São Opositores ao Concurso Interno

Não percebo como se mantém o dever dos docentes de carreira sem componente lectiva atribuída serem opositores ao concurso interno quando a distribuição de serviço para o ano lectivo 2017/2018 é apenas feita em final de Julho.

Esta é uma das parvoíces que ficaram na versão actual do diploma de concursos.

E eu como docente de carreira sem componente lectiva na minha escola de provimento em 2016/2017 declaro-me aqui como não opositor ao dever imposto na alínea b) do nº 1 da Parte II do aviso de abertura. E gostava de saber o que me acontecerá, não cumprindo este DEVER.

Obviamente que nada pode-me acontecer, mas gostava que me dissessem porque se aplica este dever.

 

 

a) Os docentes de carreira de agrupamento de escolas ou de escola não agrupada portadores de qualificação profissional que pretendam a transferência para outro lugar de quadro de agrupamento de escolas ou escola não agrupada, para lugar de quadro de zona pedagógica ou a transição de grupo de recrutamento;

b) Os docentes de carreira sem componente letiva nos termos do n.º 2 do artigo 22.º do Decreto -Lei n.º 132/2012, de 27 de junho, na redação que lhe foi conferida pelo Decreto-Lei n.º 28/2017, de 15 de março, devem ser opositores ao concurso interno;

c) Os docentes de carreira de quadro de zona pedagógica portadores de qualificação profissional que pretendam a transferência para lugar de quadro de agrupamento de escolas ou escola não agrupada, para outro lugar de quadro de zona pedagógica ou a transição de grupo de recrutamento

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2017/04/sao-opositores-ao-concurso-interno/

12 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Então se temos que ser opositores ao concurso, não dizem a quantos agrupamentos?

  2. Arlindo por favor diz-me se há um numero mínimo de agrupamentos ou Concelhos.
    Sou Qe num agrupamento do Porto.
    Obrigado!

      • Fátima Carvalho on 14 de Abril de 2017 at 16:10
      • Responder

      Sendo QE só concorre se quiser, aos QAQE que quiser e aos QZP que houver.

    • Luisa Jesus on 12 de Abril de 2017 at 9:17
    • Responder

    Sou QZP. Se não for colocada agora, posso concorrer na segunda fase ao meu QZP e a outro ?
    ~

      • Fátima Carvalho on 14 de Abril de 2017 at 16:14
      • Responder

      Sendo QZP, não for colocada no concurso interno, na segunda fase ( Mobilidade Interna) será obrigada a manifestar preferência a todas as escolas do seu QZP e, se quiser, a escolas de outros QZP.

  3. Bom dia Arlindo, por que não encontro nenhum documento atual na página da DGRHE? Onde encontrou o aviso de abertura do concurso? Obrigado.

    • Rui Oliveira on 12 de Abril de 2017 at 12:51
    • Responder

    Impera a confusão…só mais uma vez!!! E a quantas escolas tenho que concorrer? Ou só ao meu concelho, uma vez que sou QE do 240 e não há lugar em lado nenhum..??? KKKK Agradecia que alguém respondesse se conseguir…

    • Luisa Dores on 12 de Abril de 2017 at 13:13
    • Responder

    Quais são os docentes de carreira sem componente letiva atribuída ? Confesso que não percebo Sou docente do 1ºciclo e encontro-me de bixa médica por motovo de doença prolongada e pretendo concorrer Qual a opção que escolho ?

      • Fátima Carvalho on 14 de Abril de 2017 at 16:19
      • Responder

      A escola à qual está afeta terá de avisá-la, caso não tenha componente letiva. Independentemente dessa situação, se quiser mudar de escola ( se for QE) concorre na 1ª prioridade.

    • Ana Gomes on 12 de Abril de 2017 at 16:24
    • Responder

    Estive ao telefone com o CAT, porque estou na mesma situação, e esclareceram-me sobre a situação do DEVER de ser opositora ao concurso. Afinal não é um dever, é apenas uma opção. Mas a alinea b) não faz sentido de existir, pois qualquer professor QA com ou sem conponente letiva, pode concorrer para mudar de QE. O que disseram foi “para ter acesso a outras oportunidades”, por já estar em situação de horário zero, há algum tempo. Portanto não é necessário ser opositor ao Concurso Interno. E não há consequências, pelos vistos. Garantia da Sra que atendeu. Bem, agora é só esperar pela Mobilidade Interna, lá para julho.

    • Esteves222 on 12 de Abril de 2017 at 16:29
    • Responder

    E quem tem componente lectiva atribuída (horário completo até) na sua escola de provimento, mas não no grupo em que está profissionalizado?

    • dramalho on 19 de Junho de 2017 at 13:17
    • Responder

    O que são as vagas negativas?

  1. […] também recebi esse e-mail perto das 14 horas, mas já tinha dito que não estava a pensar cumprir o DEVER de ser candidato ao concurso interno e cumpri o que disse. Não […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: