Preconceito Pessoal

Tenho-o em relação à multiplicação de grupos de trabalho e estruturas de missão que se criam para apresentar propostas maravilhosas em relação a diversos problemas que estão inter-relacionados e que assim passam a ter propostas que raramente batem certo umas com as outras, como que em forma de manta de retalhos.

Temos hoje mais uma investida em torno do Ensino Especial, matéria que eu acho merecer um pouco mais de decência do que falar em inclusão quando se pratica o contrário. E nem vos quero dizer quanto me agonia a demagogia de, quando as coisas apertam, recorrerem àquela governante invisual para dar uma espécie de legitimidade acrescida às posições que querem impor. (…)

Pois (o negrito é da minha autoria)…

Falta mandar vir a terreiro o marreco, o coxo, o surdo e o tipo da cadeira de rodas que se espalhou ao comprido

E O Medo, Ainda e Sempre

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2016/10/preconceito-pessoal/

3 comentários

    • Rui Santos on 23 de Outubro de 2016 at 17:23
    • Responder

    Que texto mais idiota. E que nojento o comentário sobre a secretária de estado invisual que o Guinote faz e a referência ao Jorge Falcato. De facto, é melhor não ter os putos nas salas de aula com professores nojentos que querem é que eles não existam.

      • Livresco on 23 de Outubro de 2016 at 19:21
      • Responder

      Blá, blá, blá…
      A “inclusão” low-cost:
      https://inclusaoaquilino.blogspot.pt/2016/10/escola-sem-lugar-para-crianca-com.html

      A inclusão não se faz com lirismos de malta que não sabe o que é uma sala de aula.

      Fazes o quê na vida, mesmo?

        • Rui Santos on 24 de Outubro de 2016 at 1:18
        • Responder

        Você deve ser daqueles que só faz se lhe derem mais recursos e mais recursos, sem nunca parar de pedir recursos. Teve a sorte de ter tido professores que não esperaram pelos recursos todos para o ensinar. Não sei o que é uma sala de aula como professor, mas sei o que é como pai e sei o que é como tio de um aluno com défice cognitivo. A inclusão não se faz com quem não acredita em inclusão. Lirismo é achar que a escola é inclusiva, mas só se for a escola do lado. Tretas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: