2104 Docentes na Mobilidade Por Doença

O MEC anunciou hoje que 2104 docentes viram o seu pedido de Mobilidade por Doença autorizado para 2014/2015.

 

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO AUTORIZA DESTACAMENTO DE PROFESSORES

 

 

O Secretário de Estado do Ensino e da Administração Escolar, João Casanova de Almeida, autorizou o destacamento por condições específicas de 2104 professores, todos os que reuniam os requisitos necessários para o efeito, de acordo com o Despacho 6969/2014.

Os docentes que solicitaram a mobilidade interna por motivo de doença sua ou de familiares ficarão assim afetos às escolas da sua preferência, de modo a poderem exercer a sua profissão na proximidade das suas residências ou das instituições onde realizam ou acompanham tratamentos.

Dos 2104 requerimentos válidos, 1291 foram apresentados por doença incapacitante do próprio docente, 473 por doença incapacitante de ascendente que com o docente coabita e que dele depende exclusivamente, 212 por doença incapacitante de descendentes e 128 por doença incapacitante de cônjuge ou de pessoa com quem vivem em união de facto.

Assim, a quase dois meses do arranque do próximo ano letivo, estes professores têm já a sua situação definida, respondendo-se deste modo a situações pessoais que mereciam especial atenção social e humana. Este foi um compromisso assumido pelo Ministério da Educação e Ciência e que tem sido cumprido nos últimos anos.

Na sequência da atenção que o Ministério da Educação e Ciência sempre dispensou aos docentes em destacamento por condições especificas, foi constituída na Direção Geral da Administração Escolar (DGAE) uma equipa de acompanhamento e apoio a estes docentes.

O despacho assinado hoje pelo Secretário de Estado do Ensino e da Administração Escolar seguirá para a DGAE, para que sejam efetuados os procedimentos necessários à concretização do destacamento.

 

 

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2014/07/2104-docentes-na-mobilidade-por-doenca/

62 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Maria Arménia Madail da Silva on 21 de Julho de 2014 at 22:08
    • Responder

    “1291 foram apresentados por doença incapacitante do próprio docente,” isto, a mim transcende-me.Se os 1291 docentes têm doença incapacitante e daquelas (doenças) que vêm na legislação não deveriam estar a dar aulas, uma vez que estão incapacitados, não é verdade? Alguém me explica isto?


  1. Boas Arlindo! e ter acesso à lista será possível? Ou saberemos só quando saírem colocações?
    Obrigado…

    • José on 21 de Julho de 2014 at 22:18
    • Responder

    Maria Arménia. Tenho pena da senhora. Eu tenho uma doença grave que lha dava com todo o gosto. Apesar de ter uma doença grave, o facto de ter o devido acompanhamento familiar, fez com que não faltasse um único dia à escola.
    Tenha respeito pelo próximo.


    1. Concordo em pleno, com o colega.

      • Seria Justo on 22 de Julho de 2014 at 10:49
      • Responder

      Infelizmente e não sejamos hipócritas, o colega sabe que são muitos os que abusam…

      • Seria Justo on 22 de Julho de 2014 at 10:56
      • Responder

      Quem acredita que apenas num grupo e numa determinada cidade do interior mais de uma centena têm MD por necessidade??? Por isso deixaram de publicar as listas!!!

    • José on 21 de Julho de 2014 at 22:19
    • Responder

    CP,
    Se for como em anos anteriores, não haverá lista. Cada um receberá um mail individualmente.


    1. Okzzz, e sabe lá porque data tem chegado esse mail? muito obrigado pela atenção…

        • José on 21 de Julho de 2014 at 23:31
        • Responder

        O ano passado chegou em finais de agosto. Mas tudo leva a querer que este ano será mais cedo. Boa sorte.

      • Seria Justo on 22 de Julho de 2014 at 10:43
      • Responder

      Porque será que não há lista???

        • José on 22 de Julho de 2014 at 10:46
        • Responder

        Pergunte a DGAE. Por mim pode haver.

          • Seria Justo on 22 de Julho de 2014 at 10:51

          Eu explico-lhe…a falta de respeito pela graduação!!!

    • amsil on 21 de Julho de 2014 at 22:27
    • Responder

    Despacho n.º 6969/2014 – n.º 9 — Sem prejuízo do disposto no número anterior, deve-lhes ser atri-
    buída componente letiva quando o destacamento tenha por fundamento a situação de doença do cônjuge ou da pessoa com aquele viva em condições análogas à dos cônjuges, dos ascendentes ou dos descendentes,ou sempre que a situação da sua própria doença o permita.

    Vai ser bonito de se ver!!! Estes docentes a terem componente letiva nas poucas vagas existentes na Mobilidade Interna, em detrimento dos QA e QZP, que se apresentam a concurso. No meu Agrupamento de residência para o qual pretendo concorrer, dado que vou à MI, existem 3 vagas para o meu grupo de recrutamento e sei que 4 colegas do QZP 7 com menos 12, 10 e 9… anos de serviço do que eu, se continuarem a ter MPD, AGORA, ESTE ANO, vão ter componente letiva atribuída. Assim, as vagas não vão aparecer a concurso. Estarei certa??? Espero não ter razão!
    Expliquem-me por favor!

      • jmsilva on 21 de Julho de 2014 at 22:35
      • Responder

      C I R C U L A R Nº B14032144C
      11. Os docentes a quem for conferida a mobilidade por doença são retirados do procedimento de mobilidade interna do concurso nacional, caso venham a ser opositores ao referido procedimento.

      Então estes docentes por MPD não são opositores à MI, nomeadamente os QZP? Só podem ser retirados, em princípio, em 29 de agosto, caso haja deferimento. As vagas devem sempre ser manifestadas pela escola. Ou não estarei a ver bem a lei???!!!

        • Seria Justo on 22 de Julho de 2014 at 10:48
        • Responder

        Eu aposto que retiram as vagas aos colegas!!! Pois já não é a primeira vez que isso se verificou…Era bom que não retirassem as vagas…Não se esqueça também que diz a mesma legislação que são retirados da MI

    • Maria Arménia Madail da Silva on 22 de Julho de 2014 at 10:06
    • Responder

    José: não tenha pena de mim. Não costumo ser indelicada com os colegas. O que me parece é que a maioria das doenças incapacitantes e como a própria palavra indica. “incapacitante= a não conseguir fazer algo…” que fazem parte da lista do MEC são absurdas. Se eu tiver “lepra” posso pedir destacamento por condições específicas e, acha que seria justo eu estar num estabelecimento de ensino e ter lepra? É a esse tipo de doenças que me refiro. Evidentemente que os cegos, por exemplo, poderiam ter destacamento por condições específicas e, segundo me parece, não estão contemplados na lei; os diabéticos( os quais podem ter hipoglicemias noturnas e entrar em coma, caso não tenham ninguém, também não podem pedir destacamento e por aí adiante. Interpretou-me mal. Para a próxima, caso não esteja a entender, peça um esclarecimento, pois dar-lho-ei com todo gosto. E não pus em causa a sua assiduidade nem o seu desempenho.


    1. Sou diabético (tipo 1) e discordo totalmente de si!!!!

      “Se os 1291 docentes têm doença incapacitante e daquelas (doenças) que vêm na legislação não deveriam estar a dar aulas, uma vez que estão incapacitados, não é verdade?”
      Excelente ponto de vista, se é doente incapacitado não deveria dar aulas!!! BRILHANTE

      Já agora tem noção da incapacidade que algumas daquelas doenças podem provocar? Será que percorrer diariamente 100Km sendo portador de alguma daquelas doenças não poderá trazer outros problemas?

      Mais respeito se faz favor, ou mais atenção na forma como se escreve.

      É verdade que muitos abusam e abusaram mas por isso não pode pagar quem tem direitos.

      É por coisas destas que a classe docente está pela hora da morte.

    • José on 22 de Julho de 2014 at 10:52
    • Responder

    Os “cegos” como lhes chama, podem pedir mobilidade definitiva. Foi assim en 2011. Penso que se mantém. Quanto ao resto nada tenho a acrescentar. Continuo a achar que foi indelicada com os professores que fazem parte deste grupo. Boas férias.

      • Seria Justo on 22 de Julho de 2014 at 11:00
      • Responder

      Eu defendo a MI mas com uma salvaguarda…não retirarem as turmas aos colegas da MI!! Ou seja depois da MI e se restassem turmas é que estas poderiam ser-lhes atribuídas, isto para não acontecerem as situações já vividas anteriormente em que colegas em MI ficaram sem turmas para alguns colegas com menos de metade do tempo de serviço …

        • Seria Justo on 22 de Julho de 2014 at 11:01
        • Responder

        “Eu defendo a MD mas …”

    • P.M. on 22 de Julho de 2014 at 11:27
    • Responder

    Leia a lista das doenças incapacitantes antes de fazer demonstração pública de ignorância. Não refere doenças infecto-contagiosas e os cegos ou amblíopes estão contemplados (é a 5ª).

    Não tem nada que agradecer.

    Sarcoidose.
    Doença de Hansen.
    Tumores malignos.
    Hemopatias graves.
    Doenças graves e invalidantes do sistema nervoso central e periférico e dos órgãos dos sentidos.
    Cardiopatias reumatismais crónicas graves.
    Hipertensão arterial maligna.
    Cardiopatias isquémicas graves.
    Coração pulmonar crónico.
    Cardiomiopatias graves.
    Acidentes vasculares cerebrais com acentuadas limitações.
    Vasculopatias periféricas graves.
    Doença pulmonar crónica obstrutiva grave.
    Hepatopatias graves.
    Nefropatias crónicas graves.
    Doenças difusas do tecido conectivo.
    Espondilite anquilosante.
    Artroses graves invalidantes.

    Aproveito para desejar boa sorte aos colegas que, estando numa das situações elencadas na lista (ou um familiar), não desistem de dar o seu melhor e de contribuir para a educação em Portugal, dando um exemplo de força e coragem.

      • Abusos... on 22 de Julho de 2014 at 16:37
      • Responder

      E também os depressivos e afins…cabem todos! Por este andar qualquer dia metem todos a MD e ela vai implodir!! Há casos que deviam ter direito a ela e não lhes é concedido e outros que a pediram e só vê-los.


  2. Olá , infelizmente pedi DCE , para dar apoio à minha filha que tem sete anos( doença do SNC). Faz vários tratamentos incluindo fisioterapia …. Felizmente tenho uma família extraordinária que me tem ajudado bastante com as idas as consultas, exames, etc para assim não faltar na escola e não prejudicar os meus alunos… Falto sim o necessário para apoiar a minha filha e todas são justificadas . Fico por vezes triste com o ” discurso” de alguns colegas.

    • Maria Arménia Madail da Silva on 22 de Julho de 2014 at 13:29
    • Responder

    Por favor! O meu discurso não foi em relação aos descendentes nem ascendentes… o que eu queria comentar é a listagem de doenças que são possíveis para se ter um destacamento, tendo em conta o próprio docente. Acho inadmissível que se coloque a doença de Hansen como motivo para destacamento de um docente com esta doença… o que quer dizer que diminui as hipóteses desses destacamentos. Este meu ” discurso” vem de encontro à falta de sensibilidade do MEC para com algumas doenças, tais como algumas que nomeei acima. Estão a interpretar tudo mal.Os “cegos” sem qualquer intenção pejorativa, como está o colega josé a querer fazer passar não estão contemplados nessas doenças e tenho um amigo que é Invisual e nem sempre fica onde quer: perto de casa.
    Boas férias.

      • Maria on 22 de Julho de 2014 at 16:45
      • Responder

      Ainda bem que a senhora “só acha” e não manda nada. Espero que nunca nenhuma destas (ou outras) a atinja nem aos seus. Olhe que cuspir para o ar costuma dar mau resultado.
      Só para que saiba, sou saudável.

    • Maria Arménia Madail da Silva on 22 de Julho de 2014 at 13:37
    • Responder

    Só queria que me informasse onde está contemplada a Diabetes, insulino dependente… e claro que fico muito feliz pelos colegas terem esse destacamento. Quanto aos colegas com doenças graves e invalidantes do sistema nervoso central e periférico e dos órgãos dos sentido: bem hajam pelo vosso contributo. Mas como disse no post anterior o destacamento nem sempre é definitivo.

    • lecas on 22 de Julho de 2014 at 14:11
    • Responder

    Penso que nenhum professor é contra esta mobilidade desde que justificada. O problema são os abusos e fraudes que se vê acontecer mesmo ao nosso lado…
    A propósito: É possível um casal de professores usufruir deste destcamento para dar assistêcia ao mesmo familiar?
    Obrigada

      • Obvio on 22 de Julho de 2014 at 16:33
      • Responder

      Muito bem dito. O problema são os casos exagerados que são muitos. Por causa dos abusos qualquer dia acabam com tudo. Quanto às doenças graves…sabemos que muitos médicos por dinheiro atestam tudo e mais alguma coisa…

    • lecas on 22 de Julho de 2014 at 14:13
    • Responder

    Outra situação que para mim foi absurda foi saber que um colega com um fulho pequeno com trissomia não teve direito a esta mobilidade…


  3. “Na sequência da atenção que o Ministério da Educação e Ciência sempre dispensou aos docentes em destacamento por condições especificas, foi constituída na Direção Geral da Administração Escolar (DGAE) uma equipa de acompanhamento e apoio a estes docentes.” ????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

      • Só visto on 22 de Julho de 2014 at 16:40
      • Responder

      Devem ser da mobilidade Especial 2014 … cartão laranja!!!


  4. Não existe nada nos sites do ME sobre este assunto. Esta informação é mesmo verdadeira? Onde está?


  5. Não encontro está informação nos sites no ME. Alguém me sabe dizer onde está?

    • Amélie on 22 de Julho de 2014 at 22:08
    • Responder

    Tenho pena é que eu não possa ter concorrido à mobilidade por doença por pretender ficar no mesmo concelho onde fiquei colocada no último concurso por via normal. Vou ter de concorrer à mobilidade interna e somente em setembro e se ficar fora do concelho é que posso pedir a mobilidade… TRSTEZA…

    • Sonia on 22 de Julho de 2014 at 22:29
    • Responder

    Boa noite. Na aplicação da Dgae continua a aparecer apenas o estado Submetido para o pedido por MPD. Também acontece o mesmo aos colegas que fizeram o pedido? Obrigada


    1. Sim. Não recebi nenhum mail nem tive conhecimento das listas provisórias.

        • CristinaAraújo on 30 de Julho de 2014 at 15:06
        • Responder

        Também estou a espera do email. Ainda não recebi nada. Estou a ficar demasiadamente ansiosa com esta situação. Este despacho é para todos os que pediram MD e está automáticamente autorizada a situação ou temos mesmo que receber o email?
        Infelizmente a minha situação é muito séria e acredito que muitas também o serão.
        Obgda

          • Kiki on 30 de Julho de 2014 at 15:58

          Temos mesmo de receber o email.


    2. Sim, não vejo nada no pedido de MPD. Nem vejo listas, mas não sei se é costume haver, porque é a primeira vez que o fiz.

      • Rosa on 23 de Julho de 2014 at 17:55
      • Responder

      Já recebi resposta ao pedido da mobilidade-deferido

        • Sonia on 23 de Julho de 2014 at 17:57
        • Responder

        Por aqui ainda nenhum email.

    • José on 23 de Julho de 2014 at 0:05
    • Responder

    Sônia, não ligue a isso, pois cai manter se sempre assim. Aguarde tranquilamente pelo mail da Dgae. Boa sorte.

    • José on 23 de Julho de 2014 at 0:13
    • Responder

    Quis dizer vai manter se…


    1. E os que não foram aceites?? Não há prazo para haver lugar a reclamação?

    • José on 23 de Julho de 2014 at 8:54
    • Responder

    Os que forem indiferidos também saberão por mail, onde serat dito o porquê. Nestes casos só resta fazer recurso hierárquico cem fundamentado. Boa sorte.

    • Maria Arménia Madail da Silva on 23 de Julho de 2014 at 11:02
    • Responder

    (Yupi: “Sou diabético (tipo 1) e discordo totalmente de si!!!!”

    “Se os 1291 docentes têm doença incapacitante e daquelas (doenças) que vêm na legislação não deveriam estar a dar aulas, uma vez que estão incapacitados, não é verdade?”
    Excelente ponto de vista, se é doente incapacitado não deveria dar aulas!!! BRILHANTE

    Já agora tem noção da incapacidade que algumas daquelas doenças podem provocar? Será que percorrer diariamente 100Km sendo portador de alguma daquelas doenças não poderá trazer outros problemas?

    Mais respeito se faz favor, ou mais atenção na forma como se escreve.

    É verdade que muitos abusam e abusaram mas por isso não pode pagar quem tem direitos.

    É por coisas destas que a classe docente está pela hora da morte.)

    “Sou diabético (tipo 1) e discordo totalmente de si!!!!” – discorda???? Acha que não deve ter direito a destacamento para poder ter um acompanhamento??? Lamento! O meu marido é diabético Tipo 1 e tive, algumas vezes (muitas) de o levar ao hospital e outras tive que lhe administrar medicação SOS. Caso não estivesse em casa, como seria????Tem direito, segundo a legislação do MEC a pedir destacamento? NÃO! A sua doença e a do meu marido não se encaixam em nenhuma delas!!! E sei o que estou a dizer e, ainda, RESPEITO e MUITO todos os meus colegas e, mais, ainda, SEI ESCREVER E BEM!!!
    ((É por coisas destas que a classe docente está pela hora da morte.)) – PORQUÊ? O colega deu UMA das muitas respostas que poderiam estar na origem dessa hora da morte: “É verdade que muitos abusam e abusaram mas por isso não pode pagar quem tem direitos.”

    Isto são desabafos!!!

      • Seria Justo on 23 de Julho de 2014 at 12:05
      • Responder

      Muito bem, concordo com o que disse!

    • José on 23 de Julho de 2014 at 17:22
    • Responder

    Mobilidade autorizada. Boa sorte a todos.

    • CAMLM on 23 de Julho de 2014 at 17:48
    • Responder

    Colegas já recebi o email da DGAE a dizer que o meu pedido foi deferido. Boa sorte a todos!

    • José on 23 de Julho de 2014 at 17:50
    • Responder

    Já tinha escrito aqui que o meu também tinha sido deferido. Mas ficou pendente a publicação. Não percebi. Boa sorte a todos.


  6. Ainda não recebi nenhum mail! Estou a desesperar! Nem deferido nem indeferido.


  7. Há algum colega que ainda não tenha recebido o mail do pedido de mobilidade por doença? Não recebi nada ….

      • CristinaAraújo on 30 de Julho de 2014 at 15:09
      • Responder

      Tb nada…

    • somar on 28 de Julho de 2014 at 15:32
    • Responder

    Eu nada ….

      • Kiki on 28 de Julho de 2014 at 17:05
      • Responder

      Também nada…

    • Maria Júlia Sampaio on 29 de Julho de 2014 at 10:31
    • Responder

    Sera hoje que vão enviar as notificações da mobilidade por doença? Anda não recebi. Alguém sabe o que se passa?

      • Kiki on 29 de Julho de 2014 at 10:46
      • Responder

      Não sei o que se passa. Também não recebi nada até agora.


  8. Esta espera …….. Horrível

      • Kiki on 30 de Julho de 2014 at 15:56
      • Responder

      Telefonei agora para a DGAE e disseram-me para ter paciência e aguardar… aguardar… aguardar…

    • Ritinha on 30 de Julho de 2014 at 13:27
    • Responder

    Nada ainda!

    • Maria Júlia Sampaio on 30 de Julho de 2014 at 21:55
    • Responder

    NADA!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog