Idade da reforma dos professores deve baixar? (Resultado)

A sondagem CM ainda está ativa, mas os resultados demonstram bem a opinião dos professores e do restantes leitores. É esmagadora a opinião que defende que a aposentação dos professores deve ocorrer numa idade inferior aos atuais 66 anos.

É inconcebível termos professores com mais de 60 anos a lecionar, como a isso estão obrigados, nas escolas portuguesas. As razões são muitas e conhecidas do público e dos decisores, nem vale a pena enumera-las.

Quando uma sociedade não olha para a sua escola para preparar o seu futuro, o que se poderá dizer dessa sociedade?

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2019/07/idade-da-reforma-dos-professores-deve-baixar-resultado/

18 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • J.F. on 22 de Julho de 2019 at 11:59
    • Responder

    “Quando uma sociedade não olha para a sua escola para preparar o seu futuro, o que se poderá dizer dessa sociedade?”
    – O que já temos hoje e que está em crescendo: uma escola minimalista, de muitas actividades inclusivas, sociais e culturais, que ocupa os jovens e tenta,também, servir de reformatório, um espaço de igualdades ocas e “sucesso” garantido … Quanto à questão académica: o mínimo dos mínimos que o conhecimento é perigoso – quem quiser uma boa e sólida formação académica e a possibilidade de sucesso profissional e na vida que procure (e pague) entre os bons privados (que há muitos mais)…
    Chamar Escola à escola de hoje e à que aí vem é uma aberração… chamar-lhe CDJ (Centro de Dia para Jovens) seria bem mais honesto e adequado!
    Como já disse muitas vezes somos os campeões do FAZ-DE-CONTA!
    Os professores que procuram resistir, denunciar, alertar… (na minha opinião, os professores que ainda gostam de ENSINAR e para quem a sala de aula é o seu espaço de partilha com os seus alunos) vão sendo aniquilados e há muitas formas de o fazer…

      • J.F. on 22 de Julho de 2019 at 12:03
      • Responder

      Onde se lê “…(que há muitos mais) deve ler-se “…(que há muitos maus)!!!

      • Marta on 22 de Julho de 2019 at 21:25
      • Responder

      Cheira-me a discurso de um/a político.


      1. É Cidadania…
        … a tal que, na minha opinião se ensina através do exemplo e não de palavras… mas é a tal que supostamente, muitos professores se sentem muito aptos para “ensinar” … seguem os livrinhos recauchutados das editoras, rescritos pelas mesmas de há décadas, e já está… mas o mundo é muito maior que a escolinha, o ginásio do bairro, os programas fúteis que seguem ou as sapatinhos que compraram!

    • Ana Duarte on 22 de Julho de 2019 at 12:22
    • Responder

    Concordo plenamente. Olhar a escola não é olhar para as condições salariais, reformas, etc…Olhar a escola é muito mais do que isso, o que se está a passar com a escola pública é muito grave… Se me identificasse com esta escola do faz de conta , trabalharia feliz e realizada até aos 70.

      • Maria on 22 de Julho de 2019 at 21:30
      • Responder

      Olhar a escola é dar condições de trabalho aos professores. Acabar com desigualdades, burocracias, etc.
      Não há uma profissão com tanta responsabilidade como a de professor, porque são os professores que preparam os cidadãos para a vida ativa. Será que há alguém que não concorda?

    • Lelo on 22 de Julho de 2019 at 15:56
    • Responder

    Idade de reforma baixar? Só se for em sonhos!

    • Pardal on 22 de Julho de 2019 at 18:50
    • Responder


    A idade de Reforma não irá baixar, bem pelo contrário, irá subir na medida em que a esperança média de vida também irá continuar a crescer.

    A idade de reforma, neste ano de 2019, é de 66 anos e cinco meses. Sabe-se que em 2020 continuará a ser de 66 anos e cinco meses . Porém, vai seguramente subir.

    A Idade de Aposentação dos Docentes é a mesma que para os restantes trabalhadores, sejam eles do Sector Privado ou do Sector Público.

    Tem existido um grande esforço de Convergência entre Regimes distintos (Função Pública / Setor Privado) e assim é que está correto. Não existirem distinções entre sectores.

    No entanto, o Estado dotou-se de um novo instrumento que, o sector privado, já possuía e que corresponde ao chamado Regime de Pré-Reformas a que os professores (á semelhança de outros funcionários) vão poder recorrer.


    1. Este Pardal só pode ser um boy do PS!
      Deves andar à procura de tacho.


  1. Este Pardal só pode ser um boy do PS!
    Deves andar à procura de tacho.

    • Maria Silva on 23 de Julho de 2019 at 9:00
    • Responder

    A idade da reforma deve baixar, os professores foram duplamente penalizados;
    em tempo e idade, o tempo era independente da idade.

      • Pardal on 23 de Julho de 2019 at 15:13
      • Responder


      Que eu saiba os professores não são mais nem menos que os restantes trabalhadores.

      A Idade de Aposentação é a mesma para todos os trabalhadores e neste momento situa-se em 66 anos e cinco meses.

      Isto durante muitos anos foi um verdadeiro Regabofe. Tínhamos professores primários aposentados aos 52 Anos de Idade. Não!…Isso constituiu uma valente Injustiça para com todos os outros trabalhadores.

    • José Silva on 23 de Julho de 2019 at 13:48
    • Responder

    O Pardal é um boy daqueles que são promovidos ficando à sombra da bananeira sem darem aulas.

    Cá está o PC de Nogueira pronto para nos entalar outra vez. Porque não pedem para os professores?!
    https://expresso.pt/politica/2019-07-23-Eleicoes.-PCP-quer-estatuto-de-desgaste-rapido-para-trabalho-por-turnos-e-noturno

    • Maria Silva on 23 de Julho de 2019 at 16:16
    • Responder

    O “pássaro” é um infiltrado, disfarçado de professor, porque um professor não fala assim….

      • Pardal on 23 de Julho de 2019 at 18:26
      • Responder


      Só não fala assim quem for mentecapto. Esses não falam assim porque não raciocinam e apenas olham para o seu umbigo.

      Minha cara amiga, a Idade de Aposentação deve ser igual para todos os Trabalhadores com excepção das profissões de desgaste rápido ou que, eventualmente, possuam outras condicionantes de que são exemplo os mineiros, os controladores de tráfego aéreo, as forças de segurança, os militares….

      Essa dos professores primários terem um trabalho muito duro e coisas idênticas, não cola. É como lhe digo, isto foi um Festim com essas professoras a reformarem-se aos 52 anos de idade. Uma anarquia, uma bandalheira sem nexo.

    • Maria Silva on 25 de Julho de 2019 at 14:46
    • Responder

    Há um ” pássaro ferido”, em que uma dita ” professora primária” não quiz ouvir o seu chilreio.

    • Maria on 26 de Julho de 2019 at 14:38
    • Responder

    Exato! A idade da Reforma deve ser realmente igual para todos os Trabalhadores! É curioso! O que dizer então dos nossos queridos deputados? Reformam-se aos 66? Recebem a reforma a que têm direito apenas aos 66 anos de idade?! Subvenções vitalícias? Parece que quando convém ninguém se lembra disso…
    E quanto a profissões de desgaste rápido… ainda não (quiseram) perceber que a profissão de professor é de desgaste intelectual intenso? E que esse, como sabemos, é bem mais grave do que o desgaste físico? Gostava tanto que aqueles pais que se queixam que o filho, ou os poucos filhos que têm, os deixam de rastos e os esgotam, pensassem como seria se em vez de um ou dois ou três, tivessem trinta por hora, como os professores. Um sonho! Não acham?

    Há muita inveja na praça! O curioso é que efetivamente a profissão de professor esteve e está aberta a quem quer nela fazer carreira. Porque será então que quem tanto fala contra os professores e diz que essa é que é uma boa profissão, que essa é que é uma boa vida, não concorre para ser professor?! E porque será que em alguns cursos já não há alunos a quererem ser professores? Afinal, essa é que é a boa vida, certo? Contradições…

    • Maria on 30 de Julho de 2019 at 23:15
    • Responder

    Faço minhas as tuas palavras.Realmente quem não considera a profissão de professor como profissão de desgaste rápido está mesmo muito por fora do que é a vida de professor . Gostava de os ver a desempenhar essa função para constatarem o “tão fácil que é”. A maioria dos passarinhos ficava sem pio em pouco tempo e
    mudaria de opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog