O Circo do PET

e-mail que me chegou devidamente identificado do qual omiti a identificação do autor.

 

 

Fui convocad@ pela Diretora para ser Examiner do PET, no final do 2º período, tendo entregue um pedido de escusa bem fundamentado, mas que não foi aceite.

No início do 3º período fiz a formação do PET, mas a partir daí não acedi à plataforma, logo não estava certificad@ para este serviço externo.

No entanto, fui convocad@ pela Escola, por vezes fora do prazo, para fazer as orais deste exame, tendo sido interrompid@, durante as minhas aulas, para saber qual a razão por que não estava na escola X ou Y a fazer o serviço do Cambridge, tendo respondido que estava a dar aula aos meus alunos, porque era essa a minha prioridade.

Algum tempo depois começo a receber convocatórias para aceder à plataforma para creditação, a qual não tinha sido necessária anteriormente para as orais, logo revelando aqui uma grande incoerência.

A partir daí tenho recebido convocatórias semanais para aceder à plataforma Fronter, durante a componente não letiva, e têm-me sido marcadas faltas injustificadas, quando permaneço todo o tempo na escola a cumprir o meu horário.

Na última sexta-feira fiz questão de passar todo o tempo da CNL na Direção e, após algumas provocações, solicitei à diretora a password para aceder (porque posso já não a ter, ou não ter recebido) e esta disse-me que tinha de ser eu a solicitá-la ao Cambridge como se fosse eu @ interessad@. Além disso, informou-me que a partir da próxima semana as convocatórias irão ser de 3 em 3 dias.

Esta situação está a tornar-se insuportável, tendo, inclusivamente, sido informada, que, se continuar a faltar, posso ser despedida com justa causa.

Acho que os Agrupamentos de Escolas deveriam estar mais informados sobre os procedimentos nesta situação e que a comunicação social deveria dar mais informação ao público sobre este vergonhoso MEC.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2015/06/o-circo-do-pet/

11 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Não interessa se concordamos ou não com a PET (eu não concordo)! Acho que está a abusar da sorte. Apesar de esta insatisfeita com as convocatórias, está a desrespeitar uma ordem superior e poderá ser bastante prejudicada com isso. Inclusive, essa questão do despedimento com justa causa poderá ser uma das consequências.

    Um trabalhador poderá não concordar e manifestar-se contra o seu patrão mas, se estiver tudo dentro da lei, a escusa em cumprir trabalho é razão para o despedimento.

    Antes de lutar sozinha contra a PET, convinha informar-se bem antes de tomar estas atitudes. Duvido que algum sindicato venha a protegê-la se for despedida.

    1. Tenham cuidado porque às vezes o armar-se em esperto pode ter consequências desastrosas…

      1. Já ser carneiro é garantia de promoção…

    • Vasco on 2 de Junho de 2015 at 19:42
    • Responder

    E a direção está a cumprir uma orientação do IAVE !

    1. E a professorinha cumpre a “orientação” do senhor direKtor! Assim é que é, cada um no seu lugarzinho sem fazer ondas e aguentando sempre só mais um bocadinho… todos bem amestrados e pouco conscientes da importância de contestar ou até recusar o que nos parece grave e injusto.

    • Vasco on 2 de Junho de 2015 at 19:48
    • Responder

    A orientação (escrita) do IAVE é que se deve convocar o professor até este fizer prova que realizou os módulos na plataforma. A direção cumpre essa orientação porque lhe foi imposta. Nessa orientação até se indica que a convocatória é para períodos de 3 horas; isto na CNL. Também permite definir que este serviço se sobrepõe áquele das aulas.

  2. A ninguém parece aberrante que todos estes problemas potencialmente graves, e desde já geradores de mal-estar e conflitos, decorram das decisões sobre a formação exigida a um professor por uma entidade estrangeira? E se amanhã as “ordens vindas de cima” exigirem que acedam à plataforma X ou Y 7 vezes por semana para executarem a tarefa A ou B que será, OBVIAMENTE, absolutamente imprescindível para o “sucesso dos nossos alunos” (ha!)? Vir DE CIMA chega???????

  3. Se já lhe foram marcadas faltas injustificadas, o problema já é grave, mesmo. Quem se mexe?

    • Maria Teixeira on 2 de Junho de 2015 at 23:07
    • Responder

    Há quem esteja a fazer greve… Há escolas onde os alunos não fizeram o exame, pois os professores vigilantes fizeram greve… Está dentro da legalidade e não há marcação de falta…

    1. Mas parece não ser o caso exposto no email onde se refere o acesso obrigatório a uma plataforma durante as horas de CNL… há lugar à marcação de falta injustificada? Acho aberrante mas, pelos vistos, aconteceu a alguém. Seria importante que esta situação não ficasse nos arquivos do esquecimento, algo que terá acontecido a alguém e, pronto, olha, azar o dela! Isto diz respeito ao trabalho de TODOS.

  4. Esta noticia deve circular pelos jornais e por todos os blogs. Reenvia para os blog e jornais locais e nacionais. Ao denunciar estamos a contribuir para a melhoria do sistema e para a correcção das ilegalidades e equívocos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: