Temos Pena #eunaovotops

Foram várias as vezes que António Costa se referiu aos professores como “temos pena”.

No dia 5 de outubro de 2018, vídeo do livresco após a manifestação de professores em Lisboa e mais recentemente no dia 6 de maio de 2019 na entrevista que deu à TVI.

Se for esta a resposta de todos os professores, no fim veremos quem tem pena.

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2019/05/temos-pena-eunaovotops-2/

36 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Professora on 12 de Maio de 2019 at 22:05
    • Responder

    Nem PS, nem PSD, nem CDS, nem CDU, nem BE, nem PAN. Nenhum dos que já esteve na assembleia ou no governo terá o meu voto.

    CDU e BE estiveram lá 4 anos e não conseguiram resolver um ÚNICO ASSUNTO em relação à carreira dos professores: nem a contagem do tempo de serviço, nem aposentação, nem redução do horário de trabalho, nem uma gestão democrática. Não chega dizerem que estão ao lado dos professores. É preciso passar das palavras aos atos. De solidariedade só de palavras estamos cheios.

    E não me venham com a desculpa que não faziam parte do governo, porque apoiavam-no na Assembleia. Aprovaram QUATRO, repito QUATRO orçamentos em que NADA constou em relação à melhoria das condições da carreira docente. Os professores não são uma prioridade para esta gente.

    Portanto, BASTA! Votarei num dos pequenos, só para não me abster ou votar nulo ou em branco que parece que dá força aos de sempre. Temos pena! A sério que tenho pena que não vivamos num país governado por gente séria.

      • Manuel. on 12 de Maio de 2019 at 23:48
      • Responder

      Apoiado!

    • Mondego on 12 de Maio de 2019 at 22:22
    • Responder

    Voto escrevendo Sou Professor


    1. Não faça isso. Informe-se das consequências de votos nulos ou brancos.


  1. Eu não voto PS, temos pena… e acrescentaria: quem se mete com os professores leva!


  2. Eu não voto PS. Temos pena!

    • Ti'Amelia on 13 de Maio de 2019 at 1:07
    • Responder

    Decisão Tomada! A partir de agora só voto no PUDERA – Partido dos Utilizados, Desrespeitados, Enganados, Roubados e Abandonados, que terá de ter cor Preta.

    • Rio Dão on 13 de Maio de 2019 at 9:16
    • Responder

    Não voto Ps. Temos pena

    • alecrim dourado on 13 de Maio de 2019 at 10:35
    • Responder

    Os Professores Socialistas votam, garantidamente, no PS , quer vejam ou não, contado o seu tempo de serviço. Os alunos dos Professores Socialistas votam no PS , ou, se não votarem, algo está mal . Os outros Professores ou votam, acertadamente, no PS ou despedissem o voto em quem quiserem.

    • Marmelo on 13 de Maio de 2019 at 10:58
    • Responder

    Para a generalidade dos docentes da carreira até pode ser óbvio… Mas não sei se para a maioria dos contratados (os chamados “candidatos a professores”), tantas vezes ignorados pelos sindicatos, e mesmo se para alguns dos recém vinculados é assim tão óbvio:

    1) Eliminação da PAC, a prova de acesso que teve a conivência de muitos sindicatos e dos professores vigilantes;
    2) Fim da Bolsa de Contratação de Escola e quase eliminação da importância da contratação de escola, pela inclusão das escolas TEIP e de contrato de autonomia no concurso nacional – Uma reversão que só pecou por ser tardia tantos eram os atropelos na lista graduada;
    3) Vinculação extraordinária de 10.000 docentes e respetivo reposicionamento;
    4) Alargando da vinculação ordinária aos docentes com 3 contratos anuais sucessivos;
    5) Fim da 2ª prioridade dos docentes provenientes de escolas privadas com contrato de associação no concurso nacional;

      • alecrim dourado on 13 de Maio de 2019 at 13:34
      • Responder

      SE nem tudo é bom a maioria das ações do PS são sempre positivas. Saibam que onde o PS não chega mais ninguém consegue chegar. Por isso, nem esquerdalha nem direitalha , mas sim o PS ali mesmo no CENTRO com um Governo laico e com todos ou quase todos ,os Portugueses, crentes e/ou Católicos. A LOUVAR NOSSA SENHORA, RAINHA DE PORTUGAL , hoje , a 13 de maio e sempre nos restantes dias.

        • Filipe on 14 de Maio de 2019 at 9:18
        • Responder

        Concordo plenamente com o alecrim dourado. Para os candidatos a professor esta geringonça foi o melhor governo que tivemos. Eu sou candidato a professor há 20 anos.

      • Bético on 13 de Maio de 2019 at 20:29
      • Responder

      Concordo plenamente.
      Não fora a geringonça e nunca teria vinculado. No entanto, não concordo com algumas posições que metem todos os partidos no mesmo saco. BE e PCP defenderam os docentes e restantes classes como ninguém. Até mesmo na votação final do diploma votaram contra (a posição do PSD, CDS e Nogueira). Eu sei em quem votar e acho que a fenprof deveria rever a manutenção do seu líder.


  3. Temos mesmo pena. Como dizia o outro, PS jamais!!

    • Sílvia on 13 de Maio de 2019 at 11:22
    • Responder

    A pensar nos meus filhos e no país que desejo para eles, obviamente que só posso votar no PS.

      • Sílvia on 13 de Maio de 2019 at 16:23
      • Responder

      Após algumas horas, deixei de ter acesso a este blog a partir do meu computador. Não quero acreditar que o Arlindo, ou alguém por ele, me possa interditar só por ter afirmado que votaria PS.

    • Mário Gonçalves on 13 de Maio de 2019 at 12:13
    • Responder

    Não voto no PS, ninguém da minha família vota PS, os meus colegas não votam PS, irei influenciar quantos puder para não votarem PS.

    • pedro on 13 de Maio de 2019 at 13:05
    • Responder

    Uma coisa é certa, o 1º Ministro não mentiu aos professores e não cria ilusões. Salários é uma despesa permanente e as contas de Portugal têm de estar certas para mantermos os juros da dívida baixos


    1. Contas certas? à custa dos desgraçados dos professores? E a lei? Não é igual para todos?
      Contas certas! Fala com o Berardo e com o teu querido amigo Sócrates.
      Realmente!

      • Mário Gonçalves on 13 de Maio de 2019 at 13:57
      • Responder

      Já acabar com as P,P,P; injectar milhões e milhões na banca; ter pertencido a um governo que destruiu a CGD são tudo migalhas e que mantêm Portugal nos carris! Vou-lhe dizer mais: a questão da carreira é muito importante mas o que mais me irritou, a mim a colegas que já estão no topo da carreira e não vão ganhar nada com esta luta, foi a sobranceria; a campanha orquestrada; a chantagem; a falta de uma única palavra de apoio à classe, bem pelo contrário, do primeiro ministro e de todo o ME… Esta atitude ABSOLUTAMENTE LAMENTÁVEL, só tem paralelo nos tempos de MLR, Valter Lemos e companhia… Este desprezo e hostilidade aos professores não é novidade, infelizmente, parece que faz parte do ADN político desta gente… temos pena|

      • Isabel on 13 de Maio de 2019 at 16:35
      • Responder

      As contas só têm que estar certas no continente e nas ilhas pode-se gastar à custa dos nossos impostos??? Não somos todos professores de PORTUGAL?? E os que entraram depois do congelamento não têm o tempo contado??? Que se passa com alguns professores, têm algo a tapar-lhe os olhos??


  4. Eu não voto PS.


  5. Sílvia, deixe-me adivinhar… pertence à família PS logo o seu tacho é um cargo no governo, ou numa autarquia, ou numa PPP, ou no banco do regime(CGD) ou também tem um empréstimo do amigo do Sócrates. Já percebemos…

    • Sílvia on 13 de Maio de 2019 at 18:24
    • Responder

    O meu “tacho” é lecionar na escola pública há 37 anos. Pertenço à família da esquerda liberal e estou cansada de aturar energúmenos como tu.

      • Mariana on 13 de Maio de 2019 at 19:16
      • Responder

      Então a colega é masoquista, gosta de apanhar…
      Sou professora há 41 anos, estou a meses da reforma e PS nunca mais…


    1. O energúmeno está cansado disto:
      https://www.sabado.pt/portugal/detalhe/testemunho-explosivo-incrimina-ex-ministros-nas-ppps?ref=HP_DestaquesPrincipais

      A ti e os teus filhos não incomoda? Que masoquistas!!!

    • Maria Fernandesl on 13 de Maio de 2019 at 19:01
    • Responder

    Sou professora há 39 anos e com 63 de idade. Não vou votar PS!

    • Alberto Matos on 13 de Maio de 2019 at 19:30
    • Responder

    Sou professor.
    Não quero saber de etiquetas do género «direita», «centro», «esquerda», «liberal», «populista» nem de qualquer partido do sistema que tenha lugar cativo no Parlamento nacional ou europeu. Nem mesmo de presidentes mediáticos que concordam tacitamente com o «statu quo»
    Aos políticos só os move um objetivo: lutar pelo seu êxito e dos seus famíliares (do género da linguagem da Sílvia)… Admiro quem escreve o seu nome completo e não se esconde atrás de algum «nickname».

    Procuro partido que defenda o bem comum que coloque a ética acima de interesses mesquinhos (pessoais, familiares, ideológicos, religiosos ou de classe…)

    Não sei em quem vou votar.
    Não voto em PS, PSD, CDS, BE, PCP, VERDES, MPT, PDR (devo ter esquecido algum!..)
    Não vou votar branco nem nulo para não favorecer o sistema instalado.
    Mas sei que vou votar…

    • Dionísio on 13 de Maio de 2019 at 19:35
    • Responder

    Dhasss… PS? Temos pena! PSD? Temos pena (votei 34 anos nestes…nunca mais, temos pena)!! CDS? Temos pena!! À falta de um palhaço (por exemplo, Joe Berardo ou Herman José), votarei PCP (nunca imaginei escrever isto)!! TEMOS PENA!!

    • Maria on 13 de Maio de 2019 at 20:26
    • Responder

    Tenho pena que a sua esposa tenha tido a reforma antes e esteja a “gozar” com o resto dos colegas!
    Tenho pena que se diga socialista e precise de 11 motoristas que recebem mais do que eu!
    Tenho pena dos professores que o ensinaram a ler e a escrever… porque o seu respeito por eles é nulo para não dizer que os deve odiar!
    Tenho pena mas não voto em quem estragou a minha vida, a vida dos meus colegas e da minha família!
    Como dizia o poeta – “Não sei por onde vou, não sei para onde vou… Sei que não vou por aí!”


  6. A classe política devia ter os nossos ordenados e avaliações anuais.
    Deviam levar com congelamentos, escalões e anos de contrato até mais não.
    Motoristas e ajudas de custo ZERO!

    • alecrim dourado on 14 de Maio de 2019 at 0:13
    • Responder

    O dinheiro não têm importância mas as pessoas têm muita. Morre-se fica tudo. Vale pouco a pena andar com muitas ilusões.

      • Mário Gonçalves on 14 de Maio de 2019 at 12:54
      • Responder

      Aprendeu esse desapego e frugalidade com o saudoso primeiro-ministro Sócrates… Certo?


  7. Porreiro pá! Votem em liberfade democrática.
    Há quem goste de ser maltratado, chamamos a isso masoquismo. Eu tenho pena mas não voto em quem diz ter pena mas não tem sentido de justiça. Não revela respeito pelos professores. Não cumpre a constituição, considerando as carreiras gerais e não as ditas especiais. Continua a financiar a banca e os berardos… tenho pena, mas o ps, para mim, não é um clube de futebol ou uma religião em que tenha obrigações a cumprir da minha parte (nem teria nesses casos)! Não gosto e não votarei neles, votarei contra eles… temos pena.


  8. Como dizia o colgea de partido, porreiro pá! Votem em liberfade democrática.
    Há quem goste de ser maltratado, chamamos a isso masoquismo. Eu tenho pena mas não voto em quem diz ter pena mas não tem sentido de justiça. Não revela respeito pelos professores. Não cumpre a constituição, considerando as carreiras gerais e não as ditas especiais. Continua a financiar a banca e os berardos… tenho pena, mas o ps, para mim, não é um clube de futebol ou uma religião em que tenha obrigações a cumprir da minha parte (nem teria nesses casos)! Não gosto e não votarei neles, votarei contra eles… temos pena.

    • Rui Filipe on 14 de Maio de 2019 at 13:48
    • Responder

    Um partido vale pelo conjunto dos seus atos. Depois de maltratar tanto os professores, não se pode votar no PS.

Responder a Mondego Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog