28 de Junho de 2015 archive

Resumo Do Fim-De-Semana

Latest posts by Fafe (see all)

 

Menos um javali com uma Antonio Zoli.

 

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2015/06/resumo-do-fim-de-semana-11/

Escola/QZP de Provimento e Colocação do Concurso Interno

Chegam-me vários relatos de docentes que tendo sido colocados em QA/QE no concurso interno verificaram que não havia lugar para eles nessa escola.
A maior parte dos relatos que me chegam indicam que a escola pediu docentes a mais e quando verificou que não havia lugar para tantos tentou emendar o erro das vagas mas o MEC não atendeu esse pedido e colocou o mesmo número de docentes que tinha sido pedido inicialmente.

Para tentarem perceber se o número de colocações corresponde ao número de vagas declaradas subtraindo as saídas deixo estes 3 documentos por onde podem verificar a vossa situação.

 

VAGAS DO CONCURSO INTERNO

ESCOLA/QZP DE PROVIMENTO DOS COLOCADOS

ESCOLA/QZP DE COLOCAÇÃO

 

Os dois últimos ficheiros encontram-se ordenados por código de escola para ser mais fácil encontrarem a escola que precisam de ver.

Se encontram-se colocados em escolas para as quais já vos disseram que não havia lugar podem deixar essa informação na caixa de comentários.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2015/06/escolaqzp-de-provimento-e-colocacao-do-concurso-interno/

Do Rigor Iaveniano

Há docentes a classificar exames sem formação para avaliar estas provas

 

 

Pela primeira vez em cinco anos, o Instituto de Avaliação Educativa não fez acções de formação para os professores classificadores.

 

corrigir exames

Quase metade dos 13 mil docentes mobilizados para a classificação os exames nacionais do ensino secundário não têm formação específica nesta área, confirmou ao PÚBLICO o gabinete de comunicação do Instituto de Avaliação Educativa (Iave), o organismo responsável pela elaboração e classificação das provas.

” O Iave tem cerca de 6650 professores com formação na bolsa de classificadores e outros tantos (6447) sem formação”, especificou. A constituição de uma bolsa de professores classificadores foi apresentada, em 2010, como um salto qualitativo na correcção das provas, não só por uniformizar os critérios de selecção para esta função, mas também por se providenciar uma especialização nesta área, através de formações anuais promovidas pelo Iave.

Em 2015 nada disto aconteceu. O alerta foi dado ao PÚBLICO por uma professora do ensino secundário e confirmado pelo Iave. “Este ano não houve formação”, indicou a assessora de imprensa daquele organismo, sem adiantar razões para tal.

 
Este é mais um daqueles assuntos, tipo o início do ano lectivo, em que um par de dias de atraso na abertura do ano já serve para criticar o MEC dizendo que não há tempo para cumprir o programa.

Aqui critica-se haver formação a menos, mas se a formação fosse do tipo “british” também se criticava for haver formação a mais.

Nestes aspectos, os professores são uns eternos insatisfeitos.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2015/06/do-rigor-iaveniano/

Mais uma medida… e é a pedais!!!

Não discordo, mas vai sobrar para alguém…

 

1525262_838575722858209_6293933734563686936_n

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2015/06/mais-uma-medida-e-e-a-pedais/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog