Mudemos Então de Assunto

… para explicar, por exemplo, porque razão professores a quem já foi atribuída componente lectiva ainda se encontram declarados com horário zero e não é apenas um ou dois casos e isto já acontece desde o início do ano lectivo. Explicar porque o MEC se recusa a apresentar números oficiais sobre colocações e não colocações das sucessivas reservas de recrutamento chegando ao ponto de dizer que os alarmistas falavam em dezenas de milhares de horários zero e esse número é muito inferior ao que tem sido divulgado não chegando aos 700 docentes, porque penso que todos que por aqui passam sabem a evolução desses números. E por fim explicar-me que desmentido foi este em relação ao número de despedimentos apresentados no relatório do FMI que acabou por não sossegar ninguém.

E ficam então aqui registadas as palavras do ministro para memória futura.

 
 

Aumento da carga horária para os professores não está em discussão

 

 

Seguir:
arlindovsky
Seguir:

Latest posts by arlindovsky (see all)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/02/mudemos-entao-de-assunto/

7 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Carlos on 13 de Fevereiro de 2013 at 1:37
    • Responder

    Não é uma resposta, é uma constatação: então é o seguinte a classe profissional de professores são alvo de chacota todos os dias, senão vejamos os alunos gozam com os profs, os diretores gozam com os profs, os pais dos alunos mais do mesmo e porque é aínda pouco o MEC goza que se farta com uma cambada de parôlos. Mete dó como a perda de dignidade, de respeito foi abandonada pelos parôlos dos profs. Têm o que mereçem, vergam-se a tudo e mais alguma coisa. Pois, se só existe 700 profs com horário zero (é verdade sim senhor), se passam a ter carga horária de 40 horas semanais é bem merecido. A “canga” só se dá ao burro que a mereçe, pois a cambada mereçe! já que perderam a dignidade, o respeito agora tomem lá!!! bem merecido cambada de parôlos…


  1. Não aumentam a carga horária… aumenta as horas letivas…

    e vocês ficam tramados a ter de fazer mais horas “fora do horário”. Literalmente, ficam com menos horas não letivas, elas já não chegam… enfim.

    Mas como isso não é conhecido da opnião pública… e como já estão a passar a mensagem de que “os professores já se estão a safar ao aumento da carga horária”.

    O povo come… e pensa (novamente) – ” estes gajos reclamam de barriga cheia!

    Assistente Técnico

    • Castle on 13 de Fevereiro de 2013 at 10:49
    • Responder

    Arlindo: Explica lá por que é que isto está a acontecer? Colegas não serem retirados após atribuição de componente letiva? Pois tb sou um deles!!!!

    • hm on 13 de Fevereiro de 2013 at 20:44
    • Responder

    Também sou um deles!!!!

    • carla on 13 de Fevereiro de 2013 at 22:54
    • Responder

    Eu também sou e ninguém me sabe explicar porque não sou retirada da bolsa de recrutamento. Disseram-me que há muitos colegas nesta situação e a DGAE não resolve a situação.

    • Alberto on 13 de Fevereiro de 2013 at 23:07
    • Responder

    Uma Greve de zelo, por tempo indeterminado, resolvia e punha em cima da mesa a evidência da real carga horária de trabalho que um Professor tem, MUITO para além das 40 horas semanais.
    ARLINDO, pergunta ingénua: Para quando uma Greve de zelo, por tempo indeterminado?

    • JCP on 13 de Fevereiro de 2013 at 23:24
    • Responder

    Ó Alberto, essa da greve de zelo só pode ser a a brincar! Explica ai a “táctica” e a cobertura legal para isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog