Os Números do IEFP

Português e Matemática lideram colocações no concurso do IEFP

Quase 30% dos professores e formadores colocados no concurso do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) preencheram vagas nos grupos de recrutamento de Português e Matemática.

Estes dois grupos são os que registam um maior número de profissionais colocados, com 138 colocações a Português e 130 a Matemática.

Informática é o terceiro grupo de recrutamento com mais colocações, com 99 vagas preenchidas, mas é também um dos que deixaram lugares por preencher: duas das vagas disponíveis neste grupo de recrutamento não encontraram candidatos aptos.

Dos três lugares não preenchidos, o restante lugar vago pertence ao grupo de recrutamento de Espanhol.

Inglês, História e Economia e Contabilidade são, em conjunto com os três grupos que colocaram mais candidatos, aqueles que viram preenchidas mais de 50 vagas.

De acordo com o IEFP, este concurso surge na sequência da ênfase que o Governo quer dar às vias profissionalizantes, e da “necessidade de uma maior aposta nos cursos de aprendizagem dual e em outras modalidades de formação com uma forte conexão ao mercado de trabalho, de forma a favorecer a adequação das respostas às exigências das empresas, a empregabilidade dos mais jovens, a ativação dos desempregados e a formação contínua dos trabalhadores empregados”.

No entanto, foram ocupadas as sete vagas para o grupo de recrutamento do 1º Ciclo do Ensino Básico, todas nas regiões de Braga e Porto, o que pode denotar a necessidade de dar resposta a formações de adultos nos níveis de escolaridade mais baixos.

O grupo de recrutamento de Educação Tecnológica viu preenchidas as 44 vagas a concurso, um número só por si superior ao total de 27 professores com vínculo ao Ministério da Educação e Ciência (MEC) que se candidataram.

A área de Educação Tecnológica foi fortemente afetada pelo desemprego docente este ano letivo, depois de uma decisão do MEC no sentido de reduzir o número de professores atribuídos para o ensino de Educação Visual e Tecnológica de dois para um por professor por turma, e de por termo ao ensino da disciplina de Educação Tecnológica nos 7º e 8º anos de escolaridade.

Em termos regionais, Norte e Lisboa e Vale do Tejo representam 60% das colocações, com  242  e 300 colocações, respetivamente. O Algarve é a região com a menor percentagem de lugares preenchidos, com apenas 54 professores e formadores colocados.

Na região Centro ficaram colocados 173 professores e formadores, e no Alentejo 145 profissionais conseguiram uma colocação.

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/02/os-numeros-do-iefp/

2 comentários

    • miguel on 28 de Fevereiro de 2013 at 20:24
    • Responder

    E a Educação Musical? e a Música no 3ºciclo? Já algum tempo que vou lendo e nunca se fala destas duas áreas disciplinares…

    • Carlos on 1 de Março de 2013 at 2:14
    • Responder

    Tratando-se de cursos profissionais, a Geografia aplicada ao planeamento urbano e mais ramos do planeamento dirigidos pela disciplina de Geografia não foram falados nem contemplados. É a Ciência Geográfica a perder como tudo!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog