«

»

Jan 11 2018

Imprimir Artigo

FNE – Reposicionamento de carreira e criação do grupo de recrutamento da Língua Gestual Portuguesa

Comentários

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2018/01/fne-reposicionamento-de-carreira-e-criacao-do-grupo-de-recrutamento-da-lingua-gestual-portuguesa/

  • Paulo

    Mais do mesmo
  • Remédio Santo

    Espero que os sindicatos tenham a coragem de não deixar cair o processo que há mais de dois anos entrou nos tribunais para resolver o assunto do reposicionamento! Já são muitos milhares de Euros a arder durante estes anos, à espera da publicação da portaria de regulamentação. Só transparece a MÁ FÉ…
    • violante silva

      Colega,
      Estamos a ser humilhados. Este projeto é um enxovalho!
  • liberto liberalis

    Senhor professor João Dias da Silva, quero lembrar que há muitos milhares de professores que serão ultrapassados porque o seu primeiro escalão foi o 151, enquanto estes vinculados pós 2011 têm como primeiro escalão o 167. Os vinculados pré 2011 estão a ser prejudicados, ultrapassados em 4 anos (coisa pouca lhe parece, não é?).
    • António

      Concordo, somos milhares os que estamos prejudicados pela alteração de escalões da Maria de Lurdes Rodrigues, mas pouco importa aos sindicatos. Será difícil explicar como é que os vinculados após 2011, com zero anos descongelados no índice 167 passam para o 2º escalão enquanto os que vincularam entre 2000 e 2009 ficam no 1º.
      Aplicando a lei por iguala todos, não há um único docente integrado após 2011 em condições de progredir, pelo mesmo motivo apresentado aos outros docentes de quadro mais antigos, ainda não terem os 4 anos com o índice 167, é inconstitucional.
  • Pires

    Os sindicatos só se preocupam com os escalões mais elevados. Pois, a copula está toda lá.
    • A

      Deve ser para rir… os sindicatos só se preocupam com os extraordinários… será que está a par das reivindicações da FNE e FENPROF desde 2013?!?!? Não sabe que o reposicionamento na carreira é para os que entraram após 2011 propositadamente?!?!?!
      • Pires

        Estou de acordo, contigo. Uma parte destes extraordinários foram indivíduos que passaram pelos colégios com muito tempo de serviço e por isso vão ser os beneficiados. Eu entrei nos quadros em 2001 e vou ver colegas que entraram em 2011 ou depois com o mesmo tempo de serviço que eu ou menos a irem para o 3.º escalão a 1 ano do quarto e eu tenho que fazer mais um ano para aceder ao 3.º escalão. Onde estão os sindicatos? Só falam no 5.º, 7.º e 9.º escalões!!! Maior injustiça que os colegas que estão na mesma situação que a minha não existe!!
        • Carlos Alberto

          Esta é a verdadeira imagem da classe de professores em Portugal. Só se preocupam com o que vai acontecer com os outros. Cambada de invejosos que só querem o seu próprio bem e não o de toda a classe. Que independentemente do que acontece com o seu caso em particular esquecem os atropelos à lei que vão ser cometidos com este reposicionamentos. Estes que tanto “choram” com certeza que logo que entraram na carreira foram posicionados no escalão devido por lei. Ganhem juízo e não sejam mesquinhos.
        • Pires

          Achas justo! Parabéns! Acho-te muito inteligente! Mesquinho!! Só se fores tu?
        • Maria João

          Também há uma pergunta que eu gostava de ver respondida: é o caso do reposicionamento dos colegas do índice 272 para o índice 299, já que, como não é uma progressão não deveríamos estar sujeitos ao pagamento às pinguinhas mas receber por completo a diferença salarial ente o índice 272 e o índice 299 e que é cerca de 245€.
        • Pires

          Entraste pela porta do cavalo!!1
        • cila

          O Carlos está certíssimo. São mesmo uma cambada de invejosos, pois quando vincularam foram logo posicionados no escalão correspondente a seu tempo de serviço, incluindo o tempo adquirido ANTES da profissionalização. Veja o ridículo, melhor, veja o umbiguismo: reclamam do facto dos colegas que vincularam depois de 2011 virem também a usufruir do mesmo direito. Pior, dizem que esse “direito” é injusto, por vai levar a ultrapassagens. ESQUECEM-SE que muitas desses pessoas, embora tenham entrado depois de 2011 para os quadros, têm bem mais tempo de serviço do que elas. Dizer que são “mesquinhos” é, no meu ponto de vista, um elogio que faz a essa “gentalha”.
  • Paulo

    E quando publicam a tal portaria a que se refere o n.º 3 do artigo 36.º do ECD? Pois… é que antes da publicação, vai-se adiando a coisa…
Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog

Este site utiliza cookies para ajudar a disponibilizar os respetivos serviços, para personalizar anúncios e analisar o tráfego. As informações sobre a sua utilização deste site são partilhadas com a Google. Ao utilizar este site, concorda que o mesmo utilize cookies. Mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Fechar