Uma Carreira Muito Especial

 

Governo alarga regularização de precários a mais trabalhadores

 

 

Carreiras especiais também serão abrangidas…

 

… Só os professores, que já têm o próprio processo de vinculação, ficam de fora.

 

 

 

O Governo decidiu alargar o programa de regularização de precários a todas as carreiras da função pública, mesmo as que têm regras próprias de vinculação, e só os professores ficarão de fora porque estão abrangidos por um concurso de vinculação extraordinária. O universo de trabalhadores que poderão aceder ao Programa de Regularização Extraordinária dos Vínculos Precários na Administração Pública (PREVPAP) está definido no projecto de portaria enviado nesta quarta-feira aos sindicatos e aos parceiros parlamentares para recolha de contributos. A expectativa do Governo, adiantou ao PÚBLICO fonte ligada ao processo, é que a versão final seja publicada na próxima semana.

 

Com a vinculação extraordinária de cerca de 3000 professores justifica-se a não existência de um processo de regularização de mais de 20 mil professores precários.

Aguardo as reacções do Jerónimo e da Catarina.

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2017/04/uma-carreira-muito-especial/

6 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Demagogia on 13 de Abril de 2017 at 18:48
    • Responder

    Já estes 3000 vão dar umas boas centenas de horários 0 e mais dariam ainda se não fossem muitos ocupar lugares de 6 ou 7 horas. A maior parte dos professores contratados trabalha alguns meses ou algumas horas por semana em complemento com outros trabalhos, colocá-los todos efetivos daria um buraco sem fim. (Nesta vinculação extraordinária vão entrar professores que provavelmente nos ultimos anos nunca tiveram um horário completo ou anual). Para os que trabalham com horário completo a lei já prevê a integração ao fim de 4 contratos completos, é a chamada norma travão. Para além disso estes professores podem conseguir contratos completos e qualquer escola do país e depois de vinculados só ficam obrigados a lecionar numa escola de um qzp e não em todo o país.

      • João da Ega on 13 de Abril de 2017 at 19:13
      • Responder

      Não é assim tão fácil “conseguir contratos completos em qualquer escola do país”. Se assim fosse, haveria mais candidatos na norma travão…

        • Luis on 13 de Abril de 2017 at 21:38
        • Responder

        Se não assim tantos horários como querem vincular mais?

    • António on 13 de Abril de 2017 at 20:34
    • Responder

    Era só o que faltava o externo-extra-extraordinário, para o ano temos 4 quatro concursos para contratados em vez dos dois deste ano. Diz que é coisa de modas. O meu senhor, mas onde é que esta gente anda com a cabeça. Anda por cima os Ingleses votaram para o Brexit, um gajo já não se safa em lado nenhum, onde é que vamos parar.

  1. Uma carreira muito especial? Uma carreira Nada Es… Especial, é caso para dizer que é uma carreira NE…E.

    • Maria on 13 de Abril de 2017 at 23:00
    • Responder

    Os professores já têm o próprio processo de vinculação?…Há 4 anos que espero pela publicação de uma Portaria para regulamentar o ingresso na carreira de acordo com a artº 36 do ECD. Estas vinculações extraordinárias não passam de eternos precários em saldo e situação irregular que não interessa regulamentar! Tenha vergonha!…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: