O Programa do PS

… começa logo na página 6 com uma premissa errada no que respeita à Educação.

 

Na Educação, a redução da natalidade permitirá a redução do número de alunos por turma que já está programada, que deve ser tida em conta na organização da rede.

 

Porque de acordo com os dados da Pordata de 19-06-2019 a taxa de natalidade tem vindo a aumentar desde 2015. E a partir do meio da próxima legislatura já vão entrar mais alunos no ensino básico do que vão entrar em 2019/2020 e 2020/2021.

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2019/07/o-programa-do-ps-2/

7 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Xuxinha on 20 de Julho de 2019 at 22:55
    • Responder

    Neste PS não voto

    • Manuel on 21 de Julho de 2019 at 9:30
    • Responder

    É melhor votares nos defensores dos “animais”

      • Rio Mondego on 21 de Julho de 2019 at 21:00
      • Responder

      E tu que tacho tens…?

    • Cristina Gonçalves on 21 de Julho de 2019 at 11:33
    • Responder

    Lamento, mas não concordo com a sua opinião em relação à estrutura de carreira docente. Frequentadora
    deste blog, constatei que a sua posição se mantém desde 2010., e que algumas das suas propostas que apresentou estão tão próximas das do programa do governo, quanto às suas sugestões, são suas e sendo administrador deste blog, pode dizer e sugerir aquilo que lhe apetecer.
    A minha opinião de” zeca”discordo totalmente da visão vertical da carreira docente, e vou apenas realçar alguns dos aspecto : Cargos de Director e de Coordenadora de Departamento com índices remuneratórios mais altos, dispensando o complemento, e em termos de reforma, estas chefias intermédias, chegam aos escalões mais altos, então e os zecos que fazem o trabalho todo, têm em média 7 turmas ou mais, dependendo da disciplina, fazem as atas do departamento mais do de subdepartamento, organizam as atividades,, nos dias do agrupamento, as atividades são todas feitas pelos zecos, agora também temos arraiais, que começam às 18H e terminam às 22h, as quinhentas e tal mil grelhas que temos de prencher…. Diretor que tem adjuntos e muito bem, irá por isso ter uma reforma mais alta que os outros zecos? Não percebi? Só eles é que t~em direito a chegar aos mais altos índices remuneratórios? Na minha opinião, esta carreira é toda mas menos vertical, sendo assim os Diretores e coordenadores de tudo e mais alguma coisa , são os únicos que atingem esses níveis? E quanto às reformas, os zecos também vão a receber menos? A minha constatação é a seguinte, como é que um Diretor que se eterniza durante anos , conheço alguns que estiveram 20 anos no cargo de Director, e não dão aulas durante vinte anos, são mais do que os zecos que estão no terreno, com os miúdos . Já nem falo das amizades e dos compadrios, dos constantes abusos de poder, perseguições àqueles que se atrevem questionar alguma coisa, a promiscuidade das escolas e das câmaras , a famosa municipalização que está em curso,. Termino, com o que se está a passar no ensino público, Diretores que tanto proclamam a equidade, e eles próprios não o fazem. está tudo dito.
    Efetivamente, propostas e ou medidas como estas, não precisamos de inimigos.
    Colegas que se consideram acima dos outros! Como, quando, porquê? A sua coerência não mudou, «manteve-se. infelizmente vejo cada vez pior, é da idade porque estou velha!e as só ! Só agora me apercebi das suas sugestões. e da sua posição em 2010\, que fez muito bem em relembrar. Afinal a MLR contínua bem presente,,,,que tristeza….isso explica muita coisa….

    • Lelo on 21 de Julho de 2019 at 11:59
    • Responder

    Muito bem Cristina, mas não esqueça, Arlindo é o nosso visionário.
    Arlindo até conseguiu ASCENDER a Diretor.

    • Marco on 21 de Julho de 2019 at 20:31
    • Responder

    Atenção que a TN incide sobre a população absoluta. De 2005 até hoje perdemos mais de um milhão de habitantes, logo, não é claro que entrem mais alunos no sistema.

    • Alex on 21 de Julho de 2019 at 21:44
    • Responder

    Vai diminuir. Temos atualmente mais de 100 mil alunos por ano entre o 5.º e o 12.º ano. Desde de 2013 que nascem entre 80-85 mil. Significa isto que daqui a 4 anos (2023) o número de alunos do 5.º ano terá uma redução na ordem dos 15%, por ano, face aos números atuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog