se vão aposentar cerca de 30.000 professores. Pergunto eu: – e qual é o problema?….garantidamente que vamos continuar a ter excesso.

        Caro xuxu professores de informática, também designados das TIC são aos pontapés, não há falta nenhuma.

        O que se passa está relacionado com as Leis de Mercado. Se eu tenho um emprego, próximo da minha residência a auferir 650 Euros, não vou para longe preencher um horário de 6, 8, 12….horas porque isso seria trocar uma situação estável por algo que é precário.

    • Pardal on 3 de Agosto de 2019 at 23:39
    • Responder


    Gostava que me respondessem ás seguintes questões:

    1. Há falta de educadoras de infância?

    2. Há falta de professores primários?

    3. Há falta de professores de educação física e de educação visual do 2º, 3º ciclos e ensino secundário?

    4. Quantos educadores de infância e professores primários estão inscritos nos Centros de Emprego na situação de DESEMPREGADOS?

    5. Quantos professores de educação física e de educação visual do 2º, 3º ciclos e ensino secundário estão inscritos nos Centros de Emprego na situação de DESEMPREGADOS?

    6. Quantos dos docentes supracitados se encontram a “tapar buracos” e, portanto, na situação de SUBEMPREGO?

    Depois de responderem a estas questões dizer convictamente que “Há falta de Professores” deve dar direito a internamento em Hospital Psiquiátrico.

    Meus amigos!…Neste momento, não só não há falta de professores, como os que existem no mercado excedem as necessidades do Sistema.

      • Mariana on 4 de Agosto de 2019 at 16:08
      • Responder

      Para si, desde que os meninos saibam ler, escrever e contar, fazer uns bonecos e dar umas piruetas, as necessidades do Sistema estão satisfeitas. Acho poucochinho…

      • Helena Félix on 4 de Agosto de 2019 at 18:54
      • Responder

      Infelizmente é uma verdade cada vez mais frequente a situação de que fala. Há mais professores do que alunos, muita gente foi para fora do país e não voltará possívelmente. Nos centros de emprego já pouca gente se inscreve porque não solucionam as situações de desemprego.A forma política de governação tende cada vez mais a desproteger socialmente e económicamente quem precisa.Eu própria se tivesse outra idade e outras oportunidades sairia do ensino, já cheguei ao ridículo de ter de pagar para trabalhar. A política em portugal é feita para a insustentabilidade.Não temos que forçosamente ir para um hospital psiquiátrico, mas o que é certo é qu as pesoas não têm noção de que estamos na banca rota, além de não faltar muito para entrarmos numa nova crise económica.Os dinheiros inclusivé da formação,nomeadamente prodep, foi sempre como toda gente sabe para tudo menos para pagar a horas aos formadores, os banqueiros e políticos tudo fazem aos dinheiros que de fora vêem arranjando milhentas justificações para os gastos e desaparecimento do mesmo para fins que todos sabem agora pelas notícias,
      não há nem nunca houve uma verdadeira política de emprego, há demasiadas pessoas para as ofertas , o que se pode esperar? Nada, um futuro instável com precaridade de trabalho em quantidade cada vez maior e em que as pessoas nada estão preparadas para tal e muita coisa com conhecimento de causa havia para dizer, mas para já deixo apenas isto( começamos no tempo de Cavaco silva a ser iludidos pelos OTJ e Otl*ls). Quem se safou até agora safou , quem não teve oportunidade de se safar já não irá consegui-lo sendo que as maiores vítmas são aqueles que são mais pequenos e outros que estarão para vir.
      P.S.
      Falta ainda a questão das autarquias ficarem com as escolas o crivo aumenta.

    1. Ou é cego, ou paspalho! Por acaso sou de EVT, do grupo que mencionou e tenho colegas de curso que estão sem dar aulas. O 1ºciclo melhorou bastante a nível de colocações temporárias, as ditas substituições…horários anuais de Lisboa para baixo estão sempre com professor colocado…mas se acompanhar as RR verá que há centenas de docentes que todas as semanas não têm essa sorte. Não vale a pena dizer que alguns não aceitam..se isso acontecer é uma minoria praticamente insignificante! Conheço vários colegas que vão substituir 1 ou 2 meses do norte para escolas em Lisboa, Alentejo, Algarve…
      A classe docente está envelhecida…cada x mais há baixas por parte destes docentes…os horários anuais e completas continuam escassos! Mas alguém quer ter uma carreira a substituir professores por esse país fora?! É que a grande maioria dos profs substitutos são já dos 40 anos pra cima..com filhos…enfim..mais não digo, não vale a pena!

    • Enganadinha da Silva on 4 de Agosto de 2019 at 0:14
    • Responder

    Tenho tanta pena do sistema, a sério…. Ha, ha, ha….!!!!

    • pretor on 4 de Agosto de 2019 at 14:11
    • Responder

    O Rui Rio e o Pardalito acham que há profs a mais…
    Ok… Continuamos assim. Uns baseiam-se em factos outros em teorias neoliberais inspiradas em Bolsonaros e Trumps.

    É a vida.

    • Paulo Anjo Santos on 4 de Agosto de 2019 at 18:29
    • Responder

    Eu pergunto-me como é que a administração deste blog continua a deixar escrever o Pardal… uma coisa é ter uma opinião diferente, outra coisa é andar aqui a escrever o que bem lhe entende sem fundamentar nada do que diz, chegando muitas fezes a atacar diretamente alguns dos outros foristas! Já me perguntei se não fará parte da máquina do PS que faz parte da corja que tem manipulado a opinião pública nos últimos anos?!
    Eu apresentei aqui casos concretos, reais, e este artista vem para aqui com frases feitas como quem sabe tudo e mais alguma coisa… É um dado concreto, a maioria das turmas de 7º e 8º ano do agrupamento de escolas Padre António Martins de Oliveira em Lagoa, no Algarve, não teve aulas de TIC, nem sequer teve avaliação no final do ano letivo… e sei que há mais casos, mas o Pardal diz que ha´excesso de professores e que não falta nenhum… pode não faltar nenhuma no bairro dele, mas o país é grande e a realidade de umas zonas é muito diferente da realidade de outras!

      • xuxu on 4 de Agosto de 2019 at 22:19
      • Responder

      O Algarve foi uma das zonas onde abriu vagas para QZP no grupo 550, no ano passado. Ficaram lá? Consultem as listas da contratação inicial de 2017 e vejam onde está grande parte deles e dos que vincularam no 7.
      O QZP 7 também teve o mesmo problema, ou seja falta de professores de Informática quando vincularam lá dezenas. Consultem as listas e vejam quantos dessas dezenas permaneceram no QZP onde aceitaram trabalhar.

        • xuxu on 4 de Agosto de 2019 at 22:21
        • Responder

        correção
        Listas de contratação inicial de 2018

    • Alecrim Dourado on 5 de Agosto de 2019 at 11:37
    • Responder

    Em 1990 era professor quem acabasse o 12 º ano com sucesso. Bem Bom! Depois a coisa lá se foi endireitando, mas uma série de lunáticos e de várias maneiras, acabaram por conseguir destruir tudo . Desde 1997 para cá foi cada vez pior. Hoje, e da maneira que as coisas estão e com a falta de autoridade, falta de respeito pelos professores e tudo o mais, SÓ VAI PARA PROFESSOR QUEM não tiver muito boa saúde mental.

    Então os alunos não são ceguinhos e bem Vêem o que os espera se forem professores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog