2 de Agosto de 2018 archive

O bê-á-bá da Gatunagem

Bancos ganharam 733 milhões de euros em comissões bancárias – O Jornal Económico

A Caixa Geral de Depósitos, o Millennium bcp, o Santander Totta e o BPI registaram um aumento de 9% no montante arrecadado em comissões e serviços bancários na primeira metade do ano, face ao período homólogo.

 

A Caixa Geral de Depósitos (CGD), o Millennium BCP, o Santander Totta e o BPI ganharam 733 milhões de euros em comissões bancárias no primeiro semestre de 2018, de acordo com os valores divulgados nos mais recentes relatórios e contas.

Os quatro bancos registaram um aumento de 9% no montante arrecadado em comissões e serviços bancários na primeira metade do ano, quando comparado com o período homólogo do ano passado.

Os cálculos constam da edição desta quinta-feira do “Correio da Manhã” (CM) e mostram que os valores cobrados aos clientes em comissões bancárias subiram 58 milhões de euros entre os primeiros seis meses de 2017 e os primeiros seis meses de 2018.

O BCP foi a instituição que arrecadou a maior fatia, com 234 milhões de euros. Seguiu-se o Santander (184,4 milhões de euros), a CGD (180 milhões de euros) e o BPI (134,6 milhões de euros).

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2018/08/o-be-a-ba-da-gatunagem/

Escolas aguardam luz verde para contratar os 500 funcionários prometidos

Escolas aguardam luz verde para contratar os 500 funcionários prometidos | Educação | PÚBLICO

Filinto Lima disse esperar “que nos próximos dias sejam libertadas as 500 vagas para que, idealmente, em Setembro as escolas estejam a funcionar normalmente”.

 

O representante dos directores escolares alertou nesta quinta-feira o Ministério da Educação que falta cerca de um mês para o início das aulas, mas ainda não há autorização para contratar os 500 funcionários prometidos.

O presidente da Associação Nacional de Directores de Agrupamentos e Escolas Públicas (Andaep), Filinto Lima, contou à Lusa que os directores estão a aguardar a concretização da promessa feita no ano passado pelo ministro Tiago Brandão Rodrigues.

No passado ano lectivo, o ministro da Educação anunciou o reforço de mais 1500 assistentes operacionais, sendo que meio milhar começaria a trabalhar no ano lectivo que começa em Setembro.

Continue a ler

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2018/08/escolas-aguardam-luz-verde-para-contratar-os-500-funcionarios-prometidos/

Entrevista de André Pestana, professor e porta-voz do S.TO.P ao EDUCARE.PT

“A classe docente está farta da luta mansinha” » Educare – O Portal de Educação

O S.TO.P. – Sindicato de Tod@s @s Professor@s é a mais recente estrutura sindical do setor educativo. Quer fazer diferente e continua na luta. “Enquanto tivermos profissionais da educação desconsiderados, ultraprecários, desvalorizados dificilmente poderemos garantir as melhores condições de aprendizagem que as nossas crianças e jovens precisam e merecem”, refere André Pestana, professor e porta-voz do S.TO.P, nesta entrevista ao EDUCARE.PT.

Continue a ler

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2018/08/entrevista-de-andre-pestana-professor-e-porta-voz-do-s-to-p-ao-educare-pt/

Já Prevejo os Efeitos Nefastos Deste Aumento da MPD

… para o Centro e Norte poucas colocações em Mobilidade Interna vão surgir.

A atribuição de componente letiva aos docentes colocados em Mobilidade Por Doença (muitos deles recentemente vinculados ao QZP7) vai reduzir a quase zero as colocações dos professores que habitualmente ficam colocados no centro e no norte.

E ao grupo de lesados de 25 de agosto vai surgir de certeza um outro grupo de lesados pelas inúmeras colocações da MPD.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2018/08/ja-prevejo-os-efeitos-nefastos-deste-aumento-da-mpd/

Educadores de infância estão entre os mais velhos da classe docente

Educadores de infância estão entre os mais velhos da classe docente

Últimos dados da DGEEC dão conta que 45% dos professores em exercício têm 50 ou mais anos. Há 17 anos esta proporção estava nos 18,3%.

Quase metade dos educadores de infância que estão no activo têm 50 anos de idade ou mais, o que faz deles o segundo grupo mais envelhecido da classe docente. Este é um dos retratos apresentados pela Direcção-Geral da Educação e Ciência (DGEEC) na sua publicação anual Educação em Números, que foi recentemente divulgada.

O envelhecimento da classe docente em Portugal, que em média é maior do que a registada nos outros países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), tem sido apontado por investigadores e sindicatos como um dos principais problemas da educação.

Os dados da DGEEC mostram que a percentagem de educadores de infância com 50 ou mais anos de idade passou de 7,6% em 2000/2001 para 48,8% em 2016/2017. É o maior aumento registado neste período, mas em todos os ciclos de escolaridade o peso daquele grupo etário teve um crescimento significativo: no 1.º ciclo passou de 20,8% para 35,6%; no 2.º ciclo de 24,5% para 49,6% (é este o grupo mais velho); e no 3.º ciclo e secundário, que é mais numeroso, subiu de 15% para 45,2%.

No conjunto dos docentes do ensino não superior a proporção dos que têm 50 ou mais anos de idade passou de 18,3% para 45%, enquanto em sentido inverso o peso dos professores com menos de 30 anos desceu de 17% para 1,65%. No 3.º ciclo e secundário só 0,8% estão neste grupo.

(…)

Continua aqui:

Educadores de infância estão entre os mais velhos da classe docente | Educação | PÚBLICO

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2018/08/educadores-de-infancia-estao-entre-os-mais-velhos-da-classe-docente/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog