Número de Docentes em 2011/2012

Como não existe um quadro único com a totalidade dos docentes em exercício de funções na rede do MEC por tipo de docente, ficam aqui os 4 quadros com a totalidade dos docentes.

 

Em 2011/2012 havia em Portugal continental 100779 docentes dos quadros e 28730 docentes contratados.

O número de professores contratados representava nesse ano letivo cerca de 20% dos docentes em Portugal, embora esta percentagem não possa ser assim medida, já que muitos dos contratos celebrados nesse ano não representavam uma necessidade permanente, mas sim uma necessidade temporária.

Volto a repetir que ainda durante o ano letivo de 2011/2012 consegui chegar ao mesmo número hoje apresentado pela DGEEC e também posso afirmar que o número de contratações baixou significativamente no ano letivo 2012/2013.

A principal razão para uma redução de quase 40% de contratações entre 2011/2012 e 2012/2013 deveu-se essencialmente às alterações curriculares impostas pelo MEC.

Para 2013/2014 o número de contratações também irá baixar (não tanto como entre 2011/2012 e 2012/2013) e desta vez será pela melhor racionalização dos recursos humanos já existentes nos quadros do MEC. Se em 2012/2013 existiram menos de 20 mil contratados este ano letivo que se aproxima deverá andar entre os 12 mil e os 15 mil contratados, no entanto a duração dos contratos e a média do número de horas dos contratos deverá baixar significativamente (este seria um estudo que a DGEEC devia fazer também).

As previsões que faço não são boas, mas não devem fugir muito à realidade.

 

 

100
110
2 ciclo
3 ciclo secundário

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/08/numero-de-docentes-em-20112012/

9 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Zaratrusta on 20 de Agosto de 2013 at 20:02
    • Responder

    Facto: Verificou-se, no último ano, um aumento do abandono escolar no ensino secundário.
    Os alunos estão a ser forçados a abandonar o ensino. Não existem menos professores porque há menos alunos; quer-se diminuir o número de alunos para que sejam necessários menos professores.

      • Profa farta de medíocres on 20 de Agosto de 2013 at 22:16
      • Responder

      Forçados a abandonar o ensino? Para fazer o quê?

        • Pois on 20 de Agosto de 2013 at 23:03
        • Responder

        Para dar tacho a professores medíocres do privado, para emigrar ou engrossar os desempregados do país.

          • Profa farta de medíocres on 21 de Agosto de 2013 at 14:56

          Pois, só pode.

    • Green on 20 de Agosto de 2013 at 20:33
    • Responder

    Boa noite! Neste momento, a minha dúvida (entre outras) é se sairão horários anuais ao longo do primeiro período. Tenho a certeza que serão em nº reduzido, mas até que ponto há a possibilidade de nem sequer haver esse tipo de horários?!

    • ginbras on 21 de Agosto de 2013 at 1:14
    • Responder

    Arlindo só foram contabilizados os contratados com início de funções a 1 de setembro com horário completo? Pq todos os outros q iniciaram funções logo a seguir devem ser praí mais uns 10mil na boa!Entre contratos anuais incompletos…completos e incompletos temporários..uiii tanta fruta…diria mesmo q em vez de 20mil contratados o bolo cheio deve ser por volta dos 30mil a passar

      • Nuno coelho on 21 de Agosto de 2013 at 9:33
      • Responder

      Nestes quadros estão incluídas substituições.

    • 007 on 21 de Agosto de 2013 at 12:02
    • Responder

    Números curiosos…Na Madeira têm vindo a ser contratados mais docentes do que nos Açores. E neste ano, sabe alguma coisa de nº de vagas para contrato?


  1. Só vão ser contratados 13 mil professores?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog