Mãe, uma viegem de finalistas inesqécivel!

Olá mãe, olá pai, estou vos a escrever para dizer obrigado por esta viegem inesqécivel! Se eu vos contaçe, se eu vos podesse contar! Vossês lembran-se do Quimbé, ontem depois de uma ganda bubadeira caiu para o lado, e nós, pumba, rapámus-lhe os pelos todos da pintelheira, hoje acordou e anda a cossar-çe por todo o lado, é só rir, estamos todos fartos de rir!

 

Chegámus à 4 dias e tem çido espectacular! Não como em Torre de Molinos, onde aqueles parvos foram todos corridos a pontapé, purqe aqui pudemos fazer o que quizermos, há bar aberto, ninguem do hotel e montes de gajas de outras escolas, de Lisboa, de Madrid e até françesas, já conheci bué de jente e eu nem vos conto o q esta malta tem feito todas as noites, menos eu, até purque tenho a mala cheia dos prezervativos que a mãe me comprou e q se estão a acabar, por isso se a mãe me puder mandar dinheiro agradesso e compro mais.

 

Logo na primeira noite andamos a pegar fogo às camas dos outros quartos, se vossês vissem a cara deles a abrir as portas, q susto! Até ouve quem se atiraçe da janela para a pisçina e nós tambem, a faser concurços de quem se atira mais alto e os visinhos a chamar a polícia, mas quando a polícia chegou foi um espetáculo, atirámos pedras, extintores, partimus-lhes os vidros do carro e eles nunca mais voltaram, foi um espetáculo e depois foi beber até cair!

 

Oh mãe e pai, eu nunca vou esqésser esta viegem, nem sei como vor agardeçer!

 

A Rita acordou com as cuecas do avesso e agarráda á sanita, foi a noite toda com gajos a ir lá á casa de banho e ela agora até já comprou 3 testes de gravides mas dão todos ao contrário e ela não sabe se está grávida ou não, não se fala noutra coisa.

 

Hoje estamos na praia, o hotel é só pra nós e eu tenho charros ainda, dos q o pai me deu, não pesso nada a outros e não fumo coca, mas toda a jente fuma e já me chamam nomes, mas eu só fumo o q o pai me deu e tabaco e tudo, se me dão outra coisa vou ali ao bar e bebo jin ou vódka e uíski e depois vou ao banho. (…)

Continuação…

PS:

Um dos vídeos de uma viegem de finalistas inesqécivel (a cor? de vómito):

Vídeo mostra o que aconteceu dentro do hotel dos finalistas Sofás no corredor, estátuas fora do sítio e desordem no jardim.

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/video-mostra-o-que-aconteceu-dentro-do-hotel-dos-finalistas?ref=HP_Destaque

É pá digam lá à vice-presidente da Confap, Helena Pedroso, que Afinal, É Melhor Esquecer um Hotel em Fátima. Olha o azar o Algarve não vai na conversa de mães estroinas: Algarve barra entrada de finalistas – Exclusivos – Correio da Manhã

(c) Antero Valério

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2017/04/mae-uma-viegem-de-finalistas-inesqecivel/

6 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Rambo on 10 de Abril de 2017 at 22:42
    • Responder

    Esta deve ser a carta de um dos IMBECIS, digo Tugas SELVAGENS (digo, um dos “meninos” das Escolas Portuguesas) que foi na viajem de finalistas e esteve a festejar em Torremolinos no Hotel Pueblo Camino Real,

    O Hotel é uma vergonha! Já não se pode partir paredes, mandar sofás pela janela, ver televisão dentro da banheira, arrancar candeeiros, escrever nas paredes, mijar contra as paredes!….

    Se fosse para ser santo ficava no Santuário de Fátima!… palavras do ASNO (digo, da mãe de todas as mães)

    https://www.youtube.com/watch?v=2JsiFE0PIeo

  1. Muinta bom. Só cá faltao uns profs para achincalhar e gosar como fasemos na escola. Mas eles agora na querem bir, antes ainda binham mas agora axam q sao gente e ficarao a preparar aulas q nunca bamos receber. Qd lá chegar-mos vamos partir tudo.

    • Alice on 11 de Abril de 2017 at 0:01
    • Responder

    Jovens estão a usar a rede social para dizer mal da unidade hoteleira que os expulsou

    http://www.dn.pt/sociedade/interior/torremolinos-guerra-aberta-no-facebook-do-hotel-que-expulsou-estudantes-6212733.html

    Hotel Pueblo Camino Real

    https://www.facebook.com/Hotel-Pueblo-Camino-Real-167408236627649/?fref=ts

    • Edshe Michi Akihiro on 11 de Abril de 2017 at 11:13
    • Responder

    Falta de Cultura; Principios e de Objetivos nobres e de valor.
    Parem de culpar os jovens!

      • Anonimo on 11 de Abril de 2017 at 22:14
      • Responder

      Parem de culpar os Vandalos. Eles no fundo fazem a mesma coisa dentro das Escolas e ninguém leva a mal.

      Tens razão ó Toninho,

    • Nuno Barata on 11 de Abril de 2017 at 20:22
    • Responder

    Sou professor há 24 anos. Podia estar ao lado de casa, mas prefiro fazer 26Km. Não podemos generalizar. Adoro os alunos da minha escola e detesto os da escola que fica ao lado da minha casa. Meio urbano vs meio rural. Está tudo dito. Ia com os meus alunos a uma viagem de finalistas sem qualquer problema. Com os da escola ao lado de minha casa nem que me pagassem. São realidades completamente distintas. Antigamente o critério era a proximidade de casa. Hoje começa a ser a escola que nos proporciona mais tranquilidade e isso implica o esforço e a despesa de ter de fazer quilómetros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: