“Não há baixas fraudulentas.”

 

“Se provarem o contrário façam queixa à Ordem dos Médicos. Força, estou à espera”

Esta é a reação do bastonário da Ordem dos Médicos.

 

“Não há baixas fraudulentas.” Ordem dos Médicos recusa atestados falsos na Educação

“Uma coisa é dizer que o doente já não precisa de baixa, que a pessoa que foi visitado pela junta [médica] naquele momento já não precisa de baixa e pode ir trabalhar, outra coisa é dizer que existem baixas fraudulentas.”

“Não sabemos se as baixas são de curta ou longa duração, que tipo de baixas estamos a falar, se estamos a falar de doenças objetiváveis através de exames, como doenças oncológicas, por exemplo, ou de depressões.”

 

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2018/09/nao-ha-baixas-fraudulentas/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: