Um Caminho

… para permitir uma inversão nos valores da taxa de natalidade, mas desde que se apliquem as propostas e estas não se fiquem pelo papel.

Gostei da apresentação geral, mas vou ainda aguardar pela leitura do relatório elaborado por um grupo de trabalho presidido por Joaquim Azevedo, para perceber melhor algumas ideias apresentadas hoje. Não me acobardei de transmitir algumas ideias chave ao Dr. Joaquim Azevedo, que verifico terem entrado de uma forma ou de outra nas propostas apresentadas hoje.

 

 

Passos Coelho apresenta propostas para “remover obstáculos” à natalidade

 

 

Trabalho em part-time até um ano após licença parental pago a 100%, redução no IMI e nas tarifas de água, lixo e saneamento e criação do passe familiar nos transportes públicos: estas são algumas das propostas apresentadas nesta terça-feira pelo primeiro-ministro.

 

 

 

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/07/um-caminho/

9 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Legislador on 15 de Julho de 2014 at 22:20
    • Responder

    Tretas que apenas, se porventura entrarem em vigor daqui a 5 anos, já perdeu uma grande fatia dos jovens da faixa etária 30 – 35 que perdem a esperança! Não vamos arriscar, mesmo com essas ditas vantagens, quando não temos rendimentos! Ou se temos, andam na ordem dos 485 euros

    • marau56 on 15 de Julho de 2014 at 23:15
    • Responder

    Mas alguém ainda acredita nestas tretas?


  1. E porque não começarem por devolver os empregos?


  2. Ohh coelhinhooo…O que tu queres sei eu!!!!!!!!!!!! :-p


  3. Trabalho a tempo parcial para todas as mães. Paralelamente aos incentivos de natureza financeira…
    Claro que mais uns anos…. e qualquer medida política não servirá para nada, pois a população já está bastante envelhecida!!!!!!!!!!!

    • Paulo on 16 de Julho de 2014 at 13:56
    • Responder

    Este assunto é muito mais sério e grave do que nos possa parecer…

    Este país pode cair no abismo social…


  4. Se para concorrermos, o n.º de filhos aumentasse um ponto na graduação ou nas colocações dessem prioridade às mães e aos pais com maior n.º de filhos, ou ainda permitissem a aproximação à residencia das mães e pais q tenham filhos com pelo menos menos de 5 ano, a natalidade aumentaria, n tenho dúvidas.

    • THIS MORTAL COIL on 17 de Julho de 2014 at 7:52
    • Responder

    Falta um a Lua cheia mais capaz e com mais brilho nestas iniciativas teoóricas.

    • THIS MORTAL COIL on 17 de Julho de 2014 at 7:54
    • Responder

    Teóricas.

Responder a Ana Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog