24 de Outubro de 2016 archive

Posição da SPEF e do CNAPEF sobre a classificação de Educação Física no Ensino Secundário

posia%c2%a7ao-spef-e-cnapef-madiadeef-1

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2016/10/posicao-da-spef-e-do-cnapef-sobre-a-classificacao-de-educacao-fisica-no-ensino-secundario/

É o Mesmo Que Perguntar a um Cego se Quer Ver

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Escolas não querem abdicar da figura do diretor

 

image

 

As escolas não querem abdicar da figura do diretor, contrariamente ao que reivindica a Federação Nacional de Professores (Fenprof), avançou esta segunda-feira Filinto Ramos Lima, da Associação Nacional de Diretores Escolares (ANDAEP).

As escolas não querem deixar de ter diretores, embora aceitem que sejam eleitos “por um corpo eleitoral mais amplo”, avançou Ramos Lima, da ANDAEP, que ontem auscultou dezenas de profissionais em Coimbra e Lisboa.

Em périplo pelo país, aquela associação tem mais uma reunião com professores na próxima segunda-feira, no Porto, para depois entregar ao Ministério da Educação as suas propostas.

Para já, Ramos Lima adianta que os docentes ouvidos “não querem abdicar da figura do diretor, introduzida pela ex-ministra Maria de Lurdes Rodrigues”, pois “entendem que é uma referência importante, ainda que aceitem que aquele seja eleito, por exemplo, por todos os professores”.

As escolas reclamam, ainda, “os resultados dos projetos piloto, no âmbito da municipalização, dos 15 concelhos onde foram colocados em prática”, concluiu.

A ANDAEP levará as suas propostas à tutela “no início de novembro”.

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2016/10/e-o-mesmo-que-perguntar-a-um-cego-se-quer-ver/

Constituição do Júri do procedimento concursal PCAFE

Constituição e competências do júri no âmbito do procedimento concursal destinado à seleção de docentes de carreira ou candidatos à contratação a termo com qualificação profissional para os grupos de recrutamento 100, 110, 220, 300, 330, 400, 500, 510, 520, para o exercício de funções docentes no Projeto Centros de Aprendizagem e Formação Escolar de Timor-Leste (CAFE).

 

Clicar na imagem para ver o Despacho.

timor

 

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2016/10/constituicao-do-juri-do-procedimento-concursal-pcafe/

Divulgação – Workshop “Animation4All”

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

O CINANIMA apresenta o workshop “Animation4All – Experimentar, Fazer e Aprender” para professores e Educadores do Ensino especial.

 

Cartaz com mais informações clicando na imagem.

 

cinanima16

 

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2016/10/divulgacao-workshop-animation4all/

Educação Física volta a contar para entrar na faculdade, mas só em 2019/20

Só quem frequentar o 10º ano no próximo ano letivo, vai ver a disciplina de Educação Física contar para a nota de entrada no ensino superior…

 

O anúncio foi feito pelo secretário de Estado da Educação. São abrangidos os alunos que entrarem no 10.º ano no próximo ano lectivo.

Clicar na imagem

corrida-andar-atleta489785c5_base

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2016/10/educacao-fisica-volta-a-contar-para-entrar-na-faculdade-mas-so-em-201920/

Não atirem areia aos olhos dos professores do 1º ciclo

 

Foi com uma certa admiração que, na semana passada, li a notícia de que iria ser interposta uma ação em tribunal. Essa ação, visa, repor os intervalos como componente letiva no Pré-escolar e no 1º ciclo. Admiração porquê?

Quando o anterior ministro, por razões economicistas, passou o intervalo a componente não letiva, muitas vozes se levantaram, mas não passou daí, não se interpuseram ações em tribunal. Todos diziam que era uma injustiça, mas todos se conformaram. A Troika exigia a conformação. Era uma medida de poupança à custa do trabalho destes professores. Mas pelo que me venho a aperceber, a austeridade está com os seus dias contados. Bem! Está, mas vamos com calma…

O que neste momento pergunto, é porque é que esta medida (ação em tribunal), não foi tomada aquando da implementação da medida? Foram necessários quatro anos para se lembrarem de como lutar? Ou estiveram à espera de melhores dias?

Tenho a minha teoria do porquê, mas fico com ela para mim. Não vá ferir espíritos mais sensíveis.

Numa análise, rápida, ao O.E. para a educação, não se antevê um aumento da despesa prevista com as AEC. Se isso não acontece, tal medida não deverá estar prevista nem para este, nem para o próximo ano letivo (o O.E. apresenta-se em anos civis ,não em anos letivos). Daí, eu não encontrar grande justificação para a ação que entrou na sexta feira no tribunal administrativo. A não ser que, ainda, vão a tempo de alterar o O.E.. Não me parece que se vá a tempo. Depois de quatro anos a “queixarem-se” e a ouvirem queixas, tomaram uma medida. Na minha opinião, fizeram-no única e exclusivamente para mostrar serviço. Para aparecer. Não é que não concorde com o “mais vale tarde que nunca”, mas às vezes é tarde de mais… Não teremos mais do que intenções? Pelo que vejo, até há quem garanta a paz ao governo… (hoje, no Jornal I)

Deixem de atirar areia aos olhos dos professores. Negociem, cheguem a consensos, mas acima de tudo ouçam os professores e defendam os seus interesses. É essa a vossa função.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2016/10/nao-atirem-areia-aos-olhos-dos-professores-do-1o-ciclo/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog