Blogosfera – ComRegras

Taxa de retenção em 2015/2016 baixa no ensino básico e secundário

 

Há professores a serem pressionados para transitarem TODOS os alunos do ensino vocacional

 

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2017/06/blogosfera-comregras-7/

5 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Salazar on 1 de Julho de 2017 at 11:58
    • Responder

    Se fosse só do vocacional… Há escolas em que são estabelecidos numerus clausus por turma para as retenções… claro que, para todos os efeitos legais são só orientações… mas a verdade é que se não forem cumpridos, a direção convoca novo Conselho de Turma…

    • Maria Nunes on 1 de Julho de 2017 at 14:04
    • Responder

    Mas os alunos não são postos no Vocacional para serem passados? Eu tenho colegas que já não sabem dar aulas “normais”, tal é o ATL que por ali vai. .. E se não os passam, muitos deles são simplesmente gandulos a criar mau ambiente e a dar mau exemplo nas escolas onde estão. Disto exceptua-se meia dúzia.


  1. Já rezava assim o art. 25º, nº 4, da portaria 341 de 2015:
    “4 — Não há lugar à retenção no final do primeiro ano do curso para alunos que frequentem um curso vocacional de 3.º ciclo do Ensino Básico de dois anos, devendo a escola estabelecer um plano de recuperação que permita aos alunos realizar os módulos em falta durante o 2.º ano do curso”
    – pode ir para a escola fazer férias, nunca pegar num caderno ou numa caneta, prejudicar as aulas que quiser, roubar os colegas e mandar os prof. para o caral**, faltar tantas vezes quantas as aulas havidas, não ter “positiva” a disciplina nenhuma,… e está garantido o sucesso! Tudo com o erário público – a isto chama-se, hoje, o direito ao sucesso, educação e responsabilização!
    Mas… nada de indignação que quando pensamos que chegamos ao fundo, descobrimos que há sempre mais um … a uma profundidade ainda maior.

      • Carla Malaquias on 3 de Julho de 2017 at 16:28
      • Responder

      nem mais…e o mesmo acontece com PCA’s e Pief’s onde os docentes recebem ordens “verbais e informais” para passarem todos e justificarem todas as faltas, mesmo a quem nunca colocou os pés nas escolas. As direções só querem é brilhar com muito sucesso…no papel…



      1. e a Inspecção Geral de Educação e Ciência (IGEC) para que serve?

        não podem existir ordens de nenhum Diretor(a) para transitar os alunos ou para justificar faltas….

        quem não se quiser expor basta uma denuncia anónima para despoletar uma acção de inspecção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog