No Expresso de Hoje

Ainda não tive oportunidade de ler a notícia mas conforme o quadro de baixo mostra, foram 273 os docentes que foram colocados pela DGAE em renovação e na Contratação Inicial/Reserva de Recrutamento de dia 12 de Setembro e que tinham menos de 5 anos de serviço.

Quase metade (118) foram colocados no grupo 350 – Espanhol e segundo me parece no próximo ano letivo a oferta de Espanhol está a ser reduzida em muitas escolas, pelo que será difícil que fiquem colocados no próximo ano letivo tantos docentes neste grupo como ficaram colocados este ano. O mesmo deve acontecer com o grupo 910 – Educação Especial 1.

Se a prova serve para alguma coisa? Não serve para nada, a não ser para limpar uns nomes da lista de não colocados. E é por isso que ela é inútil.

No meu ponto de vista, nesta altura é mais grave que a igualdade de oportunidades não seja garantida aos docentes portadores de deficiência pelo alargamento das contratações de escola às escolas e os números seguintes provam isso.

  • Dos 273 colocados com menos de 5 anos de serviço, 66 concorreram ao abrigo do DL 29/2001.
  • Dos 273 colocados com menos de 5 anos de serviço, 70 ficaram colocados em renovação (TEIP e autonomia) mas apenas 1 ficou colocado em renovação e que tem quota de deficiência.

Em percentagem posso dizer que:

  •  As colocações pela DGAE permitiram que dos 273 docentes colocados com menos de 5 anos de serviço 24,2% fossem docentes portadores de quota de deficiência.
  • As escolas colocaram apenas 1,5% de docentes portadores de quota de deficiência com menos de 5 anos de serviço.

E não vejo ninguém a manifestar-se contra isto, nem a convocar greves, nem manifestações ou plenários.

 

 

expresso

 

 

colocações REN e CI 2013-2014 anos de serviço1

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/07/no-expresso-de-hoje-2/

13 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Correia on 26 de Julho de 2014 at 17:07
    • Responder

    Pois não, infelizmente! É que a deficiência, para a maioria das pessoas, é um problema que apenas afecta os outros… Algo que não nos diz respeito e do qual nos distanciamos… Não vá pegar-se!… Ainda vivemos numa sociedade que acha que a pessoa com deficiência deve ficar em casa entre quatro paredes, em vez de usar as suas capacidades. Ainda vivemos numa sociedade que, na presença de uma pessoa com deficiência e outra sem deficiência e menos qualificada contrata a última, se apenas existir uma vaga. Por isso mesmo é que o Estado é o único que ainda tem uma lei que protege de certo modo as pessoas que apresentam deficiências.

    • Jorge on 26 de Julho de 2014 at 19:51
    • Responder

    Não esquecer que alguns dos que renovaram, estão no fim das listas! Se a renovação foi legal, a 1ª colocação foi muito estranha e polémica.

    • A.L. on 26 de Julho de 2014 at 20:19
    • Responder

    NO quadro a primeira linha (número de 0 a 32) correspondem a quê?

      • Correia on 26 de Julho de 2014 at 21:08
      • Responder

      Corresponde aos anos de serviço, colega A.L.

    • tictac on 26 de Julho de 2014 at 21:45
    • Responder

    é estúpido e inútil haver a opção de espanhol mas é uma coisa totalmente tuga pois o alemão nem pensar que dá trabalho…

      • Soniara on 26 de Julho de 2014 at 22:28
      • Responder

      Pois eu não considero estúpida a escolha de qualquer língua estrangeira. Estúpido é pensar que estudar espanhol não dá trabalho, isso sim é que é mesmo à “tuga”.

      • sandra on 27 de Julho de 2014 at 9:32
      • Responder

      pois fique sabendo colega tictac que conheço várias escolas que obrigam os alunos a escolher alemão para não contratarem prof de espanhol. onde está a tão apregoada LIBERDADE de escolha??? e pensar que o espanhol não dá trabalho por ser semelhante ao português na oralidade é realmente redutor e comentário de quem não faz ideia do que está a falar…e em termos de ofertas de trabalho: a Alemanha é um espetáculo, decerto, mas o espanhol e 2ª língua mundial na atualidade, não esqueça isso…

    • Sílvia on 26 de Julho de 2014 at 21:59
    • Responder

    Não entendo…alguém me explique. Quais as condições para renovação? Como é possível haver no grupo de informática 2 colegas com 2 anos de serviço, 1 colega com 3 anos de serviço e 5 colegas com 4 anos de serviço a renovar para o ano letivo que vem, quando eu com poucos dias para os 5 anos e concorrendo para o país todo não tive colocação?

      • Correia on 26 de Julho de 2014 at 22:28
      • Responder

      Sílvia a tabela tem as colocações em renovação, em contratação inicial e em reserva de recrutamento. Talvez os colegas que refere tenham concorrido ao abrigo do DL 29/2001. Verifique se é essa a situação.

        • Sílvia on 26 de Julho de 2014 at 22:48
        • Responder

        Pois. Obrigado colega.

    • yurovskaya on 27 de Julho de 2014 at 0:04
    • Responder

    Tictac não entendo a opinião da inutilidade do espanhol…é uma língua estrangeira e apesar da proximidade com o português não o deixa de ser… mas claro tuga que é tuga acha que sabe falar e depois lá sai um “presupuesto” quando até se queria dizer “por supuesto”…ah e por sinal bem difundida pela mundo…Na Irlanda este ano os colégios colocaram-na como 2ª língua…e mais…não sou docente e lido com alemães que o que querem é explorar o tuga…que nas suas listas está como um país de mão de obra barata…Deixemo-nos de nos curvar à Alemanha e aos alemães…que muito nos exploram…

    • Fátima on 27 de Julho de 2014 at 12:29
    • Responder

    O Espanhol a seguir ao inglês é a língua que tem mais falantes no mundo!O alemão nem por isso!

    • Paulo on 27 de Julho de 2014 at 18:37
    • Responder

    E não haver opção de espanhol para quem vai para o 10º ano na maioria das escolas… isto é GRAVE… obrigam o inglês!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: