Alguém me Explique

Como é possível a aplicação de validação de candidaturas perguntar se há lugar à recuperação automática de vaga caso o docente QA/QE seja colocado noutro quadro ou transferido de grupo de recrutamento?

Porque podem concorrer numa escola 20 professores e as vagas negativas serem uma ou duas. E nesse caso a escola como vai adivinhar quem é o professor que pode sair para dizer que a vaga dele é recuperada?

Parece-me que a acrescer às vagas negativas o que se pretende é que também não exista recuperação de vagas.

 

 

recuperação

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/04/alguem-me-explique/

6 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Oficina nem falar on 30 de Abril de 2013 at 23:58
    • Responder

    As vagas negativas são como algumas coelhas que eu já vi: sob ameaça, comem as próprias crias.

    Só não percebo qual a diferença que leva a escola a optar por “Sim (recupera)” e o “Não (não recupera”…

    • Paulo Pereira on 1 de Maio de 2013 at 1:38
    • Responder

    Professor que queira sair de quadro de uma escola com vaga negativa vai ter um bónus do computador:
    É que se ele conseguir entrar noutra escola é menos uma vaga para o concurso.
    E no final as 600 vagas podem ser menos de 400!

      • oficina nem falar on 1 de Maio de 2013 at 13:43
      • Responder

      Precisamente!… O rídículo nº das 600 e tal vagas positivas, na verdade, aniquila o pouco que ainda há… As contas de subtrair às negativas as positivas, Arlindovski, bem se vê, são mais uma bem montada esparrela… em que, facilmente, se cai. Reparem só na estratégica perversão!

      E a malta esperançada… contando com o ovo no cu da galinha dos ovos de ouro… Ah, valentes!

    • Forrobodó on 1 de Maio de 2013 at 16:14
    • Responder

    Ó, Arlindovski, então e nós não podemos ver a parte do manual de validação em que os diretores são instruídos sobre o modo como validam ou não a resposta “sim”?

    Isso é que era falar, ó amigo!
    Beijinhos :DDDD

    • Maravilhas on 2 de Maio de 2013 at 16:05
    • Responder

    Na minha escola pedimos esclarecimento à DGAE sobre esta questão, e recebemos esta reposta:

    • Há lugar a recuperação de vaga sempre que um docente colocado por concurso nacional concorra à transferência de quadro e/ou à transição de grupo de recrutamento. Nesta situação, a escola deverá selecionar SIM (Recupera vaga) para que os serviços coloquem um outro docente a substituir o que pretende sair.

    • Os senhores Diretores devem selecionar NÂO (Não recupera) se o docente que pretende a transição de grupo / transferência de quadro – foi colocado por um normativo específico, como por exemplo DL66/2000 de 26 de abril ou o DL 109/2002 de 16 de abril. Nestes casos, no normativo está expresso que a vaga extingue quando o docente deixar de prestar funções naquela ENA ou AE.

    No manual de validação, página 20, campo 3.1.1.2 em NOTA, alude-se a uma portaria que deve ser entendida como o normativo que regulou a colocação (excecional) de determinado docente no AE/ENA.

  1. E as escolas que não têm vagas negativas num determinado grupo, mas que um ou mais colegas se reformaram, essa vaga é recuperada? Quem sabe?

  1. […] e que foi postada aqui a […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog