Existem 149 Subcritérios Autorizados Pela DGAE

… para a Bolsa de Contratação de Escola.

 

Distribuídos da seguinte forma:

 

149 subcritérios

 

Parece um bom princípio que as escolas possa apenas usar estes critérios autorizados, no entanto, ainda são demasiados subcritérios para tornar acessível a cada docente candidatar-se a cada uma das 304 escolas TEIP ou com Autonomia.

Um máximo de 20 subcritérios, com possibilidade das escolas escolherem 5, seria mais que suficiente para que uma parte da decisão passasse para as escolas e desta forma bastava que o currículo do docente ficasse disponível na aplicação SIGHRE com possibilidade de acesso a todas as escolas.

O preenchimento desses 20 subcritérios de forma global e depois a manifestação de interesse, com um simples clique, para cada escola para um determinado intervalo de horário seria suficiente para os docentes se candidatarem às escolas TEIP e com Autonomia.

Se alguém na DGAE percebesse de concursos seguia uma ideia semelhante.

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/07/existem-149-subcriterios-autorizados-pela-dgae/

9 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Angélico on 30 de Julho de 2014 at 19:54
    • Responder

    As escolas são obrigadas a notificar o docente com HZ por via carta ou mail, e informando que vai para MI?

    • cvguiomar on 30 de Julho de 2014 at 19:57
    • Responder

    Estou ansiosa para ver o que vem aí…
    13 subcritérios para avaliação de desempenho? O que é que se pode pedir de muito diferente de ultima avaliação de desempenho ou ultima avaliação de desempenho num período n superior a 3 anos, como se viu nas CE do ano transacto?
    85 subcritérios para experiência profissional…acho que ainda vamos ver estes subcritérios aprovados a virem a ser considerados ilegais…

  1. Também estou curiosa, mas pode ser só uma questão de português, ou seja, pedir a mesma coisa por palavras diferentes…

  2. A solução mais simples seria retirar o (estúpido) impedimento dos contratados concorrerem a escolas TEIP’s e de autonomia…. assim seria mais fácil e equitativo pra todos.

    • azevedo on 31 de Julho de 2014 at 0:02
    • Responder

    qd é que se pode inscrever, datas ?? alguém sabe?

    • azevedo on 31 de Julho de 2014 at 1:39
    • Responder

    Acho bem que o Ministério tenha escrito os sub-critério. O que se passava nas escolas era vergonhoso, injusto e, nalguns casos, pateta.

    • THIS MORTAL COIL on 31 de Julho de 2014 at 10:58
    • Responder

    Nunca deveriam existirem bolsas de recrutamento….é uma vergonha tremenda, bem como os critérios…autonomia é uma privatização de um director bem como o MEC para destruir o sistema público….

      • Maria on 31 de Julho de 2014 at 15:55
      • Responder

      Muito bem!!!

    • Marta on 31 de Julho de 2014 at 22:19
    • Responder

    O MEC lá vai conseguindo destruir o concurso nacional, com o aval da FNE e o silêncio ensurdecedor da FENPROF. Eu ainda sou do tempo em que havia alguma justiça e muita sorte nas colocações de professores. Agora há, apenas, a cunha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: