Evolução Negativa do Número de Contratados

Logo que tenha o relatório de 2011/2012 publico-o neste espaço e faço algumas comparações com os números que comecei a tirar nessa altura.

Se os meus dados tirados de 2011/2012 apontavam para 28685 contratados (segundo estes dados do Público errei por 45) os meus dados de 2012/2013 dizem que existiram 17999 colocações.

É quase escusado aguardar-se mais um ano pelo relatório do GEPE para se saber, com esta margem de erro mínima, o número de contratados em 2012/2013.

 

 

Ensino básico perdeu quase 13 mil alunos num ano

 

 

Em 2010/2011 estavam nas escolas do básico e secundário de Portugal continental 35.976 professores contratados. Um ano depois, este número já tinha descido para 28.730, um contingente que, segundo os dados que foram sendo divulgados entretanto, ter-se-á reduzido para metade no último ano lectivo e que se arrisca a praticamente desaparecer a partir de Setembro.

Comparando apenas com alunos jovens existiam 1.710.075 em 2011/2012, menos cerca de 13 mil do que no ano anterior. As principais quebras registaram-se no 1.º ciclo. No 3.º ciclo e sobretudo no secundário houve ligeiros aumentos por comparação ao ano anterior, uma tendência que deverá acentuar-se na sequência do alargamento da escolaridade obrigatória até aos 18 anos.

 

Quadro do Gabinete de Estatística e Planeamento da Educação publicado em 22 de Junho de 2012

http___www.gepe.min-edu.pt_np4__newsId=565&fileName=Evol_Docentes_Vinculo_Page_1

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/08/evolucao-negativa-do-numero-de-contratados/

9 comentários

3 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • vascoide on 20 de Agosto de 2013 at 12:06
    • Responder

    Arlindo, e que dizem as tuas previsões para este ano? Refiro-me aos contratados, claro…
    Uns 8 mil e vai com sorte?!


    1. Não deve andar muito longe, talvez os 10 mil, mas com horários mais pequenos e mais curtos.

    • Pastor no Monte on 20 de Agosto de 2013 at 13:38
    • Responder

    E mesmo com estas notícias continuam a sair das faculdades contentores de professores. É preciso ter consciência que o ensino já foi chão que deu uvas agora é simplesmente um matadouro de professores. E com estas notícias o futuro não será melhor, acreditem que ainda vai piorar mais, com esta tendência de redução das Taxas de Natalidade ( Os professores do 100 e 110 já sentem na pele) conjugado com políticas de corte orçamentais só poderá vir daí destruição maciça de postos de trabalho não só aos professores como todos os agentes educativos, incluindo auxiliares administrativos e técnicos operacionais. O futuro apresenta-se negro. O estado deixou de ser uma entidade empregadora para ser destruidora de emprego e de riqueza de muitas famílias. Para quem tem ainda emprego que o agarre com unhas e dentes (Se ainda tiver unhas e dentes).

    • Tanta incompetência e não só... on 20 de Agosto de 2013 at 15:31
    • Responder

    E de quem é culpa? De quem nos tem governado. Na generalidade, não passam de uma cambada de incompetentes e corruptos!

    • becos on 20 de Agosto de 2013 at 16:12
    • Responder

    E mesmo com números deste tipo, ainda persistem por aí dois grupos distintos a saber:
    a) O grupo dos satisfeitos por finalmente surgir alguém capaz de colocar os Zecos no lugar devido.
    b) O grupo dos que ainda não perceberam que está na hora de se unirem para pôr no lugar devido aqueles cujo único objectivo é criarem as condições para que uma determinada elite disponha de terreno fértil a seu bel prazer, continuando a sua azáfama na destruição total do país.

    • Profa farta de medíocres on 20 de Agosto de 2013 at 22:34
    • Responder

    Nós temos muita gente com um papel azul passado num baile de finalistas, ou numa qualquer queima das fitas cheia de vomitado, a dizer que são licenciados num curso via ensino, mas eu sinceramente acho que não são professores. A prova de acesso isso vai confirmar.

      • benedita cotrim on 20 de Agosto de 2013 at 23:45
      • Responder

      Acha mesmo que vai ser a prova a definir quem é ou não professor?? veja lá se não reprova!!


  1. Na generalidade, cada vez há mais professores contratados e menos efetivos, pelo menos nos anos letivos expostos!


  2. É o que se vê no quadro!


  1. […] Fui ler os números e reparei num detalhe – no 1º ciclo há menos 9554 alunos, mas houve uma redução de 2136 professores. […]


  2. […] Em 28 de Novembro de 2012 apontei para 17999 docentes contratados ao longo desse ano embora nos números de 2011/2012 tenha errado por uma margem muito inferior, mas o título deste último post está ainda mais atual do que […]


  3. I liked your blog very much.

    I want to thank you for the contribution.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog