Idade dos Candidatos à Contratação Inicial

Fica neste artigo o quadro com a idade em 31/08/2016 de todos os candidatos ao concurso da contratação inicial.

Continua a ser nos grupos 430 e 560 que existem candidatos com mais idade a concorrer à contratação inicial.

A moda da idade de todos os candidatos situa-se nos 36 anos de idade, é também nesta idade que mais grupos de recrutamento têm mais candidatos em concurso.

Estranhamente é no grupo 200 – Português e Estudos Sociais que a moda de idades dos candidatos à contratação inicial é a menor de todas. Existem 59 candidatos com 25 anos de idade em concurso neste grupo de recrutamento.

Nos extremos existe um candidato com 68 anos e três com 22 anos de idade.
idade ci_Página_1 idade ci_Página_2

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2016/09/idade-dos-candidatos-a-contratacao-inicial/

9 comentários

2 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • O principal problema da educ. on 3 de Setembro de 2016 at 21:20
    • Responder

    Um candidato com 68 anos é um paraquedista na educação! Muitos destes contratados são paraquedistas nesta profissão, apenas concorrem porque andaram uns tempitos a passear os livros numas escolas superiores sem qualidade alguma e de onde saem aos milhares…

    Como só têm habilitações para concorrer nestes concursos ou para trabalhar nas caixas registadoras de um centro comercial, andam por aqui anos a fio sem perceberem que não têm lugar! Isto não é a fila para os voluntários para missionários, onde se procuram vocações. O ensino é uma profissão e deveria procurar competências rigorosas.

    Não me venham com pena do candidato de 68 anos porque provavelmente formou-se tarde ou tem uma formação esquisita!!!

    Fechem a formação fácil e lutem pela qualidade dos professores. Só assim fica este problema resolvido!

      • Cielita on 3 de Setembro de 2016 at 21:33
      • Responder

      Fui formada numa ESE, tenho 45 anos e considero-me uma pessoa bem formada, com uma imensidão de motivação. Vou fazer de conta que nem li isto.

        • O principal problema da educ. on 4 de Setembro de 2016 at 14:56
        • Responder

        Se calhar estudou numa boa ESE! Também as há…

      • ju on 3 de Setembro de 2016 at 23:03
      • Responder

      Já viu o grupo do candidato que refere?
      Talvez seja padre, não?

        • O principal problema da educ. on 4 de Setembro de 2016 at 15:02
        • Responder

        padre?!? errou, sou das ciências exatas!

        Sabe o que esses (os padres) fazem nas escolas? Andaram no seminário e acabaram a dar aulas de português e história! É raro ver um naquela coisa da disciplina religiosa que nem me lembra o nome…

        E então aqueles que deixaram o seminário a meio porque a mamã os obrigou a ir para lá e detestavam aquilo? São aos milhares… abandonaram a meio a educação, passaram umas horitas naquelas privadas que todos conhecemos e caem todos nas línguas! Toda a gente conhece alguém nestas condições e todos podem confirmar que são os maiores na treta da sala de professores e a engatar professoras. LOL. Afinal, vêm do seminário e há que fazer valer esses galões!

        • O principal problema da educ. on 4 de Setembro de 2016 at 15:05
        • Responder

        Espere ai! Está a falar do colega de 68 anos? Se sim, interpretei mal o seu comentário mas a minha resposta é gira na mesma… LOL

        Se é padre, que vá pregar para outro lado, onde as horas não são pagas com o dinheiro do estado! Já tem idade para não ser ganancioso.

          • ju on 4 de Setembro de 2016 at 17:08

          Eu não disse que era padre, disse que TALVEZ fosse já que é um candidato do grupo de Religião e Moral.

      • on 4 de Setembro de 2016 at 17:35
      • Responder

      Nem dá para acreditar! Como é possível lermos esta monstruosidade aqui? Estamos a falar dos professores que, na casa dos 30 ou dos 40, devido a circunstâncias adversas e lutando heroicamente contra elas, trabalhando e estudando, criando os seus filhos, apesar disso tudo, formaram-se em pé de igualdade com os professores de qualquer idade e frequentaram os mesmos cursos, realizaram os mesmos currículos, frequentaram as mesmas instituições? Então, os professores que hoje têm 20 e mais anos de contratos e estão perto do 60 ou mais deveriam merecer o nosso respeito e a nossa admiração. A culpa do outro, do jovem, do negro, do estrangeiro, do idoso, é próprio de mentes bastante doentes. Quem arranja bodes expiatórios para as suas dificuldades não está em condições mentais para ser educador.

      • Trocatintas on 5 de Setembro de 2016 at 21:15
      • Responder

      O principal problema da educação é exatamente o facto de integrar “gente” como tu!… SHAME ON YOU!

  1. […] definitivo) esteja já bem acima dos 30 anos de idade. O Arlindo Ferreira, através do seu blogue, apresentou dados que provam que o grosso dos professores contratados tem entre os 35 e os 38 anos. […]

  2. […] definitivo) esteja já bem acima dos 30 anos de idade. O Arlindo Ferreira, através do seu blogue, apresentou dados que provam que o grosso dos professores contratados tem entre os 35 e os 38 anos. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: