O Aumento da ADSE Até Pode Ser Constitucional

Mas é imoral esse aumento porque vai colapsar o sistema da ADSE.

 

 

Receita da ADSE cai até junho apesar do aumento dos descontos

 

A receita das contribuições para a ADSE caiu 27,5% no primeiro semestre deste ano face ao período homólogo, para os 219,3 milhões de euros, segundo a Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO).

 

De acordo com a análise da UTAO à execução orçamental do primeiro semestre, a que a Lusa teve hoje acesso, esta receita de 219,3 milhões de euros na ADSE na primeira metade do ano representa um grau de execução de apenas 32,9%.

  

“Devido aos sucessivos aumentos da taxa de contribuição, seria de esperar um aumento da receita, no entanto verifica-se o oposto”, escreveram os técnicos independentes que apoiam o parlamento, acrescentando que para esta evolução “poderá ter contribuído a insuficiência de reporte de alguns organismos ou a saída de beneficiários do sistema”.

No Orçamento do Estado para 2014, o Governo estabelecia um aumento da contribuição para a ADSE e outros sistemas de saúde dos 2,25% para os 2,5%. No entanto, em janeiro, o Conselho de Ministros decidiu novo aumento destes descontos, dos 2,5% para os 3,5%.

A UTAO estimou que o primeiro aumento renderia 132,7 milhões de euros e que o segundo aumento das contribuições para a ADSE e outros sistemas de saúde representasse receitas adicionais de 160 milhões de euros.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/07/o-aumento-da-adse-ate-pode-ser-constitucional/

2 comentários

  1. Realmente não tem muita lógica haver um decréscimo nas receitas da ADSE quando afinal os as contribuições aumentaram…

    No que respeita ao aumento das contribuições para a ADSE, acredito que seja um mecanismo para compensar a redução do funcionalismo público e manter o subsistema de saúde estável. O número percentual do aumento das contribuições deve ter uma relação directa com a previsão dos que vão saindo dos quadros do Estado.

    O meu palpite é que, provavelmente, os precários a trabalhar para o Estado são (eram) muito mais que o previsto, promovendo assim uma receita global ilusoriamente estável. Ou então, a sangria de funcionários públicos a sair do Sistema é superior ao previsto.

    • Maria on 1 de Agosto de 2014 at 0:55
    • Responder

    Este aumento das contribuições para a ADSE foi uma forma que os nossos políticos encontraram para a destruirem, a favor de duas ou três seguradoras, (nas quais devem ter participação). A explicação está na forma descarada e persistente como têm vindo a ser contactados os docentes para subscreverem apólices de saúde, logo após esta decisão. E muitos caíram na cilada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: