Novidade do Ano – Aceitação da Mobilidade por Doença 2017/2018

Espero que esta novidade, em período de férias dos docentes, não inviabilize a sua Mobilidade por Doença para o agrupamento onde foram colocados no caso de não aceitação.

 

 

Mobilidade por doença 2017/2018 – Aceitação

 

 

Aplicação disponível até às 18:00 horas de dia 22 de agosto de 2017 (hora de Portugal continental).

 

 

 

Entrar na aplicação SIGRHE aqui

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2017/08/novidade-do-ano-aceitacao-da-mobilidade-por-doenca-20172018/

60 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • João on 18 de Agosto de 2017 at 14:20
    • Responder

    Boa tarde, daqueles que reclamaram por indeferimento da MPD, alguém já recebeu resposta do ministério relativamente à sua reclamação?

      • Francisca on 18 de Agosto de 2017 at 17:38
      • Responder

      Eu esqueci a assinatura, recorri e ainda estou à espera.

        • João on 24 de Agosto de 2017 at 18:25
        • Responder

        aconteceu o mesmo comigo, esquecimento da assinatura. A colega já recebeu alguma resposta do ministério?

      • Maria Nunes on 18 de Agosto de 2017 at 18:22
      • Responder

      Ainda não recebi resposta, igualmente.

    • Inspecção on 18 de Agosto de 2017 at 14:38
    • Responder

    .
    Devem ser aos MILHARES os pedidos de MOBILIDADE porque não existe FISCALIZAÇÃO.

    No dia em que existir FISCALIZAÇÃO e PENAS DE EXPULSÃO da FUNÇÃO PÚBLICA , os pedidos de mobilidade baixam 85%

    A Inspecção Geral de Educação e Ciência (IGEC) e as JUNTAS MÉDICAS chamem esta maralha e verifiquem da idoneidade dos respectivos pedidos.
    .

      • João on 18 de Agosto de 2017 at 19:36
      • Responder

      85%???? Como chegou a estes números? Com tanta inteligência um dia destes vai trabalhar para a NASA. A sua cabeça, com os seus raciocínios já não é deste planeta, já deve estar em Marte.

      • Cat Pinoquio on 18 de Agosto de 2017 at 20:26
      • Responder

      Quem é covarde aqui —

        • Inspecção on 18 de Agosto de 2017 at 21:27
        • Responder

        .
        enfias-te o barrete?

        existir FISCALIZAÇÃO e PENAS DE EXPULSÃO da FUNÇÃO PÚBLICA para os casos FRAUDULENTOS
        .

          • Lena on 21 de Agosto de 2017 at 23:43

          Enfiaste, homem !!!! é assim que se escreve…

      • Fátima Carvalho on 20 de Agosto de 2017 at 17:43
      • Responder

      Nem mais. Em vez de falar, denuncie o que acha ilegal.

        • Inspecção on 20 de Agosto de 2017 at 18:04
        • Responder

        .
        Não tenha duvidas nenhumas que o vou fazer e se for o caso vai para a Comunicação Social para que toda a sociedade possa perceber o que se passa.

        Deixe começar o Ano Lectivo.

    • Ana on 18 de Agosto de 2017 at 14:44
    • Responder

    Isto da MPD serve como escape para uma gaja ficar colocada perto de casa. É uma maravilha.

    Basta ter um médico amigo ou um familiar qualquer idoso mas que nem mora na mesma casa para brincar à MPD.

    Uma fantochada que devia ser alvo de uma rigorosa inspecção.

    Quando acabarem com esta palhaçada, paga o justo pelo pecador.

    Tudo isto é uma vergonha. Mas deste desgoverno, nada há a esperar.

      • Orquidea Selvagem on 18 de Agosto de 2017 at 15:04
      • Responder

      Desejo-lhe o que me calhou a mim. Dois tumores mamários, um na pele e outro nos ossos.

        • Inspecção on 18 de Agosto de 2017 at 15:40
        • Responder

        Tadinha….eu desejo que tenhas 10 Tumores e que morras o mais depressa possível

          • Carlos Bico on 18 de Agosto de 2017 at 18:03

          És mesmo um grande filho da …… mas como sou educado não o digo. Espero que não venhas a ter estes problemas…. Quem pede MPD é por necessita dela infelizmente…

          • Inspecção on 18 de Agosto de 2017 at 18:35

          .
          Ó “bico” és muito educado, meu grande parolo.

          Eu também sou muito educado e não quero insultar a XXXX da tua MÃE.

          Não escrevas sobre o que não sabes.

          Quem não deve, não teme.
          .

          • Fátima Carvalho on 20 de Agosto de 2017 at 17:46

          Perdeu toda a razão.

          • Nuno Barata on 19 de Agosto de 2017 at 11:46

          Todas as doenças contempladas no despacho são muito graves e incapacitantes. Não acredito que haja tanta gente com problemas de saúde tão sérios. Conheço uma pessoa que está colocada em casa há 5 anos com meia dúzia de anos de serviço porque a mãe tem artroses. Mas não são GRAVES E INVALIDANTES como consta no despacho. A mãe anda e faz a vida dela normalmente. Devia comer ela e o médico que lhe passou o atestado. A mobilidade por doença é uma fraude utilizada por muitos para ficarem em casa. Devia ser fiscalizada nomeadamente através da ida de TODOS os colocados nesta mobilidade a junta médica.

          • Fátima Carvalho on 20 de Agosto de 2017 at 17:47

          Toca a denunciar.

          • Fátima Carvalho on 20 de Agosto de 2017 at 17:46

          Não é verdade. Olhe à sua volta.

          • joão on 18 de Agosto de 2017 at 19:37

          Não tens categoria para ser professor, és um palhaço.

          • Inspecção on 18 de Agosto de 2017 at 19:46

          e tu és um BADALHOCO….vai lavar a BOCA

          Estás doentinho??????

          • João on 18 de Agosto de 2017 at 20:53

          Vai-te tratar, não tens intelecto nem condições psicológicas para ser professor.

          • Inspecção on 18 de Agosto de 2017 at 21:23

          eu tratava era de ti que deves estar muito doentinho e precisas de ir para junto da casota

          • Orquidea Selvagem on 19 de Agosto de 2017 at 17:00

          seu animal se for pai, que calhe a um dos seus filhos

          • Inspecção on 19 de Agosto de 2017 at 19:14

          .
          vai chamar animal a quem te pariu

          Volto a repetir o que disse:

          Fiscalização+Fiscalização+Fiscalização+……

          QUEM NÃO DEVE, NÃO TEME
          .

          • Fátima Carvalho on 20 de Agosto de 2017 at 17:45

          Não sei como o proprietário do blog aceita estes comentários tão infelizes.

          • Carla on 21 de Agosto de 2017 at 13:42

          Como é que um individuo destes é professor? Responder assim a uma colega com problemas de saúde, voce é que devia ser inspeccionado pelo vocabulário usado, indecência, Se eu fosse a colega averiguava quem voce é e punha-lhe um processo em cima…São voces que colocam a nossa classe no topo da vergonha, censura,. Voce é um monstro…

      • Florbela Santos on 18 de Agosto de 2017 at 18:48
      • Responder

      Para pedir MPD para apoio a um idoso (aka pai ou mãe) é necessário ter a MESMA morada fiscal, uma declaração da Junta de Freguesia a comprovar que se vive na mesma casa e um Atestado médico para comprovar a invalidez/dependência do ascendente. Sabia disto?

        • Aurea on 18 de Agosto de 2017 at 19:30
        • Responder

        E já agora, já aceitei a minha mobilidade, porque não posso ir de férias com alguém acamado, não sei se sabe mas esta é a minha e a realidade de muitos colegas. Para casos de fraude, deve haver fiscalização, concordo plenamente com isso. Não devemos é julgar o todo pela parte é muito cruel.

          • Carlos Bico on 18 de Agosto de 2017 at 22:24

          Olá Aurea, mas aqui acima o sr. Inspecção está contra a MPD, espero que não tenha a infelicidade de passar pela fase de necessitar da MPD… mas com pessoas destas não vale a pena dar troco…..

          • Fátima Carvalho on 20 de Agosto de 2017 at 17:50

          Tem direito às férias. Trate de arranjar alguém que se ocupe da pessoa acamada.

        • Nuno Barata on 19 de Agosto de 2017 at 11:56
        • Responder

        Sabia. Tudo isso se obtem com muita facilidade. Altera-se a morada fiscal numa repartição de finanças, pede-se o atestado de residência na junta (ninguém vai a sua casa comprovar nada) e vai-se falar com uma médica amiga. Conheço um caso na zona de Leiria que é claramente fraudulento. E com uma agravante. A pessoa mora em Leiria e pede mobilidade por doença para um agrupamento que dista 25 Km de casa porque tem lá as amizades dela e é protegida pelo órgão de gestão. É uma querida do órgão de gestão. Tem um agrupamento em Leiria mesmo ao lado de casa e não concorre para lá. Por aqui se vê a gravidade da doença. A mobilidade por doença será sempre uma fraude enquanto TODAS as pessoas colocadas não forem convocadas para irem a junta médica.

          • Fátima Carvalho on 20 de Agosto de 2017 at 17:51

          Em vez de mandar palpites seria bom que tivesse a coragem de reclamar.

        • Fátima Carvalho on 20 de Agosto de 2017 at 17:49
        • Responder

        Pois, pois, mas há colegas que vivem na mesma freguesia e são os pais que cuidam dos netos. Toca a denunciar. Quem não deve não teme.

      • Aurea on 18 de Agosto de 2017 at 19:20
      • Responder

      Não sabe o que diz “qualquer idoso que nem mora na mesma casa”, tem que ser provado pela junta de freguesia a total dependência “do tal idoso” e não é qualquer médico, tem que ser o médico de família, o único que conhece verdadeiramente a situação de saúde do “tal idoso”. Não falem do que não sabem. Espero que nunca fique com alguém dependente de si em casa acamado, não é tão fácil, como “mandar umas palavras inconsequentes para o ar”. Claro que temos sempre a hipótese de os abandonar num qualquer lar de idosos, impessoal e sem condições, porque nem todas as famílias têm 1500 euros, mais pagamento de fraldas e de medicamentos, para pagar por mês, para além de que alguém, como eu que se considera com uma formação humanista, ainda acredita que devemos cuidar da geração anterior que muito se esforçou para nos criar, educar e tornar-nos cidadãos exemplares. Para além de darmos o bom exemplo aos nossos filhos, para um dia cuidarem de nós.
      Tenho dito.

        • Fátima Carvalho on 20 de Agosto de 2017 at 17:51
        • Responder

        Não é verdade.

      • Aurea on 18 de Agosto de 2017 at 19:32
      • Responder

      Não sabe o que diz. E já agora, já aceitei a minha mobilidade, porque não posso ir de férias com alguém acamado, não sei se sabe mas esta é a minha e a realidade de muitos colegas. Para casos de fraude, deve haver fiscalização, concordo plenamente com isso. Não devemos é julgar o todo pela parte é muito cruel.

      • Fátima Carvalho on 20 de Agosto de 2017 at 17:44
      • Responder

      Denuncie o que acher incorreto, assim fazem os cultos.

    • Leal on 18 de Agosto de 2017 at 14:59
    • Responder

    Se te identificasses não falavas (escrevias )tanto e olha não fales tanto porque um dia ainda podes precisar…Já ouvi muita gente desdenhar e que atualmente está a usufruir.Felicidades.

      • Ana on 18 de Agosto de 2017 at 15:11
      • Responder

      Por isso mesmo é que defendo uma rigorosa fiscalização.

      Conheço casos concretos de professores a usufruir de um direito que não deviam ter porque corresponde a fraude

    • desgovernos on 18 de Agosto de 2017 at 15:59
    • Responder

    Que coisa sem nexo algum! Isto a acontecer deveria ter sido aquando os deferimentos, não agora que as pessoas estão de férias e que muitas nem vêm à net. Não faz qualquer sentido perder-se a MPD, porque se estava de férias e não se aceitou, quando em lado algum da lei, está previsto a aceitação ou não aceitação da MPD!

    • Nuno Gonçalves on 18 de Agosto de 2017 at 19:36
    • Responder

    Boa tarde. Ontem, dia 17 de agosto, contatei o CAT e informaram-me que os técnicos da DSCI ainda não iniciaram a análise dos pedidos de reapreciação da MPD indeferidos devido às tarefas que decorrem inerente às várias fases dos concursos. Mais alguém tem informações sobre os pedidos?

    • Maria on 18 de Agosto de 2017 at 22:13
    • Responder

    Não posso deixar de anotar que quando aqui foi colocada a questão da fiscalização e de penas severas para os infractores, grande parte dos comentadores insurgiu-se contra esse procedimento o que me leva a concluir rapidamente sobre a lisura de procedimentos dos comentadores e possíveis requerentes de MPD.

    Ninguém quer que se faça ondas porque a existência de um pântano é do interesse de muitos oportunistas que por aqui navegam.

    Para bem de todos aqueles que, infelizmente, necessitam desta norma legal, seria bom a existência de uma fiscalização efectiva aos requerentes da referida mobilidade.

      • Aurea on 22 de Agosto de 2017 at 11:57
      • Responder

      Concordo plenamente com a fiscalização de todas as MDP, para não generalizarem e afirmarem que todas as pessoas se aproveitam desta medida. Custa ler algumas palavras, porque são muito injustas com algumas situações.

    • Nolive Sede on 19 de Agosto de 2017 at 12:08
    • Responder

    Bom dia ! Gostava de saber o mesmo que o João.Espero a resposta ao indeferimento Parece me que os sindicatos tb n sabem. Se se fala em fiscalização, n será a base o doc da Junta de Freguesia, igual ao do ano transato e por falta de 2 palavras que não acrescentam nada.

      • maria on 19 de Agosto de 2017 at 16:20
      • Responder

      No ano passado demorou um mês a darem resposta

    • Orquidea Selvagem on 19 de Agosto de 2017 at 17:06
    • Responder

    Eu tenho atestado multiusos definitivo,mas, fui sujeita a várias juntas médicas e quem me quiser fiscalizar, esteja à vontade. além desse atestado ainda tive que entregar um relatório médico devidamente atualizado. Queria eu nunca passar por isto e não ter a morte sempre a rondar. Quem duvida disto, é realmente uma pessoa muito triste. Não entendo tanta maldade. Agora se existem situações fraudulenteas, denunciem!!!! É um favor que fazem ao país. Agora senhores e senhoras que só falam para dizer mal, espero que nunca vos bata à porta uma situação como a minha.

    • Nolive Sede on 19 de Agosto de 2017 at 19:51
    • Responder

    Ola Orquidea, a sua situação é realmente a mais desesperante e injusta. Penso que a colocaram no mesmo rol como a todos que lhes foram inviabilizados docs. O dizer mal é o desabafo, que deveria ser contido, pois o expectavel é esse mesmo: gritar para não ser digno de ser ouvido. No entanto acho que a nossa classe peca pela vulgaridade (ordinarice) por vezes, deve ser por influencia dos alunos dos vocacionais…

      • fdoc on 19 de Agosto de 2017 at 20:56
      • Responder

      Quem não deve não teme.

        • saturada de parvos on 20 de Agosto de 2017 at 12:40
        • Responder

        Não temo! Por alguma razão, nestes últimos 2 anos fui de mês a mês ou de 2 em 2 meses a juntas médicas da adse e sempre foi renovada a junta médica. Também fui chamada aquando aquela junta médica de muita gente no mesmo concelho e como nada tinha a temer, porque os relatórios são bem claros, a MPD manteve-se. Mas como nem tive condições para trabalhar em MPD acabei por estar em juntas médicas, nestes 2 anos. E tenho multiuso.

          • Saturada de Chicas Espertas on 20 de Agosto de 2017 at 14:06

          ,
          Ainda bem que não temes.

          Vamos a isso….FISCALIZAÇÃO RIGOROSA A TODOS OS PEDIDOS DE MOBILIDADE POR DOENÇA (MPD)

          Comer os outros por parvos NÃO…
          ,

          • Saturada de Chicas Espertas on 20 de Agosto de 2017 at 14:15

          ,
          Até eu arranjo uma “Declaração de Residência” na Junta de Freguesia e um “Atestado Médico”….

          Isto é Porreiro….a Vida é para os ESPERTOS.

          Se a impunidade continuar, para o próximo ano lectivo vou pedir MPD….também quero estar junto de casa…chega de os ver passar à frente

          Chamem essa malta a uma JUNTA MÉDICA onde estejam incluídos Inspectores e EM CASO DE FRAUDE apliquem PENA DE EXPULSÃO DA FUNÇÃO PÚBLICA e INDEMNIZAÇÃO por danos à Administração Pública.
          ,

          • Aurea on 22 de Agosto de 2017 at 11:54

          Tenho, também, atestado de dependência em primeiro grau passado por médicos da Segurança Social, mas concordo plenamente com as juntas médicas.

          • saturada de parvos on 21 de Agosto de 2017 at 22:07

          A fiscalização foi rigorosa como expliquei, fui chamada a junta médica com mais uma centena de colegas. Fui vista pelos 3 médicos presentes que comprovaram que estava tudo conforme com o meu pedido de MPD. Consultaram os exames médicos, os relatórios médicos do IPO, a relação dos internamentos e cirurgias e, ainda o relatório médico multiuso com a incapacidade de 89% – MPD pedida pelo próprio.

          • Aurea on 22 de Agosto de 2017 at 11:52

          Concordo plenamente com a fiscalização de todas as MPD. Podem vir a minha casa fiscalizar a situação. Quem não deve não teme.

    • Cheio de Duvidas on 19 de Agosto de 2017 at 19:52
    • Responder


    Gostava de saber se no Sector Privado (sim, nas empresas privadas) também existe Mobilidade por Doença ?????

    Gostava de saber se só quem Trabalha na Função Pública está doente ?????

    Gostava de saber qual a razão do sistema da ADSE ser só para os Funcionários Públicos?????? É que eu também estou interessado em descontar 3,5% do meu salário e poder optar por ir a Hospitais Privados, Clínicas Privadas….e não ter que estar em Lista de Espera no Serviço Nacional de Saúde.

    Gostava de saber a razão de ainda existir a Caixa Geral de Aposentações (CGA) que dá um prejuízo enorme dado serem mais os Aposentados que aqueles que descontam?????? Sei que isto vai acabar…mas já o deviam ter feito vai muito tempo.

    Será que em Portugal existem cidadãos de 1ª e de 2ª.

    A existirem cidadãos de 1ª então o estatuto deve ser dado a quem efectivamente produz riqueza no País que são os trabalhadores do sector privado. Sim!….são os impostos arrecadados resultantes da actividade económica que sustentam uma máquina ineficiente e incapaz chamada de sector público.

    • Nolive Sede on 19 de Agosto de 2017 at 20:46
    • Responder

    Olá “Cheio de Dúvidas”, assim gosto de falar. Tem toda a razão. o meu marido que me ajuda nestas coisas de concursos (não vá os filhos precisarem) tb está indignado. Desde sempre as ferias são o meu desespero, a pequena empresa que é dele, está sempre por um fio pra pagar aos parcos funcionários. dá mais despesa e desconforto familiar, e teve de fazer seguro pra ter de, eventualmente, recorrer a servicos medicos e hospitalares privados. Te muita razão no que disse. Eu estou na seguranca social que é a mesma coisa que a caixa geral de aposentações Diga-se, sem ser tida nem achada.Isto está ao nivel do 3 ro mundo. se soubessemos , tínhamos emigrado. Já agora, sobrinhos fantasticos a fzer furor em areas em que aqui seriam explorados. fica-lhes a saudade e a depré de n estar ca. O ensino, um pilar fundamental ao nível de um reality show. Viva o 25 de abril

      • Cheio de Duvidas on 19 de Agosto de 2017 at 21:58
      • Responder


      Retive estas passagens:

      “…a pequena empresa que é dele, está sempre por um fio para pagar aos parcos funcionários, dá mais despesa e desconforto familiar…”

      É precisamente isto que os Funcionários Públicos não enxergam.

      Por exemplo, para um professor, faça chuva ou faça Sol, ao dia 23 de cada mês o salário está lá. Não há problema. Está sempre tudo bem porque os Contribuintes (empresas grandes e pequenas e trabalhadores) pagam (IRC. IRS, IVA, Pagamentos por Conta….etc.).

      Numa empresa do Sector Privado nada disto ocorre. Uma empresa tem que gerar receita sob pena de ser incapaz de pagar aos seus trabalhadores.

      Esta é pois a grande diferença.

      Depois existem outras diferenças como por exemplo a questão da ADSE. No sector Privado quem desejar serviços médicos privados tem que realizar um Seguro que é bem mais caro do que os 3,5% de desconto dos Funcionários Públicos para a ADSE.

      Temos também a questão da Caixa Geral de Aposentações que irá acabar ainda durante este mandato do Governo, mas que já devia ter cessado. Diferenças em termos de calculo de Aposentações não são aceitáveis.

      Enfim….muita coisa própria de um País de 3º Mundo.

    • Nolive Sede on 19 de Agosto de 2017 at 23:50
    • Responder

    Para dizer que ainda vale a pena trocar impressões.
    a liberdade é esta. só pra quem a merece.Frases tipo proverbios , toda a gente entende-os para o seu caso, Genericos. nunca gostei Abraco ao Cheio de Dúvidas. Era bom pensarmos todos asssim!!! Gosto like like A conversa do costume que eu vejo aqui, infelizmente, é para deleitar. Boa noite e aprendam a não ser parvos e estupidos. è o que a dgae/tutela espera c tamanha parolada para se rirem

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog