19 de Julho de 2018 archive

Concurso Interno R.A. Madeira – Listas Provisórias

 

Lista provisória dos candidatos admitidos ao Concurso Interno – Região Autónoma da Madeira.

 

Concurso Interno – Madeira – Lista Provisória (pdf)

 

 

 

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2018/07/concurso-interno-listas-provisorias-r-a-madeira/

Cartoon do dia – Os docentes não vão permitir… que tal aconteça! – SDPA

 

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2018/07/cartoon-do-dia-os-docentes-nao-vao-permitir-que-tal-aconteca-sdaa/

“Se o PS compra esta tralha teremos um Bloco Central no pior sítio onde ele pode existir, que é a justiça”

CONTINUA AQUI:

O paraíso da impunidade – Eduardo Dâmaso – SÁBADO

 

PS:

A ler também

Justiça. O teste de algodão de Rui Rio – Observador

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2018/07/se-o-ps-compra-esta-tralha-teremos-um-bloco-central-no-pior-sitio-onde-ele-pode-existir-que-e-a-justica/

Deputados analisam 16 medidas para melhorar qualidade das refeições escolares

Os deputados parlamentares vão analisar hoje 16 medidas relacionadas com a alimentação escolar, tais como o fim de refeições com carne processada ou da distribuição de leite achocolatado para os mais novos.

Depois de um ano letivo que começou envolto em polémica no que toca à qualidade e quantidade das refeições escolares, o ano termina com o parlamento a debruçar-se novamente sobre o assunto: para a sessão plenária de hoje está agendada a discussão de uma petição com cerca de 14 mil assinaturas, cinco recomendações ao Governo e dez projetos de Lei.

A petição defende que as autarquias, que são responsáveis pela alimentação das crianças dos jardins-de-infância e escolas de 1.º ciclo, devem ter liberdade para aumentar o valor pago por cada refeição, deixando de estar limitadas às determinações do Orçamento do Estado.

A petição, cujo primeiro signatário é o vereador da Educação da Câmara Municipal de Cascais, defende também que as autarquias possam celebrar protocolos locais com instituições de solidariedade sociais ou outras entidades.

Também preocupados com a alimentação das crianças e jovens, os deputados do Partido Animais e Natureza (PAN) e do Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV) são quem defende mais mudanças: O PAN apresenta três projetos de lei e duas recomendações ao Governo e o PEV apresenta quatro projetos de lei e uma recomendação.

Continue a ler

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2018/07/deputados-analisam-16-medidas-para-melhorar-qualidade-das-refeicoes-escolares/

Dos Maias e Das Metas Curriculares

“Os Maias ”deixam de ser de leitura obrigatória no secundário | Educação | PÚBLICO

Nas aprendizagens essenciais para Português do ensino secundário, que irão substituir as metas curriculares, refere-se apenas que os alunos devem ler um romance de Eça de Queirós, à escolha do professor. Também na disciplina de História há conteúdos que vão desaparecer das aulas.

As obras de Eça de Queirós Os Maias e A Ilustre Casa de Ramires vão deixar de ser de leitura obrigatória no ensino secundário. É esta a proposta contida nas chamadas aprendizagens essenciais para a disciplina de Português do 10.º, 11.º e 12.º ano.

Estes documentos estão em consulta pública até 27 de Junho na página da Direcção-Geral da Educação. A partir do próximo ano lectivo, as aprendizagens essenciais vão substituir as metas curriculares aprovadas por Nuno Crato. A sua aplicação, que já foi estreada nas 230 escolas integradas no projecto-piloto da flexibilidade curricular, começará pelos anos iniciais de ciclo (1.º, 5.º, 7.º e 10.º).

Apesar de insistir que os programas das disciplinas continuam em vigor, o Ministério da Educação indicou ao PÚBLICO que os exames vão passar a avaliar “o que está disposto nas aprendizagens essenciais”. O que acontecerá já em 2019/2020 para os alunos do 11.º ano.

Segundo o ministério, as aprendizagens essenciais, que foram elaboradas pelas associações de professores, visam colmatar as dificuldades colocadas pela “extensão” dos programas curriculares em vigor e como esse objectivo “procurou-se identificar, disciplina a disciplina e ano a ano, o conjunto essencial de conteúdos, capacidades e atitudes” que os alunos devem dominar.

“Há uma diminuição das obras propostas para leitura, que coexiste com o alargamento das opções que podem ser tomadas pelos professores”, confirma a presidente da Associação de Professores de Português (APP), Filomena Viegas. No caso do 11.º ano, por exemplo, em vez de se referir, como até agora, que a obra de Eça de Queirós deve ser escolhida entre Os Maias ou A Ilustre Casa de Ramires aponta-se apenas que os alunos têm de ler uma obra deste autor.

Continue a ler

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2018/07/dos-maias-e-das-metas-curriculares/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog